icone menu logo logo-fatos-historicos.png


20 fotos coloridas de protestos contra a Guerra do Vietnã

POR Júlia Marreto    EM História      07/03/17 às 16h44
capa do post 20 fotos coloridas de protestos contra a Guerra do Vietnã

A Guerra do Vietnã foi um conflito que aconteceu logo depois do fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), na região denominada Indochina (no extremo oriente da Ásia). É considerado um dos maiores e mais longos conflitos da história do século 20.

A Indochina reúne países como Vietnã, Laos, Camboja e Tailândia. Região essa que foi colônia francesa, desde o Imperialismo até o fim da Segunda Guerra Mundial, quando o sentimento de independência surgiu nessas colônias, dando início à descolonização.

Isso fez com que a Indochina sofresse grandes mudanças, ainda em 1945 o Vietnã declarou independência. No mesmo período o mundo vivia a tensão da Guerra Fria, quando as potências Estados Unidos e União Soviética, representavam sistemas políticos econômicos opostos. Como a Indochina estava passando por um processo de crescimento, os franceses não conseguiram retomar suas colônias.

A Indochina se espelhava na recém formada China comunista e URSS. Dando início a conflitos, que deu origem à divisão do Vietnã em: O Vietnã do Sul, cuja capital era Saigon e o Vietnã do Norte, que tinha como capital Hanoi. A separação seria, em tese, provisória.

Em 1956 iriam acontecer eleições gerais para a reunificação do país, porém, em 1955, Ngo Dinh Diem, do Vietnã do Sul, realizou um golpe e tomou o poder do país, cancelando as eleições e o processo de unificação. Proclama independência do Vietnã do Sul, com apoio dos EUA, em resistência ao comunismo na Indochina.

Para ajudar o regime sul vietnamita, os americanos mandam armas, ajuda financeira e treinamento militar ao Vietnã do Sul. Com isso, passam a exercer uma maior influência na região. Enquanto isso, o Vietnã do Norte estrutura sua resistência ao avanço americano buscando seus aliados comunistas, a URSS e a China. São formadas forças de combate irregular denominadas "vietcongues".

Até 1965, os Estados Unidos se limitam a oferecer ajuda ao Vietnã do Sul, sem envolvimentos militares efetivos. No entanto, em 1965, navios americanos foram bombardeados pelos comunistas do Vietnã do Norte. Com isso, os Estados Unidos entram definitivamente na guerra.

Em 1968, após anos de combate, a Ofensiva do Tet e o Vietnã do Norte ocupam a capital do Vietnã do Sul, resultando em derrotas dos EUA, essas derrotas são um considerável peso na guerra. O número de soldados americanos que morreram na guerra é tão grande que causa revolta na população estadunidense, gerando intensos protestos e pressão contra o governo.

Em 1972, o então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, estende os bombardeios ao Laos e Camboja, além de armas químicas, como Fósforo Branco e Agente Laranja. Os EUA só saem da guerra em 1973, por causa d' O conhecimento do teatro de guerra por parte dos vietcongues, a inexperiência dos americanos naquele tipo de conflito e pressão da opinião pública, com protestos nas ruas.

Após a saída dos americanos, a guerra se estende até 1975 entre as forças do norte e do sul. Porém, sem condições de resistir ao avanço dos comunistas do Norte, o Vietnã do Sul capitula em 1976. Neste ano o Vietnã se unifica, transformando-se numa república socialista alinhada à China e à URSS.

A Guerra do Vietnã, foi um dos mais violentos importantes e simbólicos conflitos do século XX. Uma guerra que foi marcada pela violência dos bombardeios, pelo uso das armas químicas, por novas tecnologias militares, como a Napalm e o helicóptero.

Precisamos lembrar que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem. Sendo assim, nós aqui da redação da Fatos Desconhecidos selecionamos essa listinha com 20 fotos coloridas de protestos contra a Guerra do Vietnã. Confira:

1 - Um grupo de estudantes da UC Berkeley demonstra sua oposição à guerra, em 1968. A maioria dos movimentos anti-guerra começaram em campi universitários, com organizações como a SDS (Estudantes para uma Sociedade Democrática)

2 - Protestos contra a guerra abalaram a Convenção Democrata de 1968, em Chicago, quando mais de 10 mil manifestantes tomaram as ruas da cidade. A oposição às políticas administrativas do presidente Lyndon Johnson, chegou até a sala de convenções, onde o vice-presidente Hubert Humphrey aceitou a indicação de seu partido

3 - Mark Rudd, líder dos Estudantes para uma Sociedade Democrática, da Universidade de Columbia, organizou um protesto estudantil de 1969, levando a ocupação dos cinco edifícios da administração e ao desligamento temporário da universidade

4 - Em 15 de novembro de 1969, mais de 500 mil manifestantes inundaram Washington, DC, para a Moratória de Março, uma das maiores manifestações anti-guerra da história dos Estados Unidos

5 - Em Washington, DC, veteranos protestam contra os combates na Indochina, jogando suas medalhas e uniformes sobre a cerca no Capitólio dos EUA

6 - No dia 30 de abril de 1970, Nixon anunciou uma expansão de esforço de guerra e a necessidade de recrutar 150 mil soldados. Resultando em protestos maciços em campi universitários de todo os Estados Unidos

7 - Na Kent State University, em Ohio, a Guarda Nacional confrontou manifestantes, depois que um prédio da ROTC (Reserve Officers' Training Corps) foi incendiado. A Guarda Nacional abriu fogo contra os estudantes matando quatro pessoas e deixando oito feridos

8 - A Unidade de Pertubações Civis, do Departamento de Polícia Metropolitano de Washington, responde a manifestantes anti-guerra na Universidade George Washington, em 1971

9 - Um sinal de paz impresso na bandeira nacional estadunidense é levantado durante um protesto pacifista em Washington, DC. Devido, em parte, ao forte sentimento anti-guerra, Nixon anunciou o fim do envolvimento dos Estados Unidos no Sudeste Asiático, em janeiro de 1973

10 - Protestos pacíficos contra a Guerra do Vietnã em Washington, DC, em 24 de abril de 1971

11 - Uma mulher oferecendo uma flor a um soldado militar na guarda do Pentágono, durante um protesto anti-guerra, em 1967

12 - Manifestantes se sentam ao redor de uma fogueira, após passarem a noite na entrada do Pentágono, em 22 de outubro de 1967

13 - Manifestantes se reúnem na frente do edifício Capitol, em protesto contra a guerra do Vietnã, em 1971

14 - Protesto em 1968

15 - No dia 21 de outubro de 1967, cerca de 35 mil manifestantes anti-guerra, organizados pelo Comitê Nacional de Mobilização para Terminar a Guerra do Vietnã, se reuniram para uma manifestação no Pentágono (a Marcha do Pentágono), onde foram confrontados por cerca de 2.500 soldados armados

16 - Manifestante tentam bloquear o tráfego, em 1971

17 - Polícia para controlar protestos no segundo empossamento de Nixon, em janeiro de 1973

18 - US Capitol e protestos dos agricultores, em 1979

19 - 21/22 de outubro de 1967, marcha contra a guerra do Vietnã, em Washington, DC

20 - Panteras Negras em protesto contra a guerra do Vietnã, em Washington, 1969

Então pessoal, o que acharam dessas imagens? Acreditam ser importante ou não conhecer um pouco mais das histórias do mundo e dos povos? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!


Próxima Matéria
Via   infoescola     vintag.es  
Imagens vintag.es
avatar Júlia Marreto
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest