• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


10 mulheres cientistas do nosso tempo que estão mudando o planeta

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      21/12/15 às 16h40

As mulheres sempre foram e ainda sofrem preconceito em toda a sociedade. Elas ainda recebem menos que os homens, estão em minoria em cursos relacionados a ciência e exatas além de sofrerem preconceito na hora de arrumar um emprego. Apesar de ainda existir esse preconceito, contra a mulher no mercado de trabalho, existem alguns exemplos de que isso pode estar mudando.

O fotógrafo Bret Hartman buscou em todo mundo diversas cientistas em áreas como, biologia, cosmologia, arqueologia, para contar um pouco de suas histórias. Todas essas cientistas se destacam em seu trabalho e sempre buscam a igualdade entre homens e mulheres no meio cientifico.

O Ultra Curioso separou 10 cientistas que estão mudando o planeta:

1-Renée Hlozek

Renée Hlozek

A cosmóloga Renée Hlozek estuda radiação cósmica remanescente do big bang, com esses estudos ela procura entender mais o universo, como ele se formou, entre outras coisas. Renée fica muito orgulhosa de seus trabalhos principalmente por inspirar outras meninas e sonha com um cenário onde existam o mesmo número de mulheres e homens estudando ciência e recebendo reconhecimento na área.

2-Kristen Marhaver

Kristen Marhaver

A bióloga marinha se interessa muito pela vida dos corais. Seus estudos estão sempre focados em como se reproduzem, qual é o melhor lugar para os corais se reproduzirem ou algo que ajude na multiplicação dos corais. Com esses estudos Kristen tem como objetivo impedir a extinção dos corais. Ela está muito feliz com todo o reconhecimento que tem recebido pelas suas pesquisas.

3-Janet Iwasa

Janet Iwasa

Essa cientista está focada em animação molecular, ela estuda e já criou um animador molecular que ajuda os cientistas a ver melhor as moléculas. Com isso eles conseguem observar como as moléculas se comportam, para facilitar as hipóteses cientificas. Ela também está preocupada com a pouca quantidade de mulheres trabalhando em sua área, porém fica muito feliz por servir de exemplo para outras jovens cientistas.

4-Marcela Ulliana da Silva

Marcela Uliana

A bióloga brasileira que acorda todos os dias de madrugada tem uma missão bem importante: salvar o rio amazônico. Os mexilhões dourados, que chegaram a América do Sul em embarcações asiáticas, são uma ameça para o ecossistema amazônico. Esses mexilhões podem causar o fim de espécies naturais e ainda podem danificar estações de tratamento de água. Marcela utiliza um método muito moderno para acabar com essa "praga", ela junto com sua equipe mapeia o gene do animal para depois traçar um ataque contra os mexilhões. Ela está muito feliz com sua vida e deixa claro que qualquer um, independente do sexo ou origem é capaz de alcançar seus objetivos.

5-Katie Hunt

Katie

Katie mistura dois ramos da ciência bem diferentes, ela é arqueóloga e oncologia. Ela foi diagnosticada com um tumor no ovário aos 22 anos e a partir dai começou a estudar mais sobre sua doença. Ela mistura arqueologia e oncologia estudando corpos antigos que mostram sinais de câncer, descobrindo assim, novos meio para tratamento e novas informações sobre a doença. Ela gosta muito do que faz e está muito feliz por ter outras mulheres trabalhando junto com ela.

6-Jedida Isler

Jedida Isler

Mais uma bióloga nessa lista, Jedida Isler busca com seu trabalho ajudar agricultores africanos. Com ajuda de sua equipe ela busca fazer um modificação dos genes da mandioca contra o vírus que a mosca branca transmite. Esse vírus é fatal para a planta acabando com a maior fonte de renda desses pequenos agricultores africanos. Ela vê tão poucas mulheres no seu ramo que se sente solitária no meio de tantos homens.

7-Patricia Medici

Patricia

Ela é protetora de um dos maiores mamíferos terrestres, a anta. O animal, que é menosprezados por muitos, é muito importante para seu ecossistema. Sua extinção pode ocasionar problemas em especies de felinos além do animal ser importante para a distribuição de sementes pela floresta. Patricia diz que seu trabalho é muito difícil para qualquer um, homem ou mulher, já que exige muito comprometimento. São vários dias longe da família e condições ambientais difíceis já que o animal tem hábitos solitários e noturnos.

8-Lucianne Walkowicz

Lucianne Walkowicz

A astrônoma trabalha com dados da NASA para um trabalho bem exótico: estudar astros fora do nosso sistema em busca de condições para vida humana. Além disso ela busca sinais de vida inteligente  fora ta terra. Com esse trabalho, ela começou a ver com outros olhos nosso planeta dando mais valor e pensando sempre em um futuro próximo onde poderemos viver em outros planetas.

9-Sheila Ochugboju Kaká

Sheila Ochugboju Kaká

Com uma infância difícil na Nidéria, Sheila buscou estudar o que mais preocupava sua família. Ela passou a maior parte de sua infância trancada em casa para não se infectar com doenças e partir dai, buscou estudar sobre o assunto. Ela fez o pós-mestrado na Universidade de Oxford na área de engenharia genética com o principal intuito de buscar um bio pesticida acessível . A bioquímica está muito feliz com o crescimento de mulheres estudando ciência

10-Michele Koppes

Michele Koppes

Em seu trabalho, Michele busca o que está acontecendo com as geleiras e lugares frios. Esses estudos buscam resolver problemas como modificações ambientais e na biodiversidade. Ela diz que apesar de ser um meio bastante difícil para as mulheres, está na hora de esquecermos o preconceito de gêneros e homens e mulheres trabalharem juntos.

O que achou dessas mulheres conquistando lugares que antes, eram apenas dos homens? Responde ai nos comentários o que achou.

Próxima Matéria
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+