• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


10 quadrinhos ''inocentes'' com uma boa dose de humor negro

POR Bruno Dias    EM Entretenimento      05/11/19 às 11h40

Quase todos nós, quando éramos crianças, adorávamos ler histórias em quadrinhos, gibis da turma da Mônica, mangás ou algo parecido. Todos eles têm um mesmo formato de várias ilustrações e pequenos diálogos que prendem a atenção do pequeno leitor. Conforme vamos crescendo, alguns de nós deixam os gibis de lado e, às vezes, se entretêm com pequenas tirinhas vistas ali e aqui.

Do mesmo modo, assim como nós, as tirinhas, também vão crescendo junto. As histórias que gostávamos quando éramos crianças, provavelmente, já não nos fazem rir igual nos dias de hoje. O nosso senso de humor vai mudando conforme crescemos e vamos moldando o que achamos e o que não achamos engraçado.

O humor é um determinado estado de ânimo cuja intensidade representa o grau de disposição e bem-estar psicológico e emocional de uma pessoa. Ele é uma das chaves para a compreensão de culturas, religiões e costumes das sociedades, além de ser um elemento vital da condição humana.

Com o passar do tempo, a maneira dos humanos de sorrir, foi mudando porque ela acompanha os costumes e pensamentos, visto que em cada época da história humana, as formas de pensar derrubam paradigmas e o humor acompanha essa tendência sociocultural.

Humor

E uma forma de humor, que sempre foi considerada meio fora da curva, é o humor negro. Na verdade, é a que pega pontos em que, teoricamente, não deveria se fazer piada e se tira de uma situação trágica, alguma risada. Mas, atualmente, temos tido certos debates sobre a sociedade ter adotado algumas características, mais politicamente corretas e deixado mais difícil uma piada com humor negro. E não misture humor negro com desrespeito com alguém, por mais que elas toquem em pontos sensíveis, elas também não podem ser desrespeitosas com outras pessoas.

A série chamada Berkeley Mews foi criada por  Ben Zaehringer. Ele explica que ela é uma série de quadrinhos de humor sombrio que, segundo ele mesmo, expõe o ventre decadente de tudo o que é saudável e puro.

"Pego contos de fadas, filmes da Disney e boas lembranças da infância e os transformo em pesadelos horríveis, mas de um jeito divertido", disse.

Trabalho

O homem teve aulas de arte no ensino médio e na faculdade comunitária, onde ele aprendeu desenho e anatomia básica. Agora, Ben usa essas habilidades para liberar a sua mente criativa. Atualmente, ele tem quase 200 mil seguidores, em seu Instagram.

"Eu desenho quadrinhos desde que me lembro. O primo da minha mãe, Steve Moore, é um cartunista, então pensei em cartum como uma vocação. Meus primeiros quadrinhos foram todos no estilo de tiras de jornais, como FoxTrot e Peanuts, apenas ruins em vez de boas", disse.

Segundo ele, o tema principal de seus quadrinhos é a decepção. "Quando estou escrevendo, eu me pergunto: 'Como algo divertido pode ser decepcionante?' Os motivos recorrentes incluem: Deus, Papai Noel, amor, morte, infância e referências da cultura pop dos anos 1990. A vida se move rapidamente, então tento abordar coisas eternas, como filmes da Disney que são refeitos a cada dez anos", explica.

Mostramos aqui, alguns dos trabalhos de Ben Zaehringer. E se você se interessou e quer ver mais dos trabalhos dele, é só ir em suas redes sociais.

#1

#2

#3

#4

#5

#6

#7

#8

#9

#10

Próxima Matéria
Via   Boredpanda  
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+