• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


10 coisas que você não sabia sobre os mamilos

POR André Quincas    EM Ciência e Tecnologia      08/03/16 às 19h05

Quando o assunto é mamilos, a polêmica está plantada. Principalmente quando são mamilos femininos. A fetichização em torno das mamas femininas é tanta, que tem gente que acha imoral uma mulher amamentar o filho em público, mas acha perfeitamente adequado os seios das musas à mostra nos desfiles de escolas de samba.

Aqui na Fatos já até te explicamos um pouco sobre por que os homens gostam tanto de peitos. Como os mamilos são zonas erógenas, eles passaram por aqui quando te revelamos 5 mitos sobre masturbação que você sempre ouviu. E também quando mostramos as 10 celebridades que possuem piercings secretos.

Agora confira essas novidades que temos pra te contar sobre essas partes tão polêmicas de nossos corpos. Acompanhe:

1- Podem aparecer em qualquer parte do corpo

bradley-cooper-4_rep

Os chamados "mamilos supranumerários" podem aparecer em qualquer parte do seu corpo. Mas eles não são desenvolvidos nem tem aréolas.

2- Rachaduras, sangue e dor

amamentao

Só as mulheres que amamentam sabem os transtornos que isso implica. Além de ter gente que acha um absurdo uma mulher amamentar em público, como já mencionado, a amamentação pode ressecar e ferir o bico do peito e as aréolas.

3- Jorram leite

kim-kardashian03

Outra questão perfeitamente natural para as mamães é quando está produzindo mais leite do que o necessário. Em outros casos, pode ser apenas a reação do corpo da mulher a um estímulo, como o choro de um bebê.

4- Mamilos duros nem sempre são tesão

seios com o bico excitado

Mamilos podem ficar rijos com a fricção da roupa ou pelo frio. Algumas mulheres, mesmo com estímulos sexuais, não enrijecem os mamilos.

5- Característica da espécie

img_como_se_vestir_para_disfarcar_seios_grandes_3265_orig

As fêmeas humanas são os únicos mamíferos que os seios e os mamilos se desenvolvem e ficam proeminentes. As fêmeas das outras espécies só apresentam mudanças nas características dos seios quando estão na fase de lactação.

6- Orgasmo

64398_0

Um estudo de mapeamento cerebral feito pela Universidade de Rutgers revelou que é raro, mas é possível ter um orgasmo estimulando apenas os mamilos. Os cientistas usaram ressonância magnética funcional para monitorarem a atividade cerebral de mulheres que tocavam-se em várias partes do corpo.

Quando os mamilos eram acariciados, os dados revelaram que a mesma parte do cérebro que assimila a estimulação genital era ativada. Os dados iniciais indicaram que os cérebros dos homens também podem responder da mesma forma.

7- Prótese

98

Muitas pessoas acometidas por câncer (maioria mulheres), recorrem à mastectomia, que é a remoção total ou parcial de um ou de ambos os seios. Para estes casos, as mamas podem ser reconstruídas e as próteses de mamilos podem ser salva-vidas, pois a auto-estima elevada das mulheres nestes casos ajudam na recuperação.

8- Sagrados para os Celtas

celts

Os antigos Celtas realizavam a Irish, uma cerimônia na qual demonstravam apreciação chupando os mamilos do rei. Para os antigos, os mamilos do rei eram sagrados e eles demonstravam obediência sugando-os.

9- Aréola

mamilo_-_masculino

Aréola é a cor da pele ao redor do mamilo. As areolae variam de acordo com condições específicas e podem ser muito claras ou muito escuras, pequenas ou grandes.

10- Maquiagem

89

Existem no mercado pigmentos específicos para darem cor ou forma definida às aréolas e transformar o aspecto dos mamilos. Já em 1977, a pioneira dos cosméticos Benefit criou o Benetint sob encomenda de uma stripper. O produto foi criado para pigmentar qualquer parte do corpo, mas era nos mamilos que eles deixavam o melhor efeito.

Próxima Matéria
André Quincas
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+