icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


12 filmes mais perigosos já feitos

POR Júlia Marreto EM Entretenimento 14/04/16 às 20h11

capa do post 12 filmes mais perigosos já feitos

Os verdadeiros cinéfilos saberão do que falaremos a seguir. Tão divertido, interessante, o making-of não permite que o final dos filmes crie um vazio desolador no coração e nos deixa mais próximos de nossos atores/atrizes e personagens favoritos.

Para muitas pessoas, trabalhar em filmes é um sonho, fazer a mágica acontecer, dar vida ao imaginário e poder mostrar para o mundo e deixá-lo se divertir. Quem não conhece, pode acreditar que trabalhar atrás das câmeras é um trabalho fácil. Bem, não é. E, muitas vezes, não fazemos ideia de quão longe os cineastas podem chegar para conseguir filmar as histórias como pretendem. Algumas vezes é necessário trabalhar com cenários verdadeiramente perigosos, e não estamos falando apenas dos dublês!

Você ficará surpreso ao ver o quão longe podem chegar os cineastas e o quanto estão dispostos a pressionar seus atores, quando se trata de filmar a "cena perfeita", até mesmo colocando as próprias vidas e as de seu elenco em perigo. Para aqueles que não tem tanto interesse assim em assistir as cenas finais, mas gostariam de saber como são gravadas algumas cenas, separamos uma lista com os X filmes mais perigosos já "cenografados".

Embora nenhum desses filmes tenha acabado em tragédias reais, muitos chegaram perto, muito perto.

12. The Dark Knight (2008)

Para o que nos interessa, acreditamos que esse é o melhor filme do Batman. Christopher Nolan já é bastante conhecido por ser, muitas vezes, seu próprio dublê (como seu lendário trabalho em Inception), com certeza sua maior ação foi o flip com o caminhão. Essa cena, poderia ter sido facilmente feita por CGI (Common Gateway Interface), resumidamente, é um programa que gera imagens por computador. Mas, não! Nosso queridinho Nolan, sabe que as imagens computadorizadas não se comparam às cenas da vida real. A produção do filme não só virou o caminhão, como fizeram isso no centro de Chicago.

11. Point Break (2015)

Apesar do pouco alarde sobre o lançamento do filme, ele inclui umas das acrobacias mais perigosas da história do cinema. A cena acima, muitos podem pensar que fora realizada dentro de um estúdio usando telas verdes, só que não. Com cálculos matemáticos precisos, cinco dublês realmente pularam de um avião e passaram por uma apertada abertura a 120 milhas por hora, isso quer dizer, mais ou menos 193 km/h. Se já é difícil para uma pessoa fazer isso, imaginem para cinco, ao mesmo tempo. Convenhamos, é muita dedicação.

10. Steamboat Bill Jr. (1928)

Voltando aos tempos de cinema mudo, alguns artistas estavam realmente dispostos a fazer qualquer coisa para que seu público obtivesse um pouco de humor, e se isso incluía arriscar suas vidas, não havia problema algum! Neste, Harol Lloyd com a ajuda de um profissional de circo, se pendura em uma torre de relógio e pratica os mais perigosos feitos. Outro ator que se arriscou foi Buster Keaton que, com  alguns (muitos) cálculos matemáticos, encenou uma queda em pé, de um edifício, sem se machucar. Em outro de seus filmes, Sherlock Jr., permitiu que uma queda d'água, de uma torre, caísse sobre sua cabeça. Resultado? Quebrou o pescoço, quase ficando tetraplégico para o resto da vida.

9. The Revenant (2015)

Com o objetivo de, finalmente, conquistar seu tão sonhado Oscar, neste filme, Leonardo Di Caprio se permitiu aos mais variadas façanhas. Desde estar em um corpo congelado, a dormir com um animal morto até comer um bisonte cru. A tensão no set era alta, mas o ator não era a única pessoa em perigo, o lugar afastado, o sub-congelamento e apenas uma hora para a utilização da luz natural, estava deixando todos à beira da loucura. O diretor Alejandro Iñarritú não fez muitos amigos no set, pelo contrário, a maioria o odiava. Em determinado momento, até Tom Hardy, co-estrela do filme, teve de ajudá-lo a se acalmar.

8. Gomorrah (2008)

Conhecido por poucos, esse é um dos filmes favoritos de Martin Scorsese (mesmo diretor de O Lobo de WallStreet GoodFellas). Trata-se de um filme italiano, baseado em uma história real, sobre um cartel criminoso da parte sul do país. Ao contrário dos perigos listados aqui, este refere-se aos desafios de se atravessar a Máfia. O diretor viveu na infame região de Scampia, onde gangues estavam no controle, como parte de sua pesquisa para a realização filme. Hoje, o autor do romance e do filme estão sob proteção policial. E, aparentemente, as obras foram adaptadas para uma série de TV estadunidense.

7. Ben-Hur (1959)

Embora com alguns furos, o filme teve alguns momentos tensos, como a corrida de bigas, que ainda levanta a pressão arterial de quem quer que assista, seja pela primeira ou milésima vez. Essa foi uma cena que demorou quase um ano para ser preparada e mais de cinco semanas para as filmagens. Incluía 75 cavalos e mais de 1500 figurantes e dublês. Em um momento crucial, um dos dublês foi atirado para o ar, quase o levando à morte.

6. Cliffhanger (1993)

Com razão, Sylvester Stallone é uma das estrelas de ação favoritas. O filme foi rodado, em sua maioria em penhascos de Tafone, na Itália. Em uma das cenas mais perigosas, foi pago ao dublê Simon Crane mais de 1 milhão de dólares, para atravessar entre dois picos de mais ou menos 4500 metros de altura.

5. Mad Max: Fury Road (2015)

Com certeza as filmagens deste filme não foram nada, nada leves. Usando efeitos práticos, a cena acima, por exemplo, foi filmada com veículos extremamente reais e dublês super talentosos. Tudo, desde a guitarra em chamas até as enormes viradas dos caminhões petroleiros, fora filmada dentro do set. Em uma época de dominação do CGI, Mad Max: Fury Road é uma verdadeira lufada de ar fresco e os sacrifícios feitos pelo elenco foram uma belíssima inspiração. Este é um exemplo perfeito de manobras perigosas bem feitas, tendo como resultado um filme bem feito, do qual ninguém saiu machucado.

4. The Fast and the Furious

Quando se trata de acrobacias com carros, com certeza se está lidando com o perigo, quanto mais carros, mais perigosas se tornam. Para permanecer interessante aos longo dos anos, a franquia The Fast and  the Furious elevou as apostas. Você ficaria abismado ao ver o quão real as coisas ficaram no set. Atores foram amarrados aos carros em movimento (incluindo tanques) e sendo jogados de um penhasco em um gigante banco com segurança. E se você ainda tem alguma dúvida do quanto são perigosos esses filmes, é importante lembrar que a estrela da franquia, o ator Paul Walker, apesar de longe dos sets, morreu em um acidente de carro. Embora esses filmes serem rodados com profissionais extremamente bem treinados, sempre há um grande risco.

3. Everest (2015)

Essa aventura quase se tornou uma tragédia, quando uma avalanche atingiu uma parte do elenco que envolvia nove pessoas, que estavam trabalhando no momento. Baseado em uma história real, o filme conta a história de oito pessoas que morreram ao tentar escalar o Monte Everest. Em uma irônica reviravolta de eventos, durante as filmagens, em 2014, mais de dezesseis pessoas morreram durante uma avalanche. Apesar de o filme ter se tornado um sucesso internacional, devemos pesar se vale a pena arriscar tantas vidas para se realizar filmagens.

2. Mission Impossible

A franquia, desde 1996, tem como atração principal as acrobacias de Tom Cruise. Aos assistir suas cenas nos leva a pensar que talvez o ator tenha um desejo de morte. Cruise colocou-se em algumas situações bastante perigosas, fossem elas estar pendurado ao lado de um avião ou escalar a encosta de uma montanha. Partindo do pressuposto que ele se recusa a ter um dublê, tenha certeza de que qualquer loucura feita na frente das câmeras é o próprio Tom.

1. Roar (1981)

Nenhum animal se machucou durante as gravações do filme (ainda bem!), mas infelizmente algumas pessoas sim. Na verdade, é quase um milagre que o elenco dessa produção tenha sobrevivido, levando-se em consideração que trabalharam com mais de 150 leões, tigres, leopardos e panteras.  A maioria das lesões que a equipe sofreu foram em escala. A atriz Melanie Griffith foi atacada e sua mãe, Tippi Hedren, teve a parte de trás da cabeça mordida por um leão. O diretor de fotografia foi o pior, foi escalpelado por um dos leões dentro do set, e precisou de 120 pontos para reparar o dano. Num total, mais de 70 pessoas ficaram feridas, tornando este, o mais perigoso dos filmes a ser filmado!

Na próxima vez que for assistir um filme, tire um tempinho para conferir o making-of e considerar todo o trabalho realizado. E pergunte-se se as cenas perigosas realmente valeram a pena para obter o resultado final. Acredite, em alguns casos, as cenas por trás dos bastidores são muito mais divertidas do que as do próprio filme!

Não esqueça de comentar e deixar sua opinião!

 


Próxima Matéria
avatar Júlia Marreto
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest