icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


7 casos contemporâneos de sacrifício humano

POR Diogo Quiareli    EM Mistérios & Horror      19/02/18 às 14h38
capa do post 7 casos contemporâneos de sacrifício humano

Falar sobre sacrifícios é sempre muito difícil, principalmente quando é humano. Esse ato é visto por muitas pessoas como uma prática sádica e desumana por parte das culturas que se apegaram a superstições. Portanto, era mais comum nos tempos antigos e tendemos a acreditar que esse comportamento tenha sido erradicado dos tempos atuais. Infelizmente, isso não é verdade. Ainda que de forma isolada, existem casos de sacrifícios humanos que continuam acontecendo em diferentes partes do mundo. Mesmo que não sejam tão divulgados ou comentados, eles acabam chocando a sociedade que vive próxima aos casos. Encaramos isso como algo assustador que parece ter voltado da idade média para os dias atuais.

Pensando um pouco sobre o assunto, nós da Fatos Desconhecidos resolvemos buscar alguns casos mais a fundo e trazer mais uma lista para vocês, caros leitores. Durante uma série de buscas, descobrimos casos recentes que podem te deixar chocado. Se você tem algum amigo que gosta desse tipo de assunto, compartilhe com ele desde já. Agora, sem mais delongas, confiram conosco essa lista e surpreenda-se, assim como nós.

1 - Amélia Espinoza (2011)

Muitas pessoas afirmam que o satanismo está no topo dos cultos e rituais associados aos sacrifícios humanos. Os seguidores do satanismo são mais propensos a ficar atraídos por rituais que envolvam assassinatos. Um caso famoso aconteceu na Califórnia com Amélia Espinoza, de 42 anos. Amélia foi assassinada por seu próprio filho, Moisés Meraz, de 18 anos. O jovem estrangulou sua mãe e mutilou seu corpo em seguida. Algumas pessoas afirmam que ele estava perturbado com a morte de sua namorada devido a um acidente de carro.

Outra hipótese levantada é que sua mãe era contra seu gosto musical, afirmando ser um tanto obscuro. Não satisfeito com a mutilação da mãe, Moisés retirou seus órgãos e cortou-os em pedaços. Partes do corpo da vítima foram encontradas no freezer da família. Sua cabeça foi encontrada e uma mochila, sem os dentes e olhos. Duas cruzes de cabeça para baixo foram esculpidas em um dos ossos. Na perícia, a polícia encontrou uma bíblia satânica aberta em um capítulo que falava sobre sacrifício humano. Ele foi condenado por assassinato em primeiro grau com 25 anos de prisão.

2 - Lalita Tati (2011)

Lalita, com 7 anos de idade, estava em sua casa assistindo TV no vilarejo de Jailwara, na Índia. Em seguida, a menina foi seqüestrada. Seu corpo foi encontrado por parentes uma semana depois. O corpo da criança estava todo mutilado. A polícia acreditava que ela pudesse ter sido estuprada e morta, levando seu pai preso, que foi torturado para confessar o assassinato da filha. No entanto, tempos depois, dois agricultores locais foram presos pelo crime e descobriram que a menina havia sido sacrificada para garantir uma boa colheita. Sua garganta e fígado foram cortados e oferecidos a uma deusa. A polícia suspeitou de um sacrifício quando encontrou dinheiro próximo à criança.

3 - Adam (2011)

Em setembro de 2011, era um dia comum em Londres até algo ser visto flutuando no rio Tamisa. Era uma criança vestindo uma bermuda laranja. O corpo não tinha cabeça, pernas e braços, era apenas um tronco. Seu sangue havia sido drenado. As autoridades tentaram, mas não conseguiram resolver o caso e encontrar os culpados. O menino foi apenas chamado de "Adam". Após muito estudo, puderam descobrir algumas coisas a respeito. Adam provavelmente era do Ocidente da África, mas precisamente da Nigéria e apenas morava no Reino Unido. Tinha cinco anos. Provavelmente, em seu último dia, ele não havia comido nada, sendo apenas submetido ao uso de várias drogas. Sua garganta foi cortada e os criminosos provavelmente beberam o seu sangue, utilizando o seu crânio. Pesquisadores acreditam que Adam tenha sido vítima de uma quadrilha de tráfico humano e seu sacrifício traria sorte a eles.

4 - Elyse Pahler (1995)

Em 1996, oito meses após o seu desaparecimento, o cadáver de Elyse Pahler, uma jovem de 15 anos, foi encontrado em um bosque de eucaliptos. O local não é muito longe de sua antiga casa. Ela estava seminua e sob um pentagrama. Os policiais descobriram um jovem de 16 anos, Royce Casey, que confessou o assassinato. Antes disso, Royce já havia confessado o assassinato de um padre e de um policial.

O jovem já estava planejando a morte de Elyse Pahler por meses. Ele contou com a ajuda de dois cúmplices de 14 anos. Segundo as autoridades, ele idolatrava Slayer, uma banda popular conhecida por suas letras mencionando o satanismo e sacrifícios. Eles mataram Elyse acreditando que encontrariam nisso um dia de glória. Eles disseram que atraíram ela para fumar cigarros de maconha, quando ela chegou, eles pisotearam seu pescoço, cortaram em seguida e depois estupraram o seu cadáver.

5 - Theresa Simmons (1988)

Em uma manha de 1988, um grupo policial de Louisiana avistou uma van suspeita. O carro foi então parado. Dentro do veículo estavam três adolescentes: Terry, Robert e Malisa. Terra era o motorista e disse aos policiais que estava de férias, porém, eles não acreditaram. Quando verificaram os registros do automóvel, descobriram que era uma armação. Após serem presos, Malisa revelou ao juiz que juntamente com seus amigos, fizeram um ritual de invocação de satanás após ouvir muitas músicas de Heavy Metal.

Eles decidiram sacrificar uma de suas companheiras, Theresa. Eles revezaram o estrangulamento da jovem, utilizando um cadarço. No final das investigações, descobriram que Terry era um adorador de satanás e havia matado alguns animais e se alimentado do seu sangue. Terry e Robert foram condenados à prisão perpétua e Malise, cúmplice dos jovens, recebeu apenas três anos de prisão por ter colaborado com as investigações.

6 - Aakash Singh (2006)

Sumitra Bushan, era uma mulher com vida normal que vivia em uma aldeia indígena remota em Barha. O marido de Sumitra havia deixado ela há muito tempo. Ela estava bem endividada e seus filhos, já crescidos, não trabalhavam para ajudá-la. Sua família começou a ter pesadelos com uma deusa chamada Kali. A causa disso era que Sumitra carregava uma "maldição". Depois de falar com um sacerdote sobre seus sonhos, ele recomendou o sacrifício de um frango e que ela oferecesse o sangue a deusa.

Ela atendeu o pedido, mas os pesadelos não acabaram. Ao consultar novamente o sacerdote, ele recomendou que ela sacrificasse uma criança da tribo aos pés da deusa. Aakash Singh foi o escolhido por ela e sua família, que sacrificou o menino. Cortaram os seus dedos, orelhas e nariz, deixando-o sangrar aos pés da estátua da deusa até a morte. A aldeia, chocada com a imagem do garoto morto, descobriu que a mulher e sua família estavam envolvidos com o sacrifício, então eles foram denunciados e presos. O sacerdote que ditou tudo nunca foi encontrado.

7 - Melissa Ann Meyer (1988)

Em uma manhã de 1988, a jovem de 19 anos conhecida como Melissa Ann Meyer teve seu corpo encontrado em um acampamento de sua cidade. Sem bolsa, carteira ou jóias, o cadáver foi encontrado perto de onde os assassinos moravam. Um jovem de 21 anos e outro de 17 foram os responsáveis pelo ato. Por algum motivo, a jovem se envolveu em rituais ocultistas. Posteriormente, foram encontrados alguns livros e itens de feitiços. Melissa foi vítima da sua própria curiosidade. Depois de ser sufocada, os jovens a decapitaram utilizando um facão. Os dois foram presos acusados de homicídio.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.


Próxima Matéria
Via   Listverse  
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest