• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


12 imagens sensuais que todo adulto deveria ver antes do carnaval

POR Júlia Marreto    EM Ciência e Tecnologia      23/02/17 às 16h52

*Antes de ler saiba que essa matéria é uma brincadeira para conscientizar as pessoas que vão brincar de carnaval. Lembre-se que aquela gatinha na avenida por dentro pode ser exatamente como essa matéria, por fora a gente nunca sabe quem tem DST, quer se divertir? Tudo bem, mas use camisinha.

Conhecidas como DSTs, as doenças sexualmente transmissíveis, podem ser causadas por bactérias, vírus ou outros tipos de micróbios que são transmitidos, principalmente, através das relações sexuais, quando não há o uso de proteção (preservativos).

Geralmente, essas doenças se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas. Algumas doenças não apresentam sintomas, nem no homem nem na mulher, por isso é necessário que se faça, regularmente, consultas e acompanhamentos médicos, primordialmente, caso tenha relações sexuais sem camisinha.

Algumas dessas doenças, se não tratadas a tempo, podem evoluir para quadros mais graves, como por exemplo infertilidade, câncer e até a morte. Muitas pessoas acreditam que o preservativo deve ser usado apenas no momento da penetração, o que é um equívoco. O método mais eficaz para reduzir o risco de transmissão de DSTs é o uso do preservativo em todos os tipos de relações sexuais - oral, vaginal e anal.

Precisamos lembrar que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem. Sendo assim, nós aqui da redação da Fatos Desconhecidos, no intuito de alertar e conscientizar sobre os riscos dessas doenças, selecionamos essa listinha com 12 imagens sensuais que todo adulto deveria ver antes do carnaval. Confira:

1 - Aids

Em inglês, AIDS é a sigla para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Acquired Immunodeficiency Syndrome), uma doença do sistema imunológico humano, resultado de infecção pelo vírus HIV - sigla em inglês para Vírus da Imunodeficiência Humana.

A Aids é caracterizada pelo enfraquecimento do sistema imunológico, ficando vulnerável ao aparecimento de doenças oportunistas, desde um resfriado a graves infecções, como tuberculose ou câncer. É importante ressaltar que ser portador do vírus HIV não é o mesmo que ter Aids.

Existem muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doenças mas, ainda assim, podem transmitir o vírus a outras pessoas. Algumas pessoas famosas que foram/são portadoras do vírus: Cazuza, Renato Russo, Cláudia Magno, Lauro Corona, Wagner Bello (Etevaldo), Magic Johnson, Freddie Mercury...

2 - Cancro mole

Sendo provocada pela bactéria Haemophilus ducreyi, é popularmente conhecida por "cancro venéreo" ou "cavalo", sendo mais comum em regiões tropicais, como o Brasil. Os primeiros sintomas dessa doença são dores de cabeça, febre e fraqueza, aparecendo 15 dias depois do contágio.

Outros sintomas decorrentes são feridas dolorosas, com pus, nos órgãos genitais, que aumentam progressivamente de tamanho e profundidade. Duas semanas após o início da doença, caroços dolorosos e avermelhados podem aparecer na virilha, dificuldade os movimentos da perna ao andar.

Nos homens, as feridas aparecem na glande (cabeça do pênis); na mulher, aparecem na vagina e/ou ânus. Apesar de não ser sempre visível, essas feridas causam dor durante as relações sexuais e ao evacuar.

3 - Clamídia e Gonorreia

São infecções causadas por bactérias que podem atingir os órgãos genitais femininos e masculinos. A clamídia é muito comum entre adolescentes e adultos jovens, podendo causar graves problemas à saúde. A gonorreia pode infectar o pênis, o colo do útero, o reto, a garganta e os olhos.

Alguns sintomas são: as mulheres podem apresentar dor ao urinar, aumento de corrimento, sangramento fora da época de menstruação, dor ou sangramento durante a relação sexual.

Porém, também é comum que uma pessoa doente não apresente sintomas, daí a necessidade de fazer consultas periódicas, caso haja relação sexual sem camisinha. Já nos homens, geralmente, há ardor e esquentamento ao urinar, podendo causar corrimento ou pus, além de dor nos testículos.

4 - Condiloma acuminado (HPV)

Também conhecido como "verruga genital", "crista de galo", "figueira" ou "cavalo de crista", é causada pelo HPV - Papilomavírus Humano. Atualmente existem mais de 100 tipos de HPV, alguns deles podem causar câncer, principalmente no colo do útero e ânus.

Mas, a infecção por HPV é muito comum e nem sempre resulta em câncer. Geralmente, a infecção causa verrugas de tamanhos variáveis, no homem é mais comum na glande e ânus. Já nas mulheres se manifesta na vagina, vulva, ânus e colo do útero. As feridas também pode aparecer na boca e garganta.

Ambos podem estar infectados sem apresentar sintomas. A forma de prevenção é o uso do preservativo durante as relações sexuais.

5 - Doença Inflamatória Pélvica (DIP)

Pode ser causada por diversas bactérias que atingem os órgãos sexuais internos da mulher (útero, trompas, ovários) causando inflamações. A maioria dos casos acontecem em mulheres que possuem outra DST, principalmente gonorreia e clamídia não tratadas.

Além da transmissão por relação sexual também pode ocorrer após um procedimento médico local (como a inserção de DIU). Os sintomas mais comuns dessa doença são dores na parte baixa do abdômen, secreção vaginal, dor durante a relação sexual, febre, desconforto abdominal, fadiga, dor nas costas e vômitos.

6 - Donovanose

Infecção causada pela bactéria Klebsiella granulomatis, afetando a pele e mucosas das genitálias, virilha e ânus. Causa úlceras e destrói a pele infectada. É mais comum no norte do Brasil, especialmente em pessoas com baixo nível socioeconômico e higiênico. os sintomas incluem caroços, feridas vermelhas e sangramentos.

Depois da infecção há lesão nos órgãos genitais, que lentamente se transforma em úlcera ou caroço vermelho. Essa ferida pode atingir grandes áreas, danificar a pele e facilitar infecções por outras bactérias. Por não haver dores causadas pelas feridas, geralmente a busca por tratamento é tardia, fazendo com que seja cada vez mais complexo o tratamento.

7 - Hepatites virais

A hepatite é uma inflamação do fígado, que pode ser causada por vírus, uso de remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São silenciosas e raramente apresentam sintomas, caso sim, alguns deles são: cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura, fezes claras.

Existem 5 tipos de Hepatite, sendo elas: A, B, C, D, E. No Brasil, as mais comuns são causadas pelos vírus A,B e C. Os vírus D e E são mais comuns na África e Ásia. Aqui, milhões de pessoas são portadoras dos vírus B ou C e nem fazem ideia. Correndo o risco de as doenças evoluírem - tornado-se crônicas - e causar danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer.

8 - Herpes

Doença causada por vírus, apesar de não ter cura, tem tratamento. Seus sintomas geralmente são bolhas agrupadas que se rompem e transformam em feridas.

Depois de ter um primeiro contato com o vírus, os sintomas podem reaparecer, de acordo com as circunstâncias - estresse, cansaço, esforço exagerado, febre, exposição ao sol, traumatismo, uso prolongado de antibióticos e menstruação.

Tanto nos homens quanto nas mulheres é comum que esses sintomas apareçam nas regiões genitais (pênis, ânus, vagina, colo do útero).

9 - Infecção pelo Vírus T-linfotrópico humano (HTLV)

Essa infecção afeta as células de defesa do organismo, linfócitos T. O HTLV foi o primeiro retrovírus humano isolado, sendo classificado em I e II. Boa parte dos portadores de HTLV não apresentam sintomas durante toda a vida, porém, um pequeno grupo de infectados pode desenvolver manifestações clínicas graves, como alguns tipos de câncer, problemas musculares, nas articulações, pulmões, pele, olhos, além da síndrome de Sjögren, doença autoimune que destrói as glândulas que produzem lágrima e saliva.

10 - Linfogranuloma venéreo

Infecção crônica causada pela bactéria Chlamydia trachomatis, atinge genitais e gânglios da virilha. Os primeiros sintomas aparecem entre 7 e 30 dias após a exposição à bactéria. Começando com um caroço na pele - geralmente, pênis, vagina, boco, colo do útero e ânus - que dura entre 3 e 5 dias.

É preciso estar atento às mudanças do corpo, essa lesão é passageira e difícil de ser identificada. Entre 2 e 6 semanas depois da ferida, um inchaço doloroso aparece nos gânglios da virilha. Se esse inchaço não for tratado com urgência poderão surgir feridas com pus, além de deformar a região. Alguns sintomas gerais são dores nas articulações, febre e mal estar.

11 - Sífilis

Doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum, se manifesta em 3 estágios, sendo os maiores nas duas primeiras fases, períodos mais contagiosos. A terceira fase é silenciosa - ou seja, sem sintomas - o que acaba causando falsa crença de cura.

Os primeiros sintomas dessa doença são pequenas feridas nos órgãos sexuais e caroços na virilha, entre 7 e 20 dias após o contato. As feridas não doem, não coçam, não ardem e não apresentam pus. Mesmo sem tratamento, essas feridas podem desaparecer sem deixar marcas, mas isso não quer dizer que a pessoa está curada, fazendo com que a doença se desenvolva.

A partir de um certo momento, manchas podem surgir em várias partes do corpo (inclusive pés e mãos) e perda de cabelos. A doença pode ficar estacionada por meses, e até anos, até o momento em que complicações graves surgem, como cegueira, paralisia, doença cerebral e problemas cardíacos, podendo levar à morte.

12 - Tricomoníase

Causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis. Nas mulheres ataca o colo do útero, vagina e uretra; nos homens, o pênis. Os sintomas mais comuns são dores durante a relação sexual, ardência e dificuldade para urinar, coceira nos órgãos sexuais, apesar de a maioria das pessoas infectadas não sentirem alterações no organismo.

Todas essas doenças são sexualmente transmissíveis, apesar de algumas terem outros meios de transmissão. Independente de qual doença, qualquer sintoma ou sinal de DSTs é imprescindível a busca por um profissional de saúde, para que o diagnóstico correto possa ser realizado, bem como o tratamento adequado.

Então pessoal, o que acharam dessas imagens e dessas doenças? Já conheciam todas? O que mais sabem sobre o assunto? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Próxima Matéria
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+