icone menu


7 assassinatos realizados por motivos muito estranhos

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      28/11/19 às 13h00
capa do post 7 assassinatos realizados por motivos muito estranhos

Não importa o quão brutal seja um assassinato, sempre há uma "justificativa", mesmo que nada justifique tirar a vida de outra pessoa. A não ser, é claro, em casos de legítima defesa. Mas o fato é que todos os assassinatos sempre têm um motivo. "As vozes me disseram para matar", "ele estava dormindo com a minha esposa", "eu fiz isso em nome de alguma entidade", e por aí vai. Esses são apenas algumas das justificativas mais comuns dadas para assassinatos.

Porém, de vez em quando, sempre aparece um assassino, que proclama razões completamente bizarras para terem feito o que fizeram. E muitos desses crimes chocam, nem tanto pela brutalidade, mas sim pelo motivo que levou essas pessoas a fazerem coisas desse tipo. Não há como negar um certo desejo pelo sangue que a humanidade tem, mas quando associado ao amor pelo inexplicável, isso se torna completamente bizarro. Confira a seguir, 7 assassinatos realizados por motivos estranhos.

1 - Robert Lyons, que matou a própria mãe por causa de um show da Avril Lavigne

O que você seria capaz de fazer, para ir ao show do seu cantor favorito? Em 2011, Robert Lyons, de 39 anos, esfaqueou a própria mãe, até a morte, porque ela se recusou a comprar os ingressos para um show da cantora Avril Lavigne, que aconteceria em sua cidade. Durante a briga, Lyons matou a mulher, de 61 anos, a espancando com uma garrafa de champanhe e depois, ainda a esfaqueou pelas costas nove vezes. O ataque foi tão violento que a lâmina da faca chegou a quebrar dentro das costas dela. Ele foi condenado a 40 anos de prisão.

2 - Richard Angelo, que envenenou seus pacientes, para depois "salvá-los" e parecer um herói

Richard Angelo trabalhava como enfermeiro, no Hospital Good Samaritan, em Long Island, em Nova York. Aparentemente, ele não se sentia apreciado pelo trabalho que realizava, então, para ter mais respeito de seus colegas, ele fez algo terrivelmente insano. Richard envenenou 35 de seus pacientes. O intuito era apenas para que pudesse salvá-los. Entretanto, dez deles acabaram morrendo.

3 - Dana Sue Gray, que matou três mulheres para roubar e fazer compras

Dana Sue Gray matou três mulheres idosas, em 1994, para roubar os seus cartões de crédito, para fazer compras. Ela só foi presa depois que a sua quarta vítima conseguiu escapar e a denunciou para a polícia. Durante o interrogatório, Gray disse que entregou os cartões e que não podia devolvê-los, por causa do seu vício em compras. E em nenhum momento, demonstrou remorso pelo que fez com as mulheres.

4 - Albert Fish, estuprou, torturou e matou crianças "porque Deus lhe disse para fazer isso"

No começo dos anos de 1900, Albert Fish matou e comeu várias crianças porque, segundo ele, esse era o desejo de Deus para ele. Ele até chegou a enviar uma carta, aos pais de uma das vítimas, contando como ele assassinou a menina e levou nove dias para comer todo o corpo. O mais perturbador é o fato de que ele tinha seis filhos. E embora ele nunca tenha abusado dos filhos, ele os espancava com um remo cravejado de unhas.

5 - Joshua Davies, que matou a namorada para ganhar um café da manhã de graça

Joshua Davies, de 16 anos, havia postado em suas redes sociais, que queria matar a sua namorada, Rebecca Aylward. Seus amigos pensaram que se tratava de uma brincadeira e que ele não faria isso, então, eles brincaram e disseram para ele fazer isso. Depois, Davies mandou uma mensagem a um dos seus amigos, perguntando o que o amigo faria se ele a matasse. O amigo respondeu que pagaria um café da manhã para ele. Então, o jovem espancou a sua namorada até a morte, com uma pedra.

6 - Armin Meiwes, o canibal educado

Armin Meiwes postou, em um site de canibalismo, o Cannibal Café, que estava em busca de uma vítima disposta. Depois que muitas pessoas desistiram por motivos óbvios, o engenheiro Bernd Jünrgen Armando Brandes concordou com um encontro. E como esperado, e deixado bem claro por Meiwes, a intenção era comer o engenheiro, e assim, ele o fez. Meiwes foi condenado pelo assassinato do engenheiro, mas levantou um questionamento. Foi mesmo um assassinato, tendo em vista que a vítima estava ciente e concordou com os planos do canibal?

7 - Fergus Glen, que matou o seu irmão, porque ele não o agradeceu pelo jantar

Em 2003, Fergus Glen, de 36 anos, de Wainuiomata na Nova Zelândia, tinha acabado de preparar um belo jantar para o seu irmão mais novo, Craig, de 33 anos. Craig comeu alegremente a refeição, sem nenhum agradecimento ou elogio ao irmão. Essa atitude ingrata enfureceu o cozinheiro a ponto de se vingar. Fergus matou seu irmão com um machado e assumiu o crime: "Ele apenas me irritou e eu fiz. Não tenho orgulho, mas consegui".

Então, qual das motivações desses assassinatos foi a mais estranha? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
avatar Cristyele Oliveira
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+