• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 cenas extremamente caras que foram descartadas da versão final

POR Victor Prado    EM Fatos Nerd      24/03/20 às 19h37

Fazer um filme não é uma tarefa fácil para ninguém. São diversos detalhes que precisam ser pensados com bastante cuidado na pré-produção, para que tudo ocorra bem durante as filmagens. Quando isso não acontece, problemas surgem do nada e milhões e mais milhões de dólares vão direto para o ralo.

Nesta matéria, separamos algumas cenas que chegaram a ser gravadas, e algumas até finalizadas. Milhões foram gastos e elas nunca chegaram aos cinemas. Quase ninguém viu. Contudo, nem todas foram devido a um planejamento ruim. Algumas simplesmente passaram por imprevistos. Sem mais delongas, confira 7 cenas extremamente caras que foram descartadas da versão final:

7- A dança de Chris Hemsworth em Caça-Fantasmas - U$ 1-2 milhões

Em primeiro lugar, vamos falar sobre um filme bem recente com Chris Hemsworth. Durante a invasão fantasma em Caça-Fantasmas (2016), o personagem Kevin protagoniza um flash mob com diversas pessoas possuídas. Como eram muitas pessoas em cena, foram necessários dias de ensaio e muita sincronia. Paul Feig, o diretor do filme, preferiu cortar a cena por atrapalhar o ritmo do filme. Mas o dinheiro já havia sido gasto!

6- Um tiroteio em Caça aos Gangsteres - Alguns milhões

cenas

Um filme de gângster precisa de uma boa cena de tiroteio, mas no momento certo. O clímax de Caça aos Gangsteres (2013) apresentaria um tiroteio violento em um teatro. Contudo, um atentado em uma sala de cinema no estado do Colorado, no qual 12 pessoas morreram, forçou o estúdio a alterar o roteiro após a gravação. Ou seja, a Warner preferiu fazer uma cena completamente nova, a apenas alguns dias do lançamento. Ninguém sabe o quanto a cena descartada realmente custou, porém o longa foi adiado por alguns meses e, no fim, ainda não foi nada bem de bilheteria.

5- Vampira em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido - U$ 5 milhões

Essa é a primeira vez que o diretor Brian Singer aparece na lista. O filme está entre os melhores live-action dos X-Men, mas teve lá os seus problemas. Após gravar cinco dias com Anna Paquin, a Vampira, o diretor simplesmente preferiu cortar suas cenas na versão final. De fato não eram cenas essenciais para a trama, mas ninguém reclamaria de ver uma das mutantes mais adoradas de todos os tempos. Anna Paquim não gostou muito dos cortes, mas ficou feliz por reencontrar seus amigos durante alguns dias e ainda receber por isso.

4- Cena final de A Pequena Loja dos Horrores - U$ 5 milhões

A Pequena Loja dos Horrores (1986) é a adaptação de um musical clássico de comédia e terror. A princípio, a Warner Bros. decidiu gravar um final nada feliz (para os humanos): a planta assassina comia o protagonista e ainda dominava o mundo depois. Essa última cena, sozinha, custou U$ 5 milhões dos U$ 25 milhões do orçamento total.

Contudo, durante uma exibição teste, o público não gostou nada do que viu. Por fim, eles tiveram que filmar um novo final, dessa vez feliz. O filme não foi muito bem nas bilheterias, mas acabou se tornando um clássico cult. Anos mais tarde, a Warner lançou um corte com o final original em Blu-Ray.

3- A cena de abertura de Superman: o Retorno- U$ 10 milhões

Bryan Singer havia pensado em uma cena de abertura diferente para Superman: O Retorno (2006). Em vez de vermos Superman chegar na Terra em uma nave, veríamos uma cena toda trabalhada no CGI, na qual Superman andaria sobre uma Krypton completamente destruída. O estúdio, após pensar um pouco, percebeu que a sequência não era a melhor opção para a volta do herói. Com isso, 10 milhões de dólares foram jogados no lixo.

2- Todas as cenas de Kevin Spacey em Todo Dinheiro do Mundo - U$ 10 milhões

cenas

Meses antes do lançamento de Todo Dinheiro do Mundo (2017), as acusações de assédio contra o ator Kevin Spacey surgiram na mídia. Foi aí que o diretor do filme, Ridley Scott, tomou uma decisão rara (e cara). Em vez de esperar a poeira baixar para lançar o filme, ele decidiu retirar o ator do filme. Christopher Plummer o substituiu e diversas novas cenas foram filmadas.

Foram 10 dias intensos de trabalho, cada dia custando cerca de U$ 1 milhão. Muita gente acreditava que o filme seria péssimo, mas tudo ocorreu bem no fim. Ele foi bem nas bilheterias, recebeu boas críticas e Plummer foi até indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. O ator teve apenas duas semanas para se preparar para o papel!

1- O final de Guerra Mundial Z - U$ 25 milhões

cenas

Aqui não temos apenas uma cena, e sim várias. O final de Guerra Mundial Z (2013) seria completamente diferente. Em vez de Gerry (Brad Pitt) descobrir uma cura para o ataque dos zumbis, tudo aconteceria de forma diferente após as cenas em Jerusalém.

O protagonista acabaria na Rússia, onde se tornaria um prisioneiro e, em seguida, um grande matador de zumbis. O final ainda o mostraria de volta aos Estados Unidos para salvar sua esposa, que estaria em um relacionamento abusivo com o mesmo soldado que a salvou no início do filme.

Boa parte destas cenas chegaram a ser gravadas, mas por decisões de última hora tudo foi descartado. Ao todo foram U$ 25 milhões gastos e sete semanas de refilmagens. Apesar de ser o filme de terror mais caro da história, Guerra Mundial Z foi bem de bilheteria, arrecadando o dobro do que foi gasto.

Enfim, o que achou? Comenta aí e compartilha com todo mundo.

Próxima Matéria
Victor Prado
Passa na zoeira que aqui não tem limites, gold elohell no lolzin, minha playlist do Spotify destruiria sua vida social, de David Bowie a Vai Embrazando de Pokémon a Game of Thrones. Instagram: victorh.prado
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+