icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 bruxas sentenciadas à morte em tempos modernos

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      16/01/20 às 23h18
capa do post 7 bruxas sentenciadas à morte em tempos modernos

Quando pensamos em bruxas, a maioria de nós evoca imagens dos famosos julgamentos de bruxas em Salém, em Massachusetts, por volta de 1692. Tais julgamentos, supostamente, não deveriam existir mais. Digo, ninguém hoje, em pleno século 21, pode ser condenado à morte, por praticar bruxaria.

Infelizmente, não é bem assim que as coisas são. Acredite ou não, mesmo vivendo em tempos modernos, pessoas inocentes foram acusadas de serem consideradas bruxas. Nesse ínterim, esta lista exibe esses males modernos. Males pelos quais assassinatos a sangue frio foram provocados, por crenças supersticiosas, crenças que envolvem bruxas e, claro, a prática da bruxaria.

1 - Modesta Navarro Nieves

Em abril de 1998, um homem invadiu a casa de Modesta Navarro Nieves e a acusou de bruxaria. Ele, então, a espancou até a morte. Além de ter assassinado Nieves, o homem matou também o marido dela. Após haver cometido tais crimes, o homem fugiu para uma remota vila montanhosa de Guadalupe del Cobre. Onze anos depois, acreditando que os assassinatos haviam sido esquecidos, o indivíduo retornou à cidade. Enganou-se. Foi preso enquanto caminhava pelas ruas.

2 - Camboio

Em Gâmbia, na África Ocidental, foi realizada uma campanha anti-bruxaria, em 2009. O objetivo era erradicar bruxas e feiticeiros. Indo de vila em vila, as autoridades reuniram cerca de mil moradores e os levaram a um local secreto. Lá, os supostos acusados foram forçados a beber uma poção alucinógena perigosa. Aqueles, que não morreram após ingerirem o líquido, foram submetidos a tortura. A maioria dos acusados eram idosos. Até hoje, não se sabe quantas pessoas morreram.

3 - New York Voodoo

Em janeiro de 2014, policiais de Nova York foram chamados para atender uma ocorrência na residência de Estrella Castaneda. Ao chegarem no local, os policiais encontraram Carlos Alberto Amarillo, 44 ??anos. Amarillo havia assassinado friamente Castaneda e sua filha. O motivo? Ambas eram bruxas. Segundo Amarillo, elas constantemente praticavam Voodoo.

4 - Unidade Anti-Bruxaria

Em 2011, na província de Qariyat, na Arábia Saudita, Amina bint Abdel Halim Nassar foi condenada por praticar de bruxaria. Segundo as autoridades, Nassar vendia poções mágicas. Ali, casos como esses são puníveis com morte. Afinal, a nação de monarquia absoluta é governada pela estrita lei sharia. Apesar dos pedidos de perdão, Nassar foi decapitada. Além disso, não foi a única acusada. Até o final de 2011, cerca de 118 pessoas foram acusadas de "usar o livro de Allah de maneira depreciativa".

5 - Azarações

Em 1997, em uma vila remota na fronteira russo-ucraniana, Sasha Lebyodkin e seu sobrinho Sergei Gretsov resolveram consultar a babka local. Ali, babka significa bruxa. O objetivo da reunião era remover uma maldição. Sergei acreditava fielmente que Tanya Tarasova, de 22 anos, lançou um feitiço sobre ele quando se recusou a se casar com ela. Após o encontro com a feiticeira local, Sergei ainda acreditava estar enfeitiçado. E foi exatamente por isso, que ele resolveu fazer justiça com as próprias mãos. Armado com martelo e faca, Sergei invadiu a casa da família Tarasova. Naquela noite, houve sangue para todo lado.

6 - Benin

No norte do Benin, uma nação africana acredita que os bebês, que nascem com alguma deficiência, são considerados bruxos ou feiticeiros. Por tradição, os bebês são abandonados, literalmente, para morrer. Acredita-se que, somente assim, o mal pode ser vencido. Além disso, as crianças, que vivem em extrema pobreza, e recorrem ao roubo para sobreviver também são acusadas de bruxaria. Como resultado, são brutalmente espancados até a morte.

7 - Zâmbia

Em janeiro de 2017, uma mulher de 80 anos viajou para a província de Copperbelt, no norte da Zâmbia, para visitar seu neto. Durante sua estadia, o neto desenvolveu uma doença e morreu. O pai, perturbado, consultou o feiticeiro da cidade, para procurar respostas. O feiticeiro, então, acusou a avó de ser uma bruxa e alegou que sua presença ocasionou a morte prematura do garoto. A avó, então, acabou sendo assassinada.


Próxima Matéria
Via   List Verse  
Imagens List Verse
avatar Arthur Porto
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest