icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


5 mentiras que os desenhos animados contam sobre animais

POR A redação EM Natureza 25/08/15 às 19h56

capa do post 5 mentiras que os desenhos animados contam sobre animais

Desenhos animados protagonizados por animais já existem a um bom tempo. Dos clássicos da Hanna Barbera e da Warner, até o novo sucesso da Netflix, Bojack Horseman, muitos foram os títulos que fizeram (e ainda fazem) parte de todo um imaginário infantil e adulto.

Os personagens geralmente são transformados em criaturas antropomorfas, ganham falas e personalidade de gente, mas ainda assim mantêm características que os definem como animais.

Algumas destas características, no entanto, não são verdadeiras, e "mentiras" sobre o mundo animal se espalham rapidamente, difundindo ideias erradas sobre os bichinhos, como os cinco exemplos que você confere abaixo:

Ratos gostam de queijo

Um estudo realizado pela Manchester Metropolitan University provou que o que Tom e Jerry nos mostrava não passava de pura balela. Como os ratos têm um nariz muito sensível, os forte odores do queijo são, na verdade, repulsivos para eles. De acordo com a pesquisa, as criaturinhas gostam mesmo é de alimentos com alto teor de açúcar, como grãos e frutas. Hora de repensar aquela ratoeira, ein?

Avestruzes escondem sua cabeça

Este é um clássico. Ao contrário do que se imagina, as aves não "escondem" a cabeça quando se sentem em perigo. Primeiro, elas fazem isto para enterrar ovos e se camuflar (uma vez que a parte coberta de penas pode ser confundida com um arbusto a distancia), e segundo porque elas não precisam se esconder desta maneira.

Avestruzes são capazes de correr a 65 quilômetros por hora, deixando muito predador para trás. Isto sem citar o poderoso pontapé, que é capaz de matar até um leão.

Bichos preguiça são hiperativos

Tudo bem que o Sid de A Era do Gelo é uma das melhores coisas do filme, mas o personagem está muito longe de ser uma preguiça de verdade. Atualmente, os únicos remanescentes da espécie são preguiças arborícolas encontradas no sul do México e no sul do Brasil.

A Preguiça real passa a maior parte da vida presa nas árvores, descendo uma vez por semana para urinar e defecar. Uma vez por semana! Ele é tão lento que, em movimento, chega a uma respeitável velocidade de 0,2 km por hora.

Touros odeiam vermelho

Se você já acreditou que corria perigo por vestir vermelho na frente de um touro, deixa eu te contar uma novidade. Você se preocupou por nada. Os touros na verdade nem ao menos são capazes de distinguir um vestido, lenço ou um pedaço de tecido, seja ele vermelho, verde, ou azul.

O que irrita o animal é o movimento da capa, uma vez que ele não é capaz de diferenciar cores. O vermelho é mais usado porque esta é geralmente a cor utilizada pelo toureiro. Além de esconder as manchas de sangue, o vermelho combina muito bem com o sol.

O Papa-Léguas é mais rápido que o Coiote

Se o desenho fosse verdadeiro, o Coiote não teria nem metade do trabalho que tinha para capturar o Papa-Léguas. Isso tudo porque, enquanto este alcança apenas 32 km/k, aquele é capaz de chegar aos 70km/h! O coiote é duas vezes mais rápido.

O verdadeiro papa-léguas vive nos desertos dos Estados Unidos. Seu nome científico é Geococcyx californianus, e ele pertence a uma família de aves de aspecto curioso chamada cuckoo, que só tem mais um integrante, o Geococyx velox.


Próxima Matéria
avatar A redação
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest