• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas inacreditáveis que já fizeram com cadáveres humanos

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      30/09/19 às 16h56

Quando a gente acha que já viu de tudo nessa vida, pode esperar, porque tem sempre algo que ainda pode nos chocar. Já falamos aqui sobre formas peculiares de se desfazer do seu corpo após a morte. Por exemplo, você sabia que é possível virar um diamante? Pois é, é possível sim. Mas, além disso, muitas outras coisas podem ser feitas com os cadáveres humanos, muitas delas até inacreditáveis.

De fato, o corpo humano intacto é uma coisa muito valiosa. Até porque os nossos órgãos podem salvar outras vidas. Quem já teve a curiosidade de pesquisar os valores dos órgãos, sabe bem do quão valiosos eles são. Os rins por exemplo, podem valer muito dinheiro em alguns mercados negros por aí. Mas, quando alguém morre, a gente imagina que a única coisa, que o morto iria querer, é ser enterrado ou cremado em paz. Mas os cadáveres humanos podem ser usados para muitas outras coisas. Olhando para essa lista, apenas enterrá-los seria pouco para as diversas finalidades que acabaram encontrando. Talvez, essa seja uma prova da natureza banal da nossa própria mortalidade. Confira a seguir, 7 coisas inacreditáveis que já fizeram com cadáveres humanos.

1 - Testes de colisão

Ao invés de usar bonecos específicos de teste de colisão, algumas empresas de carros utilizam cadáveres humanos, para simular acidentes de trânsito. É algo totalmente macabro de se imaginar, ainda mais quando são usados corpos de crianças. Para ficar ainda mais bizarro, pouco antes do corpo ser usado nos testes, os pulmões são inflados para simular melhor o corpo humano. É com o se eles recebessem o fôlego da vida, para que fosse tirado novamente.  A empresa alemã de automóveis, Daimler-Benz, foi uma das que fez isso. Durante as décadas de 1970 e 1990, eles fizeram com que a Universidade de Heidelberg realizasse testes de colisão, usando cadáveres. Na época, houve vários protestos, criticando a prática mas, até hoje, algumas empresas continuam fazendo isso.

2 - Arquitetura

Você, provavelmente, já deve ter ouvido falar sobre uma catedral toda feita de ossos na Europa, durante a época da Peste Negra. Mas o que você, provavelmente, não sabe, é que existem várias outras catedrais construídas com restos humanos. E não estamos falando apenas da Europa. A Igreja de São Francisco, em Lima, no Peru, por exemplo, conta com ossos de cerca de 75 mil pessoas na estrutura da construção. Imagina só, chegar em uma igreja e se deparar com um lustre de caveira real, paredes com ossos e etc? Lá, você veria isso. Porém, por mais estranho e peculiar que seja esse uso de cadáveres, parece que muita gente achou interessante no passado.

3 - Obras de arte

Sabemos que a arte é algo complexo e abstrato, que pode ser expressada em qualquer coisa imaginável. Mas o que poderia ser mais ousado do que obras de arte feitas com cadáveres? O primeiro a fazer fama com isso foi Honoré Fragonard, que desenterrou covas para encontrar cadáveres que foram transformados em estátuas. Suas obras foram tão aclamadas, que ele foi escolhido para criar várias esculturas assustadoras de terror. E muita gente gostou mesmo desse tipo de arte bem peculiar.

4 - Fertilizante de árvore

Essa é uma opção estranhamente bonita de se pensar. Imagine só os seus nutrientes sendo usados para ajudar uma árvore a florescer, depois que você partir desse mundo? Desde 2011, a empresa Bios Urns tem oferecido urnas biodegradáveis contendo sementes de árvores. Assim, você pode ser tornar parte de algo pacífico, permanente e bonito na natureza.

5 - Prática cirúrgica

Quem diria que, em tempos tão modernos como os nossos, onde existem vários softwares de simulação cirúrgica, ainda haveria cadáveres humanos usados em treinamentos médicos. E não apenas cirurgiões, em treinamento, que usam cadáveres. Novos métodos de embalsamento estão sendo pesquisados para permitir mais tecido flexível durante a prática. Embora a remoção de órgãos seja permitida em alguns países, a segunda opção foi considerada desrespeitosa com os mortos.

6 - Enxertos

A pele de cadáver pode ser usada em tratamentos de queimaduras e outros ferimentos. Esse uso específico do órgão, depois da morte, levantou uma série de debates a respeito da doação de órgãos, e se as pessoas devem, ou não, vender os seus órgãos depois da morte. A pele humana enxertável tem prazo de validade curto, de apenas um mês. E, no caso de pessoas com queimaduras muito graves, pode exigir doações de pele de até 10 cadáveres.

7 - Suporte para filmes

O que não faltam são exemplos de cadáveres reais, sendo usados em filmes, principalmente, de terror. O filme Unrest é um exemplo claro disso. Ambientado em um necrotério, o filme todo foi filmado em um necrotério real, utilizando vários corpos de verdade. E o uso de corpos reais foi utilizado para chamar a atenção e promover o longa.

Enfim, o que você achou desses usos para cadáveres humanos? Qual o mais estranho na sua opinião? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+