• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


10 razões pelas quais você precisa assistir Sex Education, nova série da Netflix

POR Luara Vargas    EM Séries e Sagas      29/01/19 às 16h50

Sex Education é o mais novo lançamento de sucesso da Netflix. A trama nos apresenta Otis, um adolescente de 16 anos, filho de uma "guru do sexo". Ao contrário do que se espera, mesmo possuindo uma mãe liberal e aberta, Otis não possui muita prática com o sexo, mas na teoria, ele possui muito para ensinar. Apesar de sua própria falta de experiência, Otis acaba inadvertidamente seguindo os passos de sua mãe com seus colegas de escola. Junto de sua nova amiga Maeve, os dois abrem uma espécie de clínica de aconselhamento sexual no colégio.

Apesar da pegada teen, a série aborda os temas sexuais de forma muito madura. Conseguindo além de servir como entretenimento para os jovens, ser uma fonte enriquecedora de informação. A trama não possui medo de explorar tabus sociais, tratando temas como aborto, vivência LGBTQ+, uso de drogas, nudez, masturbação e as várias formas do sexo, de uma maneira natural, adulta e completamente responsável. Atualmente, os meios de comunicação não podem mais fugir de abordar tais temáticas, que são tão presentes na realidade juvenil. Portanto, hoje iremos mostrar 10 razões pelas quais você precisa assistir Sex Education, na Netflix. Confira:

10 - A estética

Um dos pontos fortes mais facilmente perceptíveis da série é sua estética. A fotografia possui uma pegada anos 1980 que, por vezes, até chega a confundir de fato em que década a trama se desenrola. O seriado abusa de tons pastéis, contrastes, detalhamento de cenário e um estilo de filmagem muito original. As imagens facilmente irão perdurar na mente daqueles que as assistem. Fora isso, o corpo humano é representado, mesmo quando mostrado nu, como algo natural e livre, capaz de se misturar facilmente ao restante do ambiente. "É uma escolha estilosa ousada", disse o ator Alistair Petrie ao 'BUILD'. "E funciona, é o seu próprio mundo, para o qual as pessoas são convidadas a entrar".

9- Eric

Eric, o melhor amigo de Otis, é simplesmente um dos melhores personagens de seriado apresentados recentemente. O rapaz é gay, e tanto o ator, quanto a produção, souberam explorar sua presença em cena na medida certa. Sem o transformar em uma piada estereotipada tão comum na televisão. Eric é complexo, extremamente engraçado e muito irreverente. Levando a parte cômica da série de forma natural, o garoto logo domina o público, fazendo com que os fãs acabem desejando que ele apareça mais vezes em cena. Além disso, as roupas do personagem são um show à parte. Estilo é para quem tem!

8- Uma série teen à frente do seu tempo

Uma queixa muito comum em relação à séries teens são os seus clichês. No geral, as tramas tendem a ser superficiais e criam uma vida baseada em uma grande American Pie, repleto de festas, álcool, patricinhas, atletas e por aí vai. Sex Education não abandona totalmente algumas dessas tradições, mas consegue ir muito além disso. Ao contrário de 13 Reasons Why, que abordou temas delicados na adolescência de forma muitas vezes irresponsável, a nova aposta da Netflix conseguiu medir a mão e acertou em cheio. A trama não tem medo de tocar nas feridas dos tabus sociais, mas consegue fazer isso de forma leve e espontânea. Ela soube tratar de diversos aspectos sexuais sem forçar a barra e sem tornar tudo um grande absurdo. O foco é apenas ser quem você realmente é, e tudo bem!

7- A trilha sonora

Lembra quando falamos que a série tem uma pegada anos 1980? Pois bem, sua trilha sonora apresenta uma série de reminiscências de décadas passadas, incluindo Take On Me, do A-ha, Asleep, dos The Smiths, e Dancing With Myself, do Billy Idol. Além disso, a música também explora alguns temas atuais, como Grizzly Bear e Ezra Furman. Tudo muito bem encaixado, vale a pena conferir.

6- Sororidade feminina

Ao contrário do que parece, a série foge do padrão, mostrando que mulheres podem e devem ajudar umas às outras. Enquanto muitos produtos de entretenimento voltados ao público jovem exibem cenas e mais cenas de competição feminina, Sex Education demonstra o poder da união. Em um episódio, uma foto muito íntima de uma garota acaba caindo na rede. Enquanto as primeiras reações sejam as esperadas, com todas as meninas agindo na defensiva e acusando uma às outras, em determinado momento, as coisas mudam de figura. Para impedir que a vítima desse crime seja tratada como objeto, é iniciado uma estratégia coletiva de apoio e empatia.

5- Educação sexual

Como o próprio nome sugere, a série trata sobre sexo. Mas muito além de ser apenas um monte de adolescentes falando bobagens pervertidas, a série consegue ter o papel de educar. Mostrando que educação sexual é fundamental para as escolas, a série aborda a comunicação. Falar sobre sexo, ensinar sobre sexo. Ao contrário do tabu existente, é por meio dessa comunicação que as pessoas aprendem a importância de utilizar camisinha, realizar uma boa higiene íntima, aprender a respeitar seus limites e assim por diante. Somente no ano de 2018, o número de adolescentes portadores do vírus HIV triplicou. O Brasil concentrou cerca de 49% dos novos casos de contaminação somente em 2016. O ensino sexual serve justamente para evitar isso. Esse é o tema da série.

4- Todo mundo tem problemas

Sex Education aborda diversos problemas sociais e pessoais que todo mundo está suscetível a enfrentar. Seja relacionamentos familiares conturbados, vida financeira precária, dilemas com a sexualidade, pressões externas, solidão, autoestima e diversos outros dilemas que todos nós já passamos ao menos alguma vez. Muito além de conflitos comuns geralmente abordados em séries teens, como popularidade por exemplo, a série explora questões mais complexas e reais.

3- Tudo bem ser você mesmo

Todos os personagens da série são bem pensados. Cada um possui sua complexidade pessoal. A mensagem é justamente essa: ser quem você nasceu para ser. Uma trio formado por uma garota punk, um jovem introvertido e estranho, juntamente com um rapaz gay apaixonado pela cultura Drag não parece ser um conjunto de amigos típicos. Mas é isso que a amizade verdadeira é capaz de fazer. Aceitar a individualidade do outro sem interferir em sua essência. Sex Education em nenhum momento diz ao público para se moldar aos padrões. Os personagens são extremamente variados. Autenticidade é tudo na trama.

2- A mãe do Otis

Sabe aquela mãe tradicional dos filmes e séries? Esqueça. Jean, a mãe do Otis, é uma guru do sexo completamente à frente de seu tempo. A personagem é terapeuta sexual, faz uso de sua liberdade afetiva, e principalmente, fala abertamente de sexo com seu filho. Esse talvez seja o melhor exemplo que Jean possa passar para os relacionamentos entre pais e filhos. Ela não reprime Otis, incentiva suas descobertas e explica para ele tudo o que uma pessoa precisa saber para viver bem em seus relacionamentos. Mesmo que as vezes ela possa envergonhar Otis justamente por conta de seu jeito mais liberal, Jean é uma mãe compreensiva e muito divertida de se ver em tela.

1- Diversidade

Como já dissemos, a série não possui pudores em tratar temas vistos como complexos. Ela explora as diversas personalidades, expressões e formas de sexualidade existentes. Eric, um personagem gay, é melhor amigo de Otis, um homem hétero. Os dois vão ao baile juntos naturalmente, como realmente deveria ser. A individualidade de um, não se afeta pela existência do outro. A série mostra relacionamentos lésbicos abertamente, sem nenhum pudor. A masturbação é explicada de maneira direta, sem rodeios. Bem como qualquer outro assunto explorado na trama. Bem mais que um enredo sobre sexo, Sex Education aborda a liberdade.

Já assistiu a série? O que achou dela? Esperando pela próxima temporada? Conte para a gente! Sua opinião é extremamente importante para nós!

Próxima Matéria
Via   MSN  
Luara Vargas
Um conjunto de coisas estranhas. Insta: @luara_vargas
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+