• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 artefatos raros ligados à escravidão

POR Leticia Rocha    EM Curiosidades      02/04/19 às 15h34

A escravidão marcou um período muito triste na história da humanidade. Seres humanos, que eram considerados inferiores, perderam a liberdade. Perderam a autonomia de decidirem o que fariam com a própria vida. Além de terem suas liberdades roubadas, foram obrigados a trabalhar exaustivamente e ainda precisaram lidar com os abusos de autoridade de seus senhorios, que aplicavam castigos dolorosos. Às vezes mortais. Às vezes, pode parecer que isso é algo completamente distante de nossa realidade, mas a verdade é que não faz tanto tempo assim. Alguns artefatos raros ligados à escravidão vão te fazer pensar sobre esse momento tão triste de nossa história.

Alguns desses artefatos vão te deixar com um nó na garganta, mas é preciso lidar com os fatos. É preciso rememorar para que coisas parecidas jamais se repitam.

1 - Último navio negreiro

Clotilda foi o último navio de escravos dos Estados Unidos. Mesmo após o tráfico ser proibido, Timothy Meaher não se importou em apostar que conseguiria trazer uma carga de escravos para o país sem ser percebido. Ele então contratou um homem para navegar até o Reino do Daomé onde sequestraria 101 pessoas. Assim que chegaram em terras americanas, eles queimaram a embarcação para não deixar vestígios. Os vestígios da embarcação só foram achados anos mais tarde, em 2018, próximo da região em que o navio se perdeu.

2 - Escravo crucificado

Em 2007, arqueólogos encontraram o esqueleto enterrado de maneira incomum, há cerca de dois mil anos atrás. O corpo estava em Gavello, na Itália. Naquela época, era comum que os corpos fossem enterrados com seus bens e como esse, não foi o caso. Os arqueólogos suspeitaram de que poderia ser um escravo. Além disso, quando foram analisar o esqueleto, um tornozelo estava faltando, o que sugeriu que um espigão foi colocado em seu pé. A hipótese levantada foi de que ele havia sido pregado em uma cruz pelos pés.

3 - Cozinha de Hemings

Sarah Hemings foi uma escrava de propriedade de Thomas Jefferson. O ex-presidente dos EUA era apaixonado pela culinária francesa e Sarah foi levada para a França junto dele onde foi treinada por um chef francês. Algumas das receitas francesas exigiam um fogão específico para que fossem preparadas e esse foi uma das estruturas encontradas. Uma parte de uma lareira e outros quatro fogões de guisado que tinham a altura adequada para Hemings.

4 - Cachimbo

Há cerca de 200 anos atrás, uma escrava que usava esse cachimbo em Maryland, nos EUA, foi capturada. O utensílio que era feito de argila foi encontrada no que acreditam ter sido uma rota de escravidão. Como o cachimbo era feito de argila porosa, ela foi capaz de reter alguns líquidos corporais que serviram para realizar o DNA. Com isso, foi possível identificar que a escrava tinha ligações genéticas com Serra Leoa.

5 - Harriet Tubman

Harriet também é conhecida como "Moisés" de seu povo. A mulher conseguiu fugir e arriscou a sua vida dezenas de vezes para libertar seus semelhantes. Harriet conhecia toda as rotas de fuga e nunca foi pega! No entanto, todas as imagens que se tinha da mulher, eram de quando ela já estava mais velha. Só recentemente é que se descobriu um retrato no qual existe a foto de Harriet, onde podemos ver sua expressão de força e sofrimento.

6 - Autobiografia de escravo

Omar Ibn Said era um jovem muçulmano rico que vivia na África Ocidental. Até que um dia, o homem foi capturado e vendido como escravo em Charleston, Carolina do Sul. Nas paredes da cela, ele registrou sua autobiografia, onde contou sua história de sequestro e escravidão. Depois de um tempo, Omar foi comprado pela família Owen com quem viveu até o fim de sua vida. O homem viveu relativamente bem e pode registrar sua história documentalmente. O documento é considerado de valor inestimável já que foi escrito diretamente pela vítima.

7 - Dentes de George Washington

Existem vários mitos em torno de George Washington. Acredita-se que na época em que George foi eleito presidente, ele já havia perdido boa parte dos dentes. É por esse motivo que ele usava dentaduras. Acontece que essas dentaduras eram feitas com dentes de escravos. Em 1784, foram encontrados registros sobre a compra dos dentes.

Próxima Matéria
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+