icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 coisas bizarras que o ditador da Coréia do Norte, Kim Jong-un, já fez

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      20/05/15 às 18h22
capa do post 7 coisas bizarras que o ditador da Coréia do Norte, Kim Jong-un, já fez

O governo norte-coreano exerce controle sobre muitos aspectos da cultura do país e esse controle é usado para perpetuar um culto de personalidade em torno de Kim Jong-un. Kim Jong-un exerce controle sobre muitos aspectos da cultura do país e esse controle é usado para perpetuar um culto de personalidade em torno de sua pessoa.

O mais novo da dinastia Kim foi conhecido pelo cenário político em setembro de 2010, quando surpreendentemente foi nomeado general de quatro estrelas do Exército e vice-presidente da poderosa Comissão Militar Central do Partido dos Trabalhadores. Conheça um pouco das ações bizarras do governo de Kim Jong-un:

Proibir que os cidadãos tivessem seu nome

Em dezembro de 2014, Kim Jong-un assinou decreto que proibia os pais de darem aos filhos o seu nome. Quem já tinha este nome acredita-se que teve que muda-lo de forma "voluntária". Mas tal fato já era realizado de forma não oficial antes dele assumir o governo.

Obrigar a todos estudantes a terem uma disciplina escolar sobre sua vida

Com menos de 30 anos, sem experiência militar e política e uma biografia pouco conhecida pela própria população, Kim Jong-un, foi proclamado durante o cerimonial pela morte de seu pai, Kim Jong-il, novo "líder supremo" da Coreia do Norte. Após isso, todas as escolas tiveram que administrar uma disciplina sobre a vida do novo líder.

Baniu sobremesas

Uma das sobremesas mais populares na Coréia foi simplesmente banida por ser uma "ameaça capitalista". O doce chamado 'Chocopie' é um bolinho de chocolate com recheio de marshmallow e era tão famoso que chegava a ser usado como moeda no mercado negro do país. O governo não gostou nada da valorização da sobremesa que foi banida definitivamente do país.

Corte de cabelo restrito

A Coréia do Norte tinha uma lista bem restrita de cortes masculinos e femininos que são aceitos no país. Entretanto, em 2014 uma nova portaria tornou a situação mais estranha ainda: todos os homens deveriam adotar o corte de cabelo do "líder supremo" Kim Jong-un e as mulheres deveriam adotar o corte de cabelo de Ri Sol-ju, sua esposa. De acordo com a agência de notícias NK News apesar da medida existir, não existe um grande controle dessa questão.

Brigou com a Coréia do Sul por causa de árvores de Natal

Parece que o governo norte-coreano não gosta muito do Natal. Além de ser proibido no país, a comemoração na Coréia do Sul em 2014 causou um certo desconforto no Norte. Uma árvore de 30 metros montada em uma colina na zona desmilitarizada das Coréias que podia ser vista no Norte quase causou uma crise diplomática entre os países.

Proibiu a exibição de novelas

Nem pense em assistir novelas na Coréia do Norte. Você pode ser morto por fuzilamento caso desobedeça essa regra. Os programas que entram ilegalmente no país causam bastante curiosidade na população. Ironicamente a dinastia Kim adora produções estrangeiras. Kim Jon-un já afirmou ser fã das animações da Disney.

Não permite cortar fotos

Sim, isso mesmo que você leu. É proibido tirar fotos onde aparecem estátuas muito próximas, que cortam partes das figuras históricas do país (principalmente da família Kim). O mais bizarro é que não se pode dobrar um jornal que tenha fotos de algum líder do governo, é considerado um insulto.

 


Próxima Matéria
avatar Rafael Miranda
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest