2019 foi o ano mais quente da história dos oceanos

POR Diogo Quiareli    EM Natureza      16/01/20 às 18h33
capa do post 2019 foi o ano mais quente da história dos oceanos

O nosso planeta trabalha de uma forma totalmente sincronizada para que possamos viver bem. Naturalmente, o meio ambiente age para que tudo possa ficar bem. No entanto, a interferência humana  tem causado diversos danos. O desmatamento exacerbado, a poluição nos rios, mares e no ar tem interferido nesse processo natural. O aquecimento global tem danificado o nosso planeta de uma forma assustadora e, segundo alguns estudiosos, se os danos continuarem crescendo dessa forma, não teremos o mundo como habitat por muito tempo. Para quem não sabe, um desses danos está ligado aos oceanos. Nos últimos 25 anos, eles absorveram o calor equivalente a 3,6 bilhões de explosões de bombas de Hiroshima.

No entanto, o ano de 2019 apresentou a maior temperatura nos oceanos. Isso foi maior do que a média registrada entre os anos de 1981 e 2010. Cientistas do mundo inteiro se atentam a isso e a preocupação só aumenta. Os males que isso pode trazer para a humanidade é algo irreversível se continuar aumentando. Pensando um pouco mais sobre o assunto, resolvemos trazer essa matéria para que você, caro leitor, possa entender melhor. Compartilhe com seus amigos desde já e, sem mais delongas, confira conosco a seguir.

O ano mais quente da história dos oceanos

Um estudo, realizado por uma equipe de 14 cientistas de 11 universidades ao redor do mundo, revelou algo preocupante. O estudo afirma que o aumento da temperatura nos oceanos, cresce de uma forma mais rápida do que o normal. Isso vem acontecendo de forma assustadora na última década. O aumento foi ainda maior nos últimos cinco anos desde 2010. Esse foi o espaço de tempo mais quente da história dos nossos oceanos. Essa pesquisa foi publicada na revista Advances in Atmospheric Science.

Estima-se que os oceanos absorveram o calor equivalente a 3,6 bilhões de explosões de bombas, como de Hiroshima. Isso, somente nos últimos 25 anos. Esse número representa cinco bombas explodindo a cada segundo. Além disso, a temperatura da água, em 2019, foi de 0,075 graus Celsius mais alta que a média entre 1981 e 2010. Isso faz com que seja a temperatura mais alta a ser registrada, desde que esse levantamento começou a ser feito.

Para atingir essa marca, os oceanos receberam 228 sextilhões de joules. Os cientistas disseram que as temperaturas mais altas nos oceanos foram registradas entre a superfície do mar e os primeiros 2 mil metros de profundidade. Ainda indicam, que o motivo do aquecimento seria o aumento exponencial da emissão de gases. Esses retêm o calor na atmosfera. Lijing Cheng, pesquisadora da Academia de Ciências Chinesa, fez um alerta.

Ela falou sobre o constante aumento da temperatura média nos oceanos. "O preço que pagamos é a redução de oxigênio liberado no oceano. Além disso, as vidas marinhas lesadas, o aumento das tormentas e a redução da pesca e das atividades relacionadas ao oceano".

E aí, você sabia sobre isso? O que achou? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale sempre lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour por nosso site de curiosidades.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+