• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 "cidades secretas" que foram mantidas em segredo da população

POR Natália Pereira    EM Mundo Afora      18/06/18 às 17h56

A ideia de que existem cidades espalhadas pelo mundo que permaneceram escondidas da sociedade durante um bom tempo parece mais uma teoria da conspiração do que um fato real, certo? Mas, ainda assim, é preciso saber que esses lugares existiram de verdade e que muitos países as desenvolveram para que ficassem longe do olhar público. Isso porque, em alguns momentos, esses locais eram usados para a realização de missões e testes secretos e perigosos.

Se você considera essa ação do governo algo errado, pode ter certeza de que grande parte da população concorda com você. Mas, mesmo assim, existe uma nítida separação entre as pessoas consideradas civis e as demais do alto escalão. O que faz com que, muitas vezes, algumas coisas permaneçam secretas e escondidas da população em geral. E, dentre essas coisas, essas cidades acabam fazendo parte da lista. Além disso, já falamos sobre a cidade secreta Russa considerada como o lugar mais radioativo do mundo, em um post anterior.

1 - Oak Ridge

Durante a Segunda Guerra Mundial, no ano de 1943, os 'Aliados' parecem ter decidido que a única forma de acabar com a guerra era desenvolvendo bombas atômicas. E, para que isso fosse possível, mais de 60 mil acres de terra acabaram sendo comprados pelo governo federal. Tudo isso para poder construir uma cidade secreta que ficasse longe dos olhares dos espiões inimigos. Ela foi construída no território do Tennessee e dispunha de centenas de trabalhadores, soldados e cientistas. Sem falar do seu envolvimento com o Projeto Manhattan e o fato do local ter proporcionando o refinamento do minério de urânio e a produção de armas nucleares.

2 - Los Alamos

Também conhecida como 'The Hill', a cidade de Los Alamos, que fica no Novo México, ficou extremamente conhecida por ser o principal centro do Projeto Manhattan. Isso porque, durante a guerra, ela permaneceu em completo sigilo e foi o lar da bomba atômica. Ela ficou completamente isolada durante o período e possuía apenas uma caixa de correio. Sem falar que ela habitava cerca de 5 mil pessoas e aqueles que nascessem por lá não eram registrados com o nome da cidade.

3 - Hanford

Assim como as outras 2 cidades mencionadas, essa também fez parte do Projeto Manhattan e foi a última da lista pertencente a ele. Além disso, ela foi construída no estado de Washington e também é conhecida como Richland. Tendo como foco a produção de plutônio e estendendo as suas atividades, com o programa nuclear dos Estados Unidos, até a Guerra Fria. O que aconteceu devido o seu avanço na produção de energia, que era superior quando comparada as demais envolvidas.

4 - Wünsdorf

O local também acabou ficando popularmente conhecido como a 'Pequena Moscou' e a 'Cidade Proibida'. Ela se encontra na Alemanha Oriental e foi fundada pelo império do país em 1871, passando a guardar a primeira mesquita da nação e mantinha os prisioneiros muçulmanos. Sendo que, mais tarde, acabou se tornando a sede das Forças Armadas Alemãs, em 1935. E, consequentemente, a sede do Exército Vermelho depois no período pós-guerra. O que acabou fazendo com que houvesse um aumento no poder militar do país e que o número de trens para Moscou se tornassem mais regulares. Ao que tudo indica, viviam cerca de 60 ou 75 mil pessoas por lá, sendo que a maioria eram soldados. E, atualmente, o lugar está em ruínas.

5 - Camp Century

A cidade subterrânea nomeada como 'Camp Century' fazia parte de um projeto chamado Iceworm e foi o que restou da Guerra Fria. Ela fica localizada sob a Groenlândia e servia, inicialmente, como um centro de pesquisa até que as necessidades de obter uma vantagem contra os soviéticos fez com que ela se tornasse um local eficaz para lançar os seus mísseis.

6 - Burlington Bunker

Essa cidade subterrânea, que fica em baixo de Corsham, se encontra na Inglaterra e tinha um objetivo um pouco diferente das demais. Isso porque, enquanto a maioria construía locais secretos destinados a desenvolver armas nucleares, o Burlington Bunker tinha o objetivo de proteger aproximadamente 4 mil pessoas do alto escalão caso um ataque nuclear acontecesse. A instalação dispõe de aproximadamente 35 acres e conta com os mais diversos equipamentos, tendo uma estação de rádio, um trasporte coletivo e até mesmo um lago subterrâneo. Tudo isso para garantir a estadia daqueles no poder até que as coisas se acalmassem. Mas, em 2004, ela acabou sendo desativada e chegou a ser aberta ao público em alguns momentos, até ser comprada por 1,5 milhão em 2016.

7 - Sarov

Essa cidade restrita acabou sendo um dos principais produtores quando se tratava do arsenal nuclear do seu país, a Russia. Ela foi retirada dos mapas em 1947 e só voltou a ser reconhecida em 1994, o que é realmente perturbador. Isso sem falar no fato de que um mosteiro do século 18, considerado um dos estabelecimentos religiosos mais proeminentes do país, acabou sendo encontrado bem ao lado da indústria nuclear presente na cidade. Isso acabou chamando muita atenção, principalmente da Igreja Ortodoxa Russa, já que lá foi o lar de um do São Serafim, um dos santos russos mais renomados que espalhava conhecimentos a respeito do amor e da bondado. E, por isso, a igreja foi em busca do restabelecimento do local.

Todas essas cidades secretas nos fazem questionar sobre o que mais permaneceu oculto das pessoas durante todo esse tempo, e se algo permanece desconhecido. O fato é que ainda existem muitos mistérios envolvendo lugares como esses e isso é assustador, concordam? Comentem aí o que acharam desses locais!

Próxima Matéria
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+