icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


7 animais que podem sobreviver em condições climáticas surreais

POR Leticia Rocha EM Mundo Animal 02/10/18 às 19h21

capa do post 7 animais que podem sobreviver em condições climáticas surreais

Os animais selvagens não levam esse nome à toa. Alguns deles precisam sobreviver a situações extremas, quanto a temperatura e ao seu habitat natural. São várias as técnicas utilizadas pelos animais, desde adaptações corporais até ajustes que fazem em seu dia a dia para lidar com tais situações.

Essa lista está tão surpreendente que tem até animal que é considerado imortal nessa lista. São várias as formas que o corpo dos animais desenvolveram e uma delas implica no rejuvenescimento.

Confira agora os 7 animais que conseguem sobreviver a condições climáticas surreais e alguns que são até eternos.

1 - Lebre ártica

As lebres árticas são encontradas principalmente no Canadá e na Groenlândia. Diferente dos demais animais, elas não migram na época do frio. Ao invés disso, elas se unem em dezenas ou centenas de indivíduos e se ajudam a se aquecer durante o inverno.

2 - Rã pyxie

Esse sapo é comum da África Subsaariana e tem dentes muito afiados, mas esse não é o seu principal ponto de sobrevivência. Quando as chuvas acabam e as lagoas e poços secam, o animal se enterra há vários vários centímetros do solo. Lá, o sapo se cobre de muco, que seca e forma um casulo aonde hiberna até que as chuvas retornem. Assim a água amolece a crosta do casulo e o animal consegue sair.

3 - Sapo de madeira

Este é outro animal que sobrevive ao frio extremo. Enquanto a maioria dos animais foge para regiões mais quente, esse sapo natural da América do Norte faz diferente. Isso acontece porque o animal coleta ureia e consegue produzir uma grande quantidade de glicose que protege as células. Dessa forma, o sapo, de fato, congela mas isso não afeta sua vida. Quando o inverno passa ele simplesmente se descongela e tudo volta ao normal.

4 -  Tardígrados

Esse animal consegue sobreviver a uma situação realmente extrema. Ele consegue sobreviver à temperaturas extremamente altas ou extremamente baixas, a ausência de água, oxigênio e até a altos índices de radiação. Para isso eles têm um mecanismo que suspende as atividades do animal quando exposto a essas situações. E por isso já foi encontrado nos mais diferentes habitats que existem.

5 - Verme-de-pompéia

Esse verme comum nas fontes termais do Oceano Pacífico e suporta temperaturas de até 80°C. Além disso, ele vive no fundo do oceano, aonde não há luz e a pressão é extremamente alta. Apesar de todos os pesares, ele sobrevive a todos os extremos da vida aquática.

6 - Gazela Dorcas

Essa gazela comum do Norte da África está acostumada com as altas temperaturas. Não só acostumada, como também está extremamente adaptada. Ele absorve toda a água dos alimentos que ingerem e por isso não precisa nem beber água. Além disso, quando o tempo fica realmente seco, ela também não urina e pode reutilizar toda a água que seria excretada.

7 - Água-viva

Esta é uma água-viva quase que imortal que vive no Mar Mediterrâneo. Quando exposta a situações muito extremas ou de grandes estresse, sua reação é rejuvenescer, revertendo até um estado pré-sexual. E recomeça a partir daí novamente. Nesse processo, ela também se multiplica e se clona. Repete esse processo infinitas vezes.


Próxima Matéria
avatar Leticia Rocha
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest