• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 cidades famosas que tem problemas bizarros

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      16/07/18 às 19h36

Que todo lugar tem seus problemas isso a gente sabe. Por mais linda que seja uma paisagem ou mais paradisíaco que seja o lugar, os nativos, ou até mesmo aqueles que estão ali há algum tempo poderão te apontar alguns problemas.

Alguns já são conhecidos e esperados como o trânsito de São Paulo. Mas existem lugares que sofrem com problemas crônicos que são tão únicos e inesperados que você terá dificuldade de acreditar que eles realmente estão acontecendo, ou até mesmo que sejam problemas sérios.

1 - Cocô de passarinho

Roma é um dos lugares mais famosos da humanidade. A cidade carrega o peso de milhares de anos de História e está de pé e orgulhosa desse fato. Talvez por isso seja tão engraçado que todos os anos, por volta de outubro, milhares de passarinhos migrarem do norte e leste europeu para fazerem suas necessidades na cidade. Mas o quão ruim pode ser? Nas manhãs os passarinhos vão até as fazendas próximas para comer azeitonas, depois eles dão uma descansada e vão fazer seus negócios nas áreas urbanas mais quentes. Eles cobrem as ruas, prédios e carros de Roma. Nativos são forçados a saírem de casa com um guarda-chuva para não serem atingidos pela chuva de cocô.

2 - Água de torneira

A água de torneira de Nova York é cheia de critaurinhas que parecem camarão que são chamados de copepodos. Essas criaturas são inofensivas, mas um tanto nojentas, e removê-las da água é quase impossível. De acordo com o Departamento de Proteção Ambiental, elas dão benefícios para a água. Mas podem ser vistos como um problema religioso para os judeus ortodoxos. O guia Kosher proíbe o consumo de frutos do mar e eles descobriram esses bichinhos na água. Somente criaturas visíveis a olho nu são proibidas, mas alguns copepodos podem crescer até 1,5 milímetros e podem ser vistos como pequenos pontinhos brancos na água. Então a União Ortodoxa lançou um guia para filtrar a água e lavar a louça para evitar acidentes.

3 -Falsos budistas

Se você pedir para alguém descrever um monge budista em uma palavra provavelmente você ouvirá 'pacífico'. Essa reputação de passividade é o perfeito disfarce para um pequeno exército de fraudadores que somente se vestem como monges. A gangue, provavelmente fundada por chineses que dão os passaportes e roupas, apareceram pela primeira vez no histórico Faneuil Hall de Boston. Eles pedem doações para os turistas e para os locais e enganam as pessoas oferecendo falsas rezas. Na cidade há cartazes alertando sobre os monges falsos, mas eles simplesmente se espalharam pelo resto da cidade.

4 - Cheia de bosta, literalmente

São Francisco é uma das cidades mais ricas e tecnologicamente avançadas do mundo. Ela tem tudo que alguém possa precisar, exceto banheiros públicos. E como todo mundo tem necessidades fisiológicas fica complicado. A crescente população de moradores de rua não tem lugares suficiente para defecar e acabam fazendo nas ruas. A situação é tão crítica que as pessoas criaram um 'mapa do cocô' interativo que vai listando os cocôs reportados. A cidade só tem 126 banheiros acessíveis para os moradores de rua e a maioria fecha à noite, deixando somente 28 banheiros disponíveis 24 horas por dia.

5 - Controle de granadas

A Suécia lidera o mundo em reciclagem e também em uma outra coisa não tão boa: ataques de granada. Eles eram uma raridade antes de 2014, mas desde então as taxas tem aumentado. As granadas são vendidas a 12,50 ou vêm de graça na compra de uma arma no mercado negro. Em 2017 houveram 20 explosões e 39 granadas apreendidas. A lista de incidentes é de se esperar em um país a beira de uma guerra civil. E é pior em Malmo, onde 30 explosões aconteceram em 2015. A polícia até alertou os moradores a ficarem alertas a granadas que ainda não foram detonadas. E considerando as estatísticas de ataques esse ano a tendência parece não estar diminuindo.

6 - Taxa de suicídio

A competitividade feroz, a pressão social muito grande e o desamparo à terceira idade explicam o porquê de a Coreia do Sul ser o país desenvolvido com a maior taxa de suicídios do mundo, mesmo com várias tentativas de diminuir essa tragédia. Segundo pesquisa são 29,1 casos para cada 100 mil habitantes.

7 - Baixa taxa de natalidade

A Rússia está com uma taxa de natalidade baixíssima. Se os russos não começarem a fazer bebês, a economia do país irá implodir com o número alto de pessoas mais velhas. Desde 2006 o governo tem feito coisas loucas para enfrentar essa crise como por exemplo a organização de um show de hip hop. E isso não é o mais louco, eles tem também o Dia Nacional da Concepção.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+