• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 artefatos bíblicos que provavelmente nunca serão encontrados

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      04/04/19 às 19h10

A Bíblia, e todas as histórias contadas nela, mesmo após tanto tempo, ainda continua a fascinar os estudiosos e as pessoas em geral. Os escritos bíblicos já serviram para guiar pesquisadores e cientistas em busca de artefatos e relíquias. Numerosas escavações foram iniciadas em lugares como Israel, Palestina, Jordânia, Egito, entre outros países do Oriente Médio.

Muitos arqueólogos veem algumas partes da escritura sagrada como um registro histórico muito pouco confiável, devido a impossibilidade de verificar sua veracidade. Hoje, trouxemos para vocês alguns dos artefatos citados na Bíblia e que provavelmente o homem jamais os verá novamente. Confira!

1 - Arca da Aliança

Segundo a Bíblia hebraica, Deus ordenou a Moisés que pedisse aos israelitas para construir a arca da aliança. Nela seriam guardadas as tábuas com as inscrições com os Dez Mandamentos. O objeto era feito de madeira de acácia e seria todo coberto por ouro.

Ela foi mantida em um templo em Jerusalém até 587 a.C., quando os babilônios conquistaram a cidade e destruíram boa parte dela. Incluindo o tal templo. Não se sabe exatamente o que aconteceu com a arca depois disso.

2 - Arca de Noé

Segundo a Bíblia, Deus pediu a Noé que construísse uma arca feita de madeira de cipreste e que pudesse abrigar a ele e sua família e pares de todas as criaturas vivas do mundo. O mundo todo seria inundado e assim, após o dilúvio, com os animais e a família de Noé, o mundo poderia ser repovoado.

Ainda de acordo com os relatos bíblicos, após a inundação, a arca encalhou nas Montanhas de Ararate. O tal lugar fica no leste da Turquia, onde as fronteiras da Turquia, Armênia e Irã se cruzam. Porém, não está claro se essas são de fato as tais montanhas mencionadas na Bíblia.

Exploradores buscam pela a Arca de Noé há séculos, porém sem sucesso. Alguns estudiosos acreditam que a história seja totalmente mística e a arca nunca tenha existido.

3 - Santo Graal

O Santo Graal, também conhecido como Cálice Sagrado, é uma taça que Jesus supostamente usou durante a Santa Ceia. Não se sabe o que aconteceu com este objeto depois dessa reunião de Jesus com seus apóstolos. Estudiosos consideram muitas das lendas que envolvem a taça como ficção e alguns sequer acreditam que a Santa Ceia tenha existido. Assim, mesmo que o Santo Graal exista, é bem improvável que ele seja encontrado.

4 - Um pedaço da verdadeira Cruz

Relíquias sobre a vida de Jesus, em especial pedaços da cruz, eram muito populares durante a Idade Média. Na verdade, essas peças ainda são muito populares até mesmo nos dias atuais. Muitas dessas coisas são vendidas na internet por altos valores.

É bem pouco provável que alguém tenha encontrado um pedaço verdadeiro da cruz. Inclusive, não há algo que tenha sido encontrado e que os estudiosos concordem que seja autentico. Além de que, por ter sido feita de madeira, é bem provável que ela tenha se decomposto há muito tempo.

5 - Tesouros de rolo de cobre

O Manuscrito de Cobre, também chamados de Manuscritos do Mar Morto, foi encontrado em uma caverna perto de Qumran, na Cisjordânia. No pergaminho são mostrados alguns esconderijos que supostamente guardam uma vasta quantidade de tesouros. Itens de ouro e prata, que alguns estudiosos estimam que pesam aproximadamente 65 toneladas de prata e 26 toneladas de ouro no total.

As descrições da localidade desses esconderijos são enigmáticas e muito difíceis de serem compreendidas. Entretanto, muitos pesquisadores debatem se esses tesouros de fato existiram. De qualquer forma, é improvável que eles sejam encontrados.

6 - Fonte Q

A Fonte Q seria um texto que teria sido usado para escrever o Evangelho de Mateus e o Evangelho de Lucas. Arqueólogos nunca encontraram nenhuma pista que levasse a tal Fonte Q. O que os levou a acreditar que na verdade essa fonte tenha sido uma tradição repassada oralmente e que nunca foi escrita ou sequer tenha existido.

7 - A mortalha de Jesus

Segundo a história bíblica, um homem chamado José de Arimateia enterrou Jesus após a sua crucificação. Há muito tempo, as pessoas procuram encontrar o sudário funerário. Ao longo do tempo, uma série de falsas peças surgiram. O mais famoso deles é o Sudário de Turim, que surgiu na Idade Média.

Não sabemos o que de fato aconteceu com a mortalha real de Jesus. Porém, independentemente do que tenha acontecido, a verdadeira mortalha que envolveu o corpo do Cristo parece improvável de ser encontrada.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+