icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


5 hacks que só quem nasceu em 1990 vai entender

POR Magno Oliver EM Entretenimento 31/10/15 às 15h05

capa do post 5 hacks que só quem nasceu em 1990 vai entender

As propagandas com as crianças vestidas de mamíferos da empresa de leite, a Parmalat, Mamonas Assassinas e suas canções alegres e divertidas que fazem sucesso até hoje e muitas outras coisas foram sensações nos anos de 1990.

A música em alta das Spice Girls e os Back Street Boys, as modas na era em que revistas não eram acompanhadas digitalmente e sim que as pessoas iam até as bancas para adquirir um exemplar, os exemplos de nostalgia são vários.

Até os jogos da década de 90 eram outros e foram ficando um pouco para trás e substituídos pelos consoles da nova geração de vídeo-games, jogos no computador(LOL, entre outros) e até os famosos vídeo-games portáteis.

E época boa era aquela em que alguns hacks precisavam ser feitos para que algumas coisas funcionassem. Você  se lembra dos sacrifícios que eram necessários para fazer um cartucho do vídeo-game Super Nintendo (o famoso Super Nes) funcionar, por exemplo? Confira alguns hacks da década de 90:

1 - O trabalho de rebobinar uma fita Cassete

Ouvir música nessas fitas clássicas davam um trabalho do caramba, sem contar que ela te impossibilitava de montar bacanas playlists. A fita cassete tinha dois lados (o A e o B) para se ouvir a listagem de canções.

Quando o lado A acabava, você precisava tirar a fita, virá-la e colocar do outro lado no som para que pudesse ouvir o restante das músicas.
Agradeça por você viver nos tempos atuais em que o único trabalho que se tem é o de dar replay na música ou playlist que você está ouvindo.

2 - Fazer um cartucho de vídeo-game funcionar

Se você é da geração dos novos consoles do Playstation 4, Xbox One entre outros, com certeza não sabe o sofrimento que era jogar uma partidinha marota de vídeo-game na década de 90.

Os jogos funcionavam com um mecanismo em forma de um pequeno circuito acoplado a fitas, os famosos cartuchos. E jogar sem interrupção era quase um sonho. Essas fitas paravam o jogo com um só toque você desse nela, ou no console, sem contar que elas nunca funcionavam de primeira, como os jogos de hoje.

E as pessoas apelavam para os famosos "jeitinhos" para que pudessem jogar o seu jogo preferido. As táticas iam de desmontar o cartucho, assoprar, LAMBER a parte que encaixa no vídeo-game e até mesmo (em casos mais extremos) desmontar a fita e deixar apenas o circuito de placa do jogo acoplado ao console para que funcionasse.

É, não era nada fácil jogar um bom e velho game naquela época.

3 - O trabalho de ter um Discman

Outro ícone dos anos 90 que, se você é da era do Spotify, serviços de música em streaming, você não deve ter conhecido. O cd já era um avanço tecnológico da época e tinha deixado a fita cassete pedindo aposentadoria no INSS.

Mas ainda assim a coisa não era muito agradável para se ouvir uma música. O discman travava bastante, bastava você passar em alguma calçada com piso complicado de trafegar e pronto, o aparelho pulava suas músicas.

Muitos hacks que eram feitos eram colocar ele na mochila em meio a panos para que ele ficasse intacto e não gerasse interferência no play de uma música. Outra dificuldade era a quantidade de pilha que as pessoas tinham que carregar, pois ele acabava rapidinho.

O discman também era campeão em arranhar os nossos cds preferidos. Bons tempos.

4 - A imagem perfeita na televisão

Você que vive em eras de transmissão em alta definição não sabe nem da metade dos hacks que eram feitos na década de 90 para se ter uma boa imagem na televisão. As pessoas usavam esponja de aço, o famoso bombril, para limpar a imagem e ter uma transmissão com maior qualidade.

Ainda bem que esse hack não é necessário mais, agradeça à definição de imagem HD. Eram feitos todos os tipos de "gatos" para se obter uma boa imagem na televisão. As pessoas colocavam fitas adesivas na antena, esponjas de lã de aço e até pano de cozinha.

5 - Gravar um filme ou música

Em tempos de streaming e celulares com internet móvel, a facilidade para se assistir a um filme e ouvir uma música aumentou em mais de 100%. Mas na época dos anos 90, os hacks para se gravar um filme ou mesmo um música (por conta do uso da fita cassete, ainda) era feitos a torto e a direito.

Era preciso aguardar que a música que você deseja tocar novamente na rádio e fazer os ajustes para que a fita gravasse a canção. Já com o filme, era necessário um outro aparelho de fica cassete para que pudesse ser feita a gravação, sem contar o gasto com locação de filme na locadora. Agradeçam por estarem em tempos de Netflix e Spotify.

Lembra de mais hacks dos anos 90? Manda aí para gente nos comentários. Qual destes da matéria você já fez alguma vez?


Próxima Matéria
avatar Magno Oliver
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest