icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 artes exclusivas mais incríveis do Japão

POR Erik Ely EM Curiosidades 15/07/20 às 15h28

capa do post 7 artes exclusivas mais incríveis do Japão

Durante muitos séculos, o Japão foi motivo de fascínio para os europeus. Assim, desde o momento em que os exploradores europeus chegaram ao Japão, eles já buscavam negociar suas preciosidades. Dessa forma, os bens "exóticos" do Japão podiam receber preços exorbitantes no mercado europeu. E claro, essa fascinação se expandiu para o resto do mundo quando o encontro de culturas se tornou mais acessível. Pensando nisso, separamos as 7 artes exclusivas mais incríveis do Japão.

Por um período de 214 anos, os japoneses mantiveram uma política de isolamento que ficou conhecida como Sakoku. Desse modo, o contato entre os japoneses e o resto do mundo era limitado. No entanto, com essa política chegou a fim, houve uma grande onda de comércio e conhecimento do mundo com a cultura japonesa. Com isso, a humanidade conheceu formas artísticas nunca antes vistas.

1 - Kintsugi

Podendo ser traduzido como "emenda de ouro", o Kintsugi é a arte japonesa de reparar uma cerâmica quebrada com uma laca espanada ou misturada com pó de ouro, prata ou platina. Nesse sentido, há uma filosofia no sentido de manter um objeto quebrado, mas com a marca do dano. Por isso, as marcas do desgaste são valorizadas.

2 - Kabuki

Kabuki é uma das quatro formas tradicionais do teatro japonês. Dessa forma, o estilo se desenvolveu dentro dos mais de 250 anos de paz do período Edo, no final do século XVI. Em tradução livre, podemos entender o Kabuki como canto ou dança. Mas, sua característica principal está no exagero extremo e na participação de apenas pessoas do sexo masculino.

3 - Bonseki

O Bonseki é a antiga arte do Japão de criar paisagens em miniatura. Para isso, são utilizadas bandejas pretas com areia branca, seixos e pequenas rochas. Assim, o trabalho é extremamente delicado e pode ser feito com penas e pequenas vassouras de linho.

4 - Irezumi

De forma resumida, o Irezumi é o estilo japonês de tatuagem. Dessa forma, cada tatuagem possuía seu próprio significado e era influenciada pelos costumes da época. Porém, por muito tempo, a técnica foi proibida, uma vez que passou a ser usada como um símbolo da máfia. Mas, após a Segunda Guerra Mundial, o Irezumi foi legalizado e permanece assim até hoje. Contudo, os Horishi, ou tatuadores, estão se tornando cada vez mais raros.

5 - Netsuke

Como os quimonos não possuem bolsos, os japoneses costumavam carregar seus utensílios em sacos de pano. Mas, para isso, uma pequena peça de madeira prendia o saco ao quimono. Essa peça, esculpida a mão, é chamada de Netsuke e foi inventada no Japão do século XVII. Geralmente esculpidos em marfim, madeira ou fundidos em metal, os Netsukes mostravam o humor do proprietário e podiam assumir várias formas como animais, figuras humanas ou seres mitológicos.

6 - Ikebana

No Japão, entendemos que inevitavelmente, plantas murcharão e morrerão. No entanto, é possível manter e realçar sua beleza em vida. Para isso, foi criada a arte de Ikebana, que lida com arranjos de flores e pode ser considerada uma espécie de meditação.

7 - Gyotaku

Você já se perguntou como as pessoas exibiam seus pescados antes da fotografia? Para realizar tal tarefa, os japoneses inventaram a arte de Gyotaku. Ou seja, a impressão de peixes no papel, a fim de preservar suas imagens para a posteridade. É uma tarefa simples, mas não fácil, basta pintar o peixe e "imprimir" sua imagem no papel. Além disso, também é possível fazer o Gyotaku com o peixe vivo e depois soltá-lo na água.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest