• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 casos médicos mais estranhos do reino animal

POR Isabela Ferreira    EM Mundo Animal      21/06/18 às 17h56

Seja por bem ou não, o reino animal acaba nos surpreendendo ainda mais a cada dia. Constantemente pesquisadores encontram novas formas de vida que jamais foram imaginadas um dia. Em contrapartida, infelizmente também acabam anunciando o desaparecimento de espécies muito conhecidas por nós. Mas em meio a todos os casos do tipo, ainda acabam encontrando algumas bizarrices.

Os animais também ficam doentes e podem desenvolver problemas bastante estranhos, alguns, que não ainda não possuem solução. Veterinários de vida selvagem costumam lidar com situações completamente inusitadas e que soam estranhas aos nossos olhos. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo os 7 casos médicos mais estranhos do reino animal. Confere aí!

1 - Ouriço inflado

O que você faria caso encontrasse um ouriço, nosso famigerado porco-espinho, completamente inchado e jogado no meio da calçada? Bem, a maioria de nós poderia achar aquilo estranho, mas simplesmente ignorar... Afinal, é um animal perigoso. No entanto, para a sorte de um animal que passava por tal situação, encontrou alguém corajoso e disposto a ajudar.

O homem escocês levou o ouriço para um veterinário. Após exames, constataram que ele sofria com uma rara condição que fazia seu pulmão inflar. O ar do órgão acabava escapando para o restante de sua cavidade corporal, provocando outros problemas que o faziam inflar ainda mais. Com pequenos cortes sobre a pele, os veterinários conseguiram fazer o animal voltar ao normal.

2 - Enorme inchaço

No ano de 2016, dois jovens ursos foram resgatados de um comércio ilegal, mas ninguém imaginava o que poderiam encontrar por ali. Um dos animais, que ganhou o apelido de Nyan Htoo, apresentava um enorme inchaço na língua. A situação se desencadeou a partir de uma grave infecção. O urso mal conseguia manter a cabeça de pé devido ao problema.

Os veterinários precisaram fazer duas cirurgias para conseguirem curar o animal. Apenas para que você tenha ideia, foram removidos 3 quilos da língua de Nyan. Dentro de poucos dias ele já estava bem e podia voltar a brincar com o irmão.

3 - Um veado e duas cabeças

Enquanto passeava por uma região do rio Mississippi, um homem deu de cara com a coisa mais estranha que poderia ver na vida. Encontrou o corpo de um filhote de veado com duas cabeças. Assim que os especialistas chegaram no local para analisar, ficaram realmente surpresos... Aquele era o primeiro caso de gêmeos siameses entre veados. Após análises, constataram que eles compartilhavam a coluna vertebral, mas que tinham dois estômagos, esôfagos e corações. Provavelmente já nasceram mortos.

4 - Dentes na testa

Foi um caçador de Idaho quem encontrou esta estranha fera. Por mais incrível que pareça, o leão da montanha apresentava uma estranha deformidade: ele tinha dentes e bigodes brotando de sua testa. Ninguém sabe explicar ao certo os motivos para isso, no entanto, pesquisadores possuem duas hipóteses. Uma delas diz que o animal pode ter absorvido partes de um gêmeo que acabou morrendo ainda no útero da mãe, ou desenvolveu um raro tumor conhecido como teratoma, que pode ser responsável pelo desenvolvimento de dentes ou outros tecidos em partes do corpo.

5 - Gorila com sinusite

Vip é uma gorila que passou a desenvolver graves problemas respiratórios, apresentando muita coriza. Os funcionários do zoológico lhe deram antibióticos, mas nada disso parecia funcionar. Decidiram então realizar uma tomografia computadorizada para descobrirem o que estava acontecendo e o resultado foi impressionante: ela tinha sinusite.

A única resposta para conseguirem proporcionar uma vida melhor para a gorila seria realizar uma cirurgia. Fizeram, mas o médico, que costuma operara apenas humanos, disse que embora o procedimento tenha sido um sucesso, ele não parava de prestar atenção no tamanho da cabeça e das presas do animal.

6 - Urso com pata de peixe

Após ser gravemente ferido pelo incêndio da Califórnia neste ano, um urso recebeu um tratamento bastante diferente. Ele teve as patas queimadas e para cuidar disso, os veterinários enrolaram pele de tilápia em suas patas, como uma forma alternativa de atadura. Aqui no Brasil o método já foi utilizado para tratar queimaduras em pele humana, uma vez que a pele do peixe é rica em colágeno, reduzindo a necessidade de precisar de um enxerto.

Para o urso, os veterinários cobriram as feridas do animal com saliva e em seguida, costuraram a pele da tilápia em suas patas, depois de receber anestesia. Para evitar que o urso roesse as patas, já que o peixe faz parte de sua dieta, foi preciso cobrir a pele com camadas protetoras de cascas de milho e papel de arroz.

7 - Lontra com asma

A primeira lontra a ser diagnosticada com asma se chama Mishka, mas felizmente se encontra em boas mãos. Ela foi encontrada no ano de 2014 presa a uma rede de pesca na costa do Alasca e foi acolhida pelo aquário de Seatle.

Quando tinha um ano de idade, acabou sofrendo um grave ataque de asma que provavelmente, foi desencadeado por incêndios florestais. Como não haviam inaladores para lontras, a equipe precisou projetar um especialmente para ela.

E  então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Próxima Matéria
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+