• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


5 erros que a Sony deve evitar no filme de Venom

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      22/05/17 às 18h48

Com o anúncio de um filme solo de Venom, a Sony Pitcures confirmou sua intenção de desenvolver uma série de filmes com alguns vilões do universo de Homem-Aranha, além deste, o estúdio já garantiu Gata Negra e Sabre de Prata. Apesar dela ter acerto com os dois primeiros filmes do Homem-Aranha de Sam Raimi, a Sony tem mais erros do que se pode contar, tanto que para o próximo longa do Cabeça de Teia, o estúdio fechou uma parceria com a Marvel Studios para produzi-lo. No entanto, tudo indica que desta vez o estúdio pretende fazer um trabalho sério com o desenvolvimento de seu universo de vilões. Contudo, a Sony tem um passado bem suspeito.

Originalmente, Homem-Aranha descobre o traje no evento de Guerras Secretas, quando os heróis vão lutar em outro planeta. Na realidade, aquilo era uma forma de vida alienígena formada de um material orgânico líquido. Peter Parker usou a nova roupa, sem saber o que era, que lhe rendeu mais força. O simbionte se adaptava as habilidades de Parker e aumentava seu poder regenerativo, em contrapartida, desperta nele uma raiva sem igual. Ao descobrir a verdadeira natureza de toda sua mudança, Peter se livrou do traje. A criatura é um parasita e encontrou no jornalista Eddie Brock o hospedeiro perfeito para viver. Os dois chegaram ao ponto de se fundir e Brock se tornou Venom.

Talvez uma boa sacada, seria o filme usar o traje de Homem Aranha em Vingadores: Guerra Infinita para explicar o simbionte, algo que, dentro do universo cinematográfico, faria toda o sentido. No entanto, essa lista não é sobre o que a Sony poderia fazer com o filme solo de um dos maiores inimigos de Peter Parker. Ao invés disso, selecionamos alguns equívocos que o estúdio precisa evitar para finalmente acertar em seu novo universo de vilões.

5 - Manter a classificação indicativa 18 anos

O que se sabe até o momento é que o estúdio está firme em produzir o filme para maiores de idade, infelizmente, nada impede que os produtores possam voltar atrás nessa decisão e abaixar para doze anos. Por outro lado, duas coisas pesam para que a Sony mantenha sua intenção inicial: Deadpool e Logan. Dois ótimos exemplos de como produções do universo de histórias em quadrinho podem sim ter classificação indicativa para maiores de idade e ainda ser um sucesso, tanto de crítica quanto de bilheteria.

4 - Excessiva confiança na Computação Gráfica (CGI)

O exemplo que temos de Homem-Aranha 3 é preocupante. Venom ficou totalmente artificial e cometer esse erro novamente é mais fácil do que se imagina. A computação gráfica pode ser mais prática e financeiramente mais viável, porém, nem sempre ela consegue ser eficiente no resultado final. Para o traje certo, muitas barreiras precisam ser vencidas também, como o tempo que Tom Hardy gastaria para colocá-lo, o conforto para a locomoção e mesmo a fabricação de mais que uma peça. Contudo, nada que uma boa equipe criativa não resolva!

3 - Um protagonista apático

Se a Sony Pitcures está realmente disposta a contar a história de Eddie Brock, ela precisa fazer bem-feito. Se concentrar nos elementos trágicos de sua vida, como o fim de seu casamento, o distanciamento da relação com o pai e o início de sua depressão, juntando com a complexidade de sua dualidade derivada do simbionte, pode ser um bom começo. O personagem é um repórter ambicioso que, por um erro que cometeu, vê sua carreira arruinada, em paralelo com sua vida pessoal. O personagem é intrigante e a história é muito boa, basta explorar os elementos.

2 - Deixar de lado o elemento horror

A origem do personagem é cercada de características de uma boa mistura de terror com ficção científica, sendo o primeiro, muitas vezes negligenciado. Ainda estamos para ver uma história de super-herói de terror moderna. A chance foi desperdiçada em Motoqueiro Fantasma e o filme solo de Venom é uma ótima oportunidade para o estúdio abraçar todas as características que fazem parte da produção de horror e desenvolve-las neste.

1 - Escolher o Venom errado

De fato, existe outros nomes personagem que já foram Venom, no entanto, originalmente Eddie Brock é melhor e o único que se encaixa perfeitamente com Tom Hardy. Como, até o momento, não teve nenhum pronunciamento da Sony Pictures, há rumores de que o estúdio pense em adaptar a história de Flash Thompson, contudo, escolher Flash como Venom traria um problema que a Sony - bem provável - queria evitar, o fato de que o personagem teria de aparecer em Homem-Aranha. Isso iria contra seus planos de fazer um universo de vilões independente do herói. De qualquer forma, é a história de Eddie Brock que os fãs almejam ver.

Concorda com a lista? Alguma sugestão de algo que a Sony deve evitar fazer para entregar um bom filme ao público? Não deixe de compartilhar sua opinião com a gente.

Próxima Matéria
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+