icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 armas que mudaram o curso da história

POR Arthur Porto EM Curiosidades 24/09/19 às 18h42

capa do post 7 armas que mudaram o curso da história

O homem sempre construiu o próprio destino. Independente da época, o homem sempre construiu o próprio destino. A jornada do homem aqui na terra sempre envolveu feitos incríveis e, claro, descobertas fascinantes. Independentemente da inovação, e do momento da história, dentre todas as criações já realizadas pelas mãos dos homens, as armas merecem mais destaque que qualquer outro. Por quê?

Bom, das lanças assírias até o fuzil AK-47, as armas, e os guerreiros que as empunharam, eventualmente, fizeram a história a ferro e fogo. As armas moldaram a ascensão de impérios e o curso de revoluções. Desde os tempos antigos até os dias atuais, as armas sempre foram os guionistas de nossa cativante história.

Com o intuito de explorar a evolução tecnológica das armas sobre seu uso na guerra, na caça e em crimes, e a fim de propiciar um registro visual completo das ferramentas de combate da humanidade, nós criamos uma lista com as 7 armas que mudaram o curso de nossa história. Confira:

1 - Trebuchet

É a mais antiga entre as armas de cerco e também a mais eficaz. Em suma, o trebuchet é diferente de outros tipos de catapultas, pois utiliza um contrapeso de uma grande massa para, assim, projetar um objeto ligado à extremidade oposta. Muitos acreditam que o trebuchet foi inspirado no shadouf, dispositivo antigo usado para retirar água dos córregos.

2 - Mark I

Blindado, com tração e movido a combustão, o Mark I foi o primeira tanque de guerra. Armado com dois canhões e três metralhadoras, o monstro blindado pesava 28,4 toneladas e media mais de 10 metros de comprimento. Entretanto, por ter sido o primeiro protótipo, há relatos de que a máquina constantemente sofria de problemas técnicos.

3 - Heléboro

O primeiro registro do uso dessa substância foi em 600 a.C. Os atenienses envenenaram as águas de um rio com raiz de Heléboro. O pico de uso destes agentes ocorreu mesmo durante a Primeira Guerra Mundial. Por suas propriedades tóxicas, constantemente, foram empregados em batalhas que ocorreram em diversas partes do mundo.

4 - Metralhadora Maxim

A julgar pelo número de mortos, a eficiência da metralhadora Maxim, bem como o potencial dela como arma de guerra psicológica, mudou a natureza da guerra. Quando a metralhadora Maxim abria fogo, a uma cadência de mais de 500 disparos por minuto, ocorria o que podemos chamar de massacre.

5 - Avião Fokker

A Fokker foi uma empresa de fabricação de aviões dos Países Baixos. A empesa foi fundada em 1919, por Anthony Fokker, um polêmico empresário que se tornou fornecedor de aeronaves de guerra, durante a 1ª Guerra Mundial. Além disso, vale ressaltar também que a Fokker foi pioneira na fabricação em série de aviões militares e comerciais. A empresa declarou falência, em 1996.

6 - Gás Cloro

Foi na Primeira Guerra Mundial que as armas químicas foram usadas em larga escala. Nesse ínterim, vale ressaltar que um dos precursores de tal tática foi o cientista alemão Fritz Harber, ganhador do Prêmio Nobel de Química. Além disso, sua ideia em utilizar gás cloro foi posta em prática na Batalha de Ypres, na Bélgica. Estima-se que, nessa guerra, houve mais de 100 mil mortos, todos vítimas de armas químicas.

7 - Drones

Em suma, o advento dos drones, hoje, mostra ser também uma nova tática de guerra. Inicialmente construídos para captar informações, a nova tecnologia traz também novas possibilidades de ataques. Por serem controlados de qualquer lugar e reduzirem significativamente custos militares, os drones, atualmente, seguem ganhando destaque no setor militar.


Próxima Matéria
avatar Arthur Porto
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest