icone menu logo logo-terror.png


5 histórias sinistras de Halloween que realmente aconteceram

POR Fatos Desconhecidos (Acervo) EM Terror & Sobrenatural 30/10/15 às 17h07

capa do post 5 histórias sinistras de Halloween que realmente aconteceram

O Halloween é dia de tirar aquela velha fantasia do armário e assistir a filmes assustadores. No entanto, às vezes sequer é necessário recorrer a ficção para presenciar fatos de dar arrepios, a própria realidade pode dar conta disso em alguns momentos. Afinal das contas, não é só nas telinhas que coisas ruins acontecem, na vida real também, principalmente quando é dia das bruxas. Existem registros de histórias simplesmente assustadoras, e reais, que aconteceram na data.

Assassinatos misteriosos e inexplicados, maníacos que atacam meninas pedindo doces e muitas outras coisas sinistras, conheça algumas histórias que aconteceram no dia das bruxas. Mas cuidado, elas podem te fazer ter pesadelos.

1 - Martha Moxley

Na manhã de Halloween do ano de 1975, o corpo de uma garota chamada Marta Moxley, de apenas 15 anos, foi encontrado no gramado de sua casa encharcado de sangue na cidade de Greenwich, nos Estados Unidos. A menina foi espancada por um taco de golfe e em seguida recebeu facadas no pescoço. O assassino ainda arrastou o cadáver até o gramado da casa em que ela vivia.

O primeiro suspeito do crime foi um garoto de 17 anos de idade, chamado Tommy Skakel, que era sobrinho do senador Robert F. Kennedy. Skakel e Moxley haviam saído juntos de uma festa de Halloween na noite anterior, mas a garota nunca chegou em casa, embora ela morasse a apenas 130 metros do local da festa. Apesar de haver um suspeito, as investigações sobre o caso permaneceram congeladas por 16 anos.

Em 1991, o caso foi finalmente reaberto, mas o culpado só foi detido em 1998, 23 anos após o crime. Ao contrário do que se imaginava inicialmente, o condenado pelo assassinato não foi Tommy, mas sim o seu irmão Michael Skakel. Uma testemunha relatou que o garoto subia em uma árvore próxima a janela da garota e se masturbava enquanto a espionava e que ele era obcecado por ela. O suspeito foi condenado em 2002, mas em 2013 ele venceu uma apelação e conseguiu sair da cadeia sob fiança.

2 - Shirley Lynette Ledford

No dia 31 de outubro de 1979, Shirley Ledford de 16 anos estava voltando de uma festa de Halloween no subúrbio de Los Angeles, nos Estados Unidos, quando dois homens gentis ofereceram carona em uma van. Na manhã seguinte o seu corpo foi encontrado mutilado no gramado de frente a uma casa. Tudo parecia ser um ato aleatório de muita violência, mas havia mais coisas por trás do crime.

Cerca de um mês depois, a dica de um ex-detento colocou a polícia na trilha dos culpados. Não demorou muito para que os investigadores chegassem a Roy Norris e Lawrence Bittaker, um eletricista e um mecânico que trabalhavam na cidade. Foram encontrados com eles fitas com gravações de tortura e morte de meninas, além de ferramentas sujas de sangue. Os dois foram responsáveis pelo assassinato brutal de pelo menos 6 adolescentes.

Depois de sequestrar Lynette, os agressores a torturam por horas, quebraram os seus cotovelos com marretas e a sodomizaram com um par de alicates, por fim a garota foi estrangulada com o uso de outra ferramenta. Os seus gritos de socorro durante a tortura foram gravados pelos assassinos.

3 - Rebekah Gay

Quando não estava pregando sermões para a pequena congregação da sua igreja em Michigan, John White praticava necrofilia. Em 2012, na noite de Halloween, ele foi para a casa de Rebeca Gay, de 24 anos de idade, a filha mais velha de sua noiva. A jovem morava sozinha com seu filho de três anos de idade e deixou que o homem entrasse. White tinha costume de tomar conta de seu filho, por isso a visita não era incomum.

No entanto, algo aconteceu naquela noite. John White espancou a mulher, a estrangulou até a morte e levou o corpo para a floresta, escondendo-o atrás de um trailer. Em seguida, ele voltou para a casa em que ela vivia, pegou o seu filho, vestiu com a fantasia de Halloween e o levou para a casa do pai. O corpo de Rebekah só foi encontrado 20 horas depois.

O homem foi condenado e se matou na prisão. No entanto, esse não foi o primeiro crime, tão pouco a primeira condenação dele. Em 1981, aos 21 anos de idade, ele havia tentado matar outra mulher, Theresa Etherton, de 17 anos. De acordo com relatos da vítima, ele a beijava ao mesmo tempo em que esfaqueava. Depois de passar dois anos na prisão pelo crime, ele fez sua segunda vítima em 1994. No entanto, ela não conseguir escapar da morte e seu corpo foi encontrado nu em uma floresta. Em 2007 ele ficou livre novamente.

4 - Família Liske

Como costumava fazer em todos os domingos, Devon Griffin acordou cedo para ir a igreja no dia 31 de outubro de 2010. Ele estava o fim de semana na casa de seu pai e decidiu passar na casa de sua mãe para pegar uma camisa nova. Era cerca de 9h30 da manhã e a única pessoa que ele encontrou em casa foi o enteado de sua mãe BJ Liske. Ele cumprimentou alegremente Devon e perguntou por quanto tempo estaria fora. O garoto estranhou a pergunta do irmão, porque ele não se davam muito bem e raramente conversavam.

Depois da igreja, o jovem voltou para casa, jogou vídeo-game por um tempo e esperou que a família acordasse. Cerca de 1h30 da tarde, ele foi até o quarto principal e viu que sua mãe e padrasto ainda estavam na cama, com o cobertor sobre a cabeça. Ele então tentou fazer barulho para acordá-los, mas eles permaneceram imóveis. Quando levantou o cobertor, percebeu que o casal estava morto. BJ havia atirado cinco vezes contra a cabeça de seu pai e atirou na madrasta em seguida. Por fim, ele matou o irmão de Devon espancado com um martelo.

5 - O maníaco de East Coast

No noite de 31 de outubro de 2009, três adolescentes estavam pedindo doces em um bairro tranquilo do subúrbio de Woodbridge,  na Virginia. Um homem chamado Aaron Thomas passou por elas de carro e utilizando um isqueiro em formato de arma, ameaçou as garotas e as rendeu. Thomas as levou para uma floresta e ordenou que se deitassem em fileira. Foi então que os abusos começaram. Uma das garotas conseguiu enviar uma mensagem de texto para a sua mãe, que acionou a polícia, enquanto o homem violentava a sua amiga.

A polícia chegou ao local em instantes, enquanto Thomas fugiu pela floresta. Em seguida, ele passou pelos policiais calmamente em seu carro. O homem que ficou conhecido como "maníaco de East Coast", só foi encontrado dois anos depois. Após o cruzamento de 13 amostras de DNA encontrado nas vítimas. Quando foi pego pela polícia, admitiu que havia violentado um número muito maior de garotas. O maníaco foi condenado a prisão perpétua pelos crimes.

Fonte: Listverse


Próxima Matéria
avatar Fatos Desconhecidos (Acervo)
Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest