• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 armas mas devastadoras da Idade Média

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      08/10/19 às 17h51

"O mundo, hoje, está realmente perigoso". Sempre ouvimos tal frase, não é verdade? Mas cara, já parou para pensar como era na Idade Média? Em suma, a violência é uma prática social humana, que remonta aos nossos ancestrais. Disso já sabíamos. No entanto, o período medieval, devido ao crescimento demográfico, iniciou as definições territoriais na Europa.

Com o início das definições territoriais, povos passaram a conflitar com diversas culturas militares distintas. Analogamente, para sobreviver, foi preciso muita criatividade para criar armas. Desde a funda, que é aquele pedaço de pano onde se punha uma pedra, até as complicadas engenhocas visionárias de Leonardo da Vinci, diversos armamentos foram criados até chegar ao que temos hoje.

Conheça agora, as 7 armas mais devastadoras da Idade Média. Ah, não vai inventar moda e tentar construir uma depois, viu? Cuidado, hoje e sempre. Com arma, não se brinca.

1 - Arco Inglês

O arco longo inglês, também chamado de arco inglês, ou arco galês, foi uma poderosa arma medieval. Em suma, o arco, cujo comprimento era de aproximadamente 1,83 metros, foi muito utilizado pelos britânicos. Do mesmo modo que, para caçar, como também para servir de arma de guerra. Nesse ínterim, vale lembrar que o uso do arco foi notadamente eficaz, durante a guerra dos cem anos, nas batalhas de Crécy, Poitiers e Agincourt. Basicamente, após esse período, os arcos tornaram-se menos efetivos. O termo "arco longo inglês", ou "galês", é um termo moderno usado para diferenciá-los de outros tipos de arcos.

2 - Armas de cerco

As armas de cerco foram construídas para destruir muralhas e fortificações, durante um cerco. O aríete, o instrumento de cerco mais antigo, foi desenvolvido pelos assírios. Basicamente, o aríete possui diversas formas e estruturas. No entanto, podemos defini-lo como uma estrutura formada por um longo e rígido tronco de madeira com uma ponta em forma de ferro ou bronze. Esta ponta possuía diversas formas, que eram acompanhadas por diversas imagens. Em suma, as mais comuns eram de carneiros da montanha ou pontas de flechas robustas. Além disso, para surtir efeito, o carro era empurrado em direção à fortificação, onde era utilizado para romper os portões ou um cercado de madeira.

3 - Besta

A besta ou balestra é, em suma, uma espécie de arco e flecha horizontal com gatilho. Basicamente, tal arma foi utilizada entre os séculos 5 e 15, na Europa. Além disso, essa foi também uma das armas pioneiras criadas para a caça e, como consequência, fez parte do arsenal de exércitos em guerras da idade média. Acredita-se que a arma, provavelmente, foi inventada pelos gregos antigos e modificada pelos romanos.

4 - Trabuco

Datado da Idade Média, o Trabuco também é considerado um tipo de arma de cerco. Basicamente, sua finalidade era destruir os muros dos inimigos. Além disso, a arma também foi utilizada para atirar projéteis por cima deles. Em suma, tal arma originou-se na China. Entretanto, na época das Cruzadas, foi utilizado pelos europeus. Em tal momento, foi visto como uma arma verdadeiramente eficiente e aterrorizante. Enquanto a pólvora não marcava presença na guerra, o terror se espalhava pela física do gigantesco trabuco. Descendente milenar de instrumentos como a catapulta, o engenho se mostrou decisivo em operações de cerco.

5 - Cadáveres

Sim, exatamente. Por essa você não esperava, não é verdade? Em suma, pode-se dizer que os cadáveres foram as primeiras armas biológicas utilizadas em guerras. Por quê? Basicamente, ninguém queria manusear aqueles que foram mortos por uma doença grave, por exemplo. Em guerras, esses corpos foram utilizados como arma porque os fluidos corporais poderiam transmitir doenças graves.

6 - "leo Fervente

Em suma, qualquer estratégia para se defender era válida. Ainda mais em tempos de guerra. Para defender os castelos de exércitos ou espoliadores, óleo fervente era uma das armas antigas mais utilizadas. Basicamente, o óleo era derramado sobre as paredes. Às vezes, se houvesse oferta limitada de óleo, água fervente ou areia, eles substituíam a substância. Desta forma, o líquido servia para repreender qualquer um que tentasse escalar as paredes ou derrubar os portões.

7 - Canhão

Provavelmente, o primeiro canhão europeu foi usado na Península Ibérica, durante os conflitos entre islâmicos e espanhóis, nos século XIII. Além disso, seu primeiro uso, no Oriente Médio, também foi documentado, na mesma época. Em suma, o canhão inglês, primeiro, foi usado na Guerra dos Cem Anos, na Batalha de Crécy, em 1346. Foi, durante a Idade Média, que o canhão se tornou uma ferramenta padronizada e efetiva, tanto com funções de artilharia anti-infantaria, quanto como uma ferramenta de cerco.

Próxima Matéria
Via   Grunge  
Imagens Grunge multarte
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+