icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 coisas completamente surreais que aconteceram com bombas nucleares

POR Bruno Dias EM Curiosidades 02/05/19 às 16h29

capa do post 7 coisas completamente surreais que aconteceram com bombas nucleares

Desde 1945, a humanidade ainda sofre um estresse pós-traumático após a explosão das bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki. Foi o primeiro contato dos homens com as armas nucleares. Até aquele momento, nós nunca tínhamos visto um tipo de arma com tamanho poder. Não é à toa que, não importa de qual parte do mundo você é, você se solidariza com todos que morreram ou presenciaram a magnitude das bombas.

Depois de sua primeira utilização, as armas nucleares não foram mais usadas, porém, sempre pairam como fantasmas pela sociedade. Além delas serem capazes de destruir o mundo inteiro em um apertar de botão. Infelizmente quem manipula essas armas são os seres humanos e nós sabemos o quão estúpidos nós podemos ser. Mostramos aqui coisas que aconteceram com humanos e bombas nucleares.

1 - Código de lançamento

Para usar armas nucleares, existe um processo complicado. Teoricamente, os militares escolhem o alvo para defender o presidente que então autorizaria o uso de armas nucleares digitando códigos de lançamento.

E sabendo disso e de que o processo pode acabar com o mundo, tudo depende de uma autorização. Logo, não é de se surpreender que o código de lançamento, enviado para o presidente, para autorizar as armas nucleares foi definido para 00000000. E esse código permaneceu durante 20 anos ou mais assim. Segundo os militares, era porque eles precisavam de um sistema simples caso um ataque nuclear acontecesse.

2 - Perda de códigos

Quando os presidentes americanos assumem o cargo, eles são informados de vários segredos. E recebem um dispositivo portátil chamado cookie contendo os códigos de lançamento para os EUA.

Na época de Bill Clinton, ele perdeu seus códigos de lançamento no final de seu mandato. E ele os perdia com frequência ao longo de seu tempo no cargo. Na maior parte das vezes, os códigos eram achados rapidamente, mas às vezes ficavam perdido por meses.

3 - Isqueiro atômico

No dia primeiro de junho de 1952, o físico teórico Ted Taylor estava em um teste nuclear e inventou uma nova maneira de acender o seu cigarro. Ele redirecionou a luz gerada pela explosão usando um espelho parabólico que tinha encontrado.

Taylor suspendeu o espelho no ar e o ajustou para que o raio concentrado de energia luminosa fosse direcionado para a ponta de seu cigarro. Então, quando a bomba atômica foi detonada, um raio de luz superaquecido acendeu a ponta de seu cigarro.

4 - Carolina do Norte

A cidade de Goldsboro, na Carolina do Norte, parece ser o último lugar que alguém jogaria uma bomba. Contudo, em 1961, duas armas nucleares caíram lá. Em um voo de rotina de um B-52, que carregava dois dispositivos nucleares, a aeronave se quebrou pela metade e os dois dispositivos de chocaram contra um pântano.

As bombas atingiram Goldsboro e criaram uma impressionante cratera no impacto. Segundo estimativas, se as bombas tivessem sido detonadas, aproximadamente 90 mil pessoas teriam morrido.

5 - Primeiro reator Nuclear

Um reator nuclear gera plutônio, que é usado para fabricação de armas nucleares. Por isso, geralmente, os mesmos são feitos em lugares remotos. Mas o primeiro reator foi feito com painéis de madeira e tijolos, e foi feito sob um campo de futebol.

Algumas medidas de precaução foram tomadas. Uma equipe de três homens, chamada de Esquadrão Suicida, ficava esperando com baldes de água para caso o reator começasse a derreter.

6 - Comprando componente nucleares

Os EUA e Taiwan têm um relacionamento diplomático bastante conturbado. Mas mesmo com essa relação, isso não impede que as empresas americanas privadas acidentalmente enviem armas para Taiwan.

Na maioria das vezes, ninguém fala sobre esse envio de armas, a não ser que tenham componentes para armas nucleares. Em 2006, isso aconteceu, mas foi reconhecido somente em 2008.

7 - Drogas

Os missileiros são as pessoas que são encarregadas de pressionar o botão das bombas. O trabalho deles é realmente exigente. E se eles falharem, serão expulsos da Força Aérea e ainda terão que pagar o governo dos EUA.

Essas pessoas têm que ficar sempre alertas, então não é de se surpreender que elas tenham que usar drogas.


Próxima Matéria
Via   Grunge  
Imagens Grunge
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest