icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


15 coisas que podemos aprender sendo vizinhos de garotas de programa

POR Júlia Marreto EM Entretenimento 05/05/16 às 14h27

capa do post 15 coisas que podemos aprender sendo vizinhos de garotas de programa

Apesar de ser uma das profissões mais antigas da humanidade, a prostituição ainda é um enorme tabu a ser quebrado. Algumas pessoas vivem desse serviço realmente por falta de oportunidade, outras por prazer, como o caso da Bruna Surfistinha, e tantas outras.

Mas alguma vez você já se perguntou como essas pessoas vivem? O que elas fazem? Onde elas moram? Como se comportam em relação à sociedade? Pois é, encontramos uma vizinha que é prostituta e que se dispôs abertamente a realizar uma entrevista. Obviamente, o nome dela não aparecerá na matéria.

Talvez para quem nunca morou no apartamento ao lado de uma prostituta ache difícil imaginar as coisas que se pode aprender sobre a vida dessas garotas. Por isso nossa redação selecionou uma lista com 15 coisas que podemos aprender sendo vizinhos de garotas de programa. Confira com a gente!

1. É apenas um trabalho

Como qualquer outro, viver de sexo, para quem vive, é algo tão normal quanto o seu ou daqueles que estão à sua volta. À vizinha em questão foi perguntado com o que ela trabalha, e de uma forma extremamente natural ela respondeu: "Na verdade, faço dinheiro com sexo. Como acompanhante ou prostituta, se você preferir!"

2. Sapatos do lado de fora

Quando trabalham em casa, os clientes precisam deixar os sapatos do lado de fora da casa, afinal, independentemente da sujeira que há lá dentro não querem mais nenhuma que não seja delas mesmas. Muito justo, levando em consideração que o local pertence a elas. Se você vir sapatos do lado de fora do apartamento de seu vizinho, comece a reparar se são sempre os mesmo ou mudam com uma certa constância.

3. Avaliação

Para elas, é muito importante averiguar quem são os clientes antes que possam passar seu endereço. Trabalhar em casa sempre tem seus riscos, nesse caso, mais ainda. Quando perguntada ela diz que se encontra com eles em algum lugar primeiro e faz uma avaliação de acordo com seus próprios critérios.

4. Contabilidade

[caption id="attachment_89935" align="alignnone" ] Feel free to use this image, just link to www.SeniorLiving.Org This microstock required lots of post processing to get the blue tint. I also needed a bounce card to get more detail in the glasses.[/caption]

Acredite ou não, elas mantém suas próprias contabilidades. Fazem um controle de todos os clientes que atendem. Nesse caso específico, a vizinha em questão, faz tudo numa planilha, assim como num livro de contas. É bem discreta e poucas pessoas podem perceber do que realmente se trata, pois pode ser de qualquer outro tipo de negócio. Ela utiliza cores para distinguir algumas ações, por exemplo, a cor vermelha se trata de 'serviço completo' enquanto rosa apenas de 'sexo oral'.

5. IR

Não podemos generalizar, mas num caso específico da entrevistada, sim, ela paga Imposto de Renda como qualquer outra pessoa.

6. Namorados

Esse é o tipo de trabalho aceito por pouquíssimas pessoas e ainda se trata de um tabu social. Então, evidentemente para um relacionamento amoroso funcionar elas precisam ser honestas desde o início. Claro que muitos não permitem e acabam o relacionamento antes mesmo de começar, mas aqueles que aceitam, não podemos dizer que sejam felizes com a situação, apenas tentam entender que para elas é apenas um trabalho.

7. Roupas

Não, elas não se vestem de uma maneira especial para seus clientes. Há exceções, por exemplo quando um cliente paga para que elas vistam uma determinada fantasia ou da maneira que preferirem, mas num geral usam roupas comuns, como camiseta e calça jeans. Sabe aquela história de meia arrastão e minissaia? Já foi a época.

8. Sexo

Nem sempre os clientes querem sexo, ou só isso. Muitas vezes eles só precisam de alguém para confortá-los, apenas um abraço acolhedor. A vizinha conta que uma vez um cliente ligou porque havia sido despedido do emprego e só queria alguém para abraçar e ter com quem chorar, e mesmo assim pagou a taxa máxima.

9. Outros serviços

Como dissemos acima, nem todos querem sexo, alguns só precisam de uma companhia para sair. Alguns podem ser regulares e se tratar apenas de ter alguém com quem assistir ao Netflix, sem qualquer porém.

10. Fantasias

Depende muito da profissional, muitas não permitem fantasias fortes, como estupros. Essa é uma preocupação com a própria segurança. Outras coisas são filmagens, voyeurismo e sexo grupal, cada uma tem suas regras.

11. Beijos

Sim, os beijos não são gratuitos, existe uma taxa extra. Isso porque há uma crença, entre elas, de que o beijo é algo muito íntimo do que a ação de copular.

12. Histórias

Elas evitam ao máximo saber qualquer coisa sobre a vida pessoal de seus clientes. Não dá para saber a verdade, mas de qualquer forma, preferem se manter distante de qualquer assunto, como descobrir que ele tem esposa, filhos. Algumas, quando descobrem que eles possuem famílias não os atendem mais. E só porque ele está sem aliança não significa necessariamente que seja solteiro.

13. Ajuda extra

Alguns clientes podem ser bonzinhos e ajudar com algumas tarefas caseiras, como leva o lixo para fora e ajudar a montar uma estante, por exemplo.

14. Hobbies

De novo, elas possuem uma vida cotidiana normal, sair com amigos, ir ao cinema, clubes, boates, praticar esportes, etc., são passatempos comuns em suas vidas.

15. Profissionalismo

Não possuem vergonha de seu trabalho, nem de sua classe. Conversam sobre o assunto de forma aberta e dizem não se sentirem decadentes ou sujas.

Então pessoal, já sabiam dessas coisas? Sugestões, correções? Comentem com a gente!


Próxima Matéria
avatar Júlia Marreto
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest