icone menu logo logo-fatos-historicos.png


6 fatos intrigantes sobre a prostituição que você nem imaginava

POR PH Mota    EM História      03/05/16 às 18h26
capa do post 6 fatos intrigantes sobre a prostituição que você nem imaginava

Um dos serviços mais comuns e lucrativos ao redor mundo, apesar de ilegal em grande parte dele, a prostituição é a opção de mais de 42 milhões de mulheres ao redor do mundo. Seja por carreira ou por desespero, várias delas fazem fortuna ou passam por histórias de crueldade não imaginadas.

Ao longo dos mais de 4 mil anos de existência, a profissão teve altos e baixos e se modificou de acordo com a necessidade das profissionais, dos clientes e do cenário político e histórico de cada região. Respeitadas ou marginalizadas, as prostitutas se reinventaram e ainda irão se reinventar no futuro.

Pensando nisso, a Fatos Desconhecidos separou uma série de curiosidades sobre a prostituição do passado, do presente e do futuro.

Classes de prostitutas

Apesar do trabalho das prostitutas não ter muitas variações, na era vitoriana, na Inglaterra, as trabalhadoras do sexo eram divididas em grupos. Nas classes mais baixas, estavam as jovens que trabalhavam em bordeis e eram obrigadas a viver em péssimas condições e dormir com quem a cafetina obrigasse. As de classe mediana eram independentes, trabalhavam nas ruas e podiam rejeitar clientes, que elas atendiam nas próprias residências. Um nível acima, estavam as prostitutas de alta classe. Mulheres belas e educadas que atendiam aristocratas e membros do parlamento. Algumas trabalhavam como cortesãs exclusivas para um único cliente.

Exames obrigatórios

No século 19, a maior parte dos clientes dos bordeis ingleses eram jovens militares. Para evitar a propagação de doenças venéras entre os soldados, o governo decretou o Ato de Doenças Contagiosas, em 1864. Em cidades próximas a bases navais, qualquer mulher com suspeita de carregar uma doença sexualmente transmissível (DST) - mesmo que não fosse prostituta - era forçada a passar por exames médicos.

Educação e saúde

Apesar de vistas como marginalizadas, as prostitutas da era vitoriana costumavam ter mais educação e saúde do que a maioria das mulheres. Mesmo com a alta proliferação de doenças venéreas, as condições para trabalhos sexuais eram ainda melhores que as das fábricas, onde estavam a maior parte das trabalhadoras. As prostitutas também tinham vantagens na educação, já que delas não era exigido uma postura de "moça de família" que ficasse de fora das discussões sobre política ou eventos do momento.

Profissão mais antiga do mundo

Ao contrário do que diz o ditado, a prostituição não é a profissão mais antiga do mundo. No entanto, está entre elas. Documentos sumérios datados de 2400 A.C. já registravam, ao lado das prostitutas, cargos de médicos, barbeiros, escribas e cozinheiros.

Ilegal, mas nem tanto

No Japão, a prostituição é ilegal. Para a lei, entretanto, apenas o ato sexual com penetração é tratado pela lei. Em razão disso, o turismo sexual no país é explorado das mais diversas formas, permitindo praticamente tudo, menos o sexo.

Tecnologia

Especialistas em avanços tecnológicos estimam que em poucos anos, um nível de personalização de trabalhadores sexuais virtuais irá provocar um boom do mercado. A tecnologia será integrada em bordeis e mulheres digitais realistas poderão satisfazer fetiches e necessidades de clientes. Segundo um estudo do britânico Jon Millward, a sensação do cliente ter uma relação pessoal e emocional com a prostituta supera a de observar atrizes pornôs online, o que vai ser possível com o avanço da tecnologia.

Dos tempos sumérios às gerações que lidam com robôs, as prostitutas servem os mais diversos fetiches e clientes ao redor do mundo. Seja num quarto sujo da idade média ou numa cibernética sala do Japão, a profissão persiste, os clientes apoiam e as curiosidades desse universo vão continuar aflorando.


Próxima Matéria
avatar PH Mota
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest