icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 coisas mais incríveis encontradas nas cartas psicografadas de Chico Xavier

POR Erik Ely    EM Curiosidades      18/02/20 às 16h35
capa do post 7 coisas mais incríveis encontradas nas cartas psicografadas de Chico Xavier

Ao longo de sua vida, Chico Xavier se tornou um dos mais importantes expoentes do Espiritismo. Além disso, para muitos, ele é considerado o maior psicógrafo de todos os tempos. Por isso, separamos as 7 coisas mais incríveis encontradas nas cartas psicografadas de Chico Xavier.

Por meio de cartas psicografadas, histórias inacreditáveis eram enviadas por pessoas que já haviam morrido. E assim, podia ser registradas pelo grande líder espiritual. Já com 4 anos de idade, ele já via, ouvia e conversava com espíritos. Dessa forma, ao longo de sua vida, ele chegou a psicografar milhares de cartas, confortando pessoas de todo Brasil durante 60 anos.

1 - O filho que manteve contato

Willian possuía apenas 17 anos quando ingressou o Exército. Contudo, em 1941, um calo no pé se infeccionou e ele acabou falecendo. Depois isso, após um mês, ele enviou o primeiro recado à mãe e o manteve até 1980, quando ela faleceu. Por meio das cartas, Willian cita seu irmão Wilson e seus problemas com bebidas. Assim, mesmo após a morte, Willian pôde ajudar nos problemas da família.

2 - As cartas do professor Joviano

Arthur Joviano foi um educador nascido em 1862 e ficou conhecido por liderar a primeira reforma do ensino primário de Minas Gerais. Entretanto, Joviano faleceu em 1934. Sendo assim, ele se tornou uma das primeiras almas a ter suas cartas psicografadas pelos médium. Além disso, é surpreendente como a assinatura bate exatamente com a do professor.

3 - Conversas que se mantiveram

"Até receber a primeira mensagem do Eduardo, simplesmente não vivia", afirmou dona Chiquinha que perdeu o filho, Eduardo Ruiz Dellalio, em 1980. Contudo, quatro meses depois de sua morte, as cartas, escritas por Chico Xavier, coincidiam com o que os pais vinham conversando com o filho, na época do acidente. Dessa forma, a conversa continuou por 22 mensagens e quase 300 páginas de texto psicografado.

4 - Uma criança de 3 anos

Filho de Célia e Aguinaldo, o menino Rangel faleceu ao cair de bicicleta aos 3 anos de idade. Depois disso, um ano depois, Chico Xavier psicografou a primeira carta da criança. Dessa forma, a carta possuía características infantis, de quem tinha acabado de ser alfabetizado. "Estou aprendendo a escrever só para dizer ao seu carinho e ao carinho da mamãe Célia que não morri. Eu estou vivo e vou crescer", escreveu Rangel.

5 - 42 anos

De acordo com Lucy Lanez da Silva, "desde menina achava que morreria aos 42 anos". No entanto, ao invés disso, ela perdeu o filho nessa idade. Com o filho morto aos 18 anos, Lucy passou a receber as cartas, através de Chico Xavier. Depois disso, largou a Igreja Católica e passou a frequentar centros espíritas e a trabalhar em obras sociais. Assim, por duas décadas, pôde receber informações do filho.

6 - Uma possível Terceira Guerra Mundial

Em um de suas previsões mais famosas, Chico Xavier fala sobre possíveis destinos para o futuro. Há 50 anos atrás, ele disse que teríamos até 2019 para melhor e conseguirmos estabelecer a paz. Caso isso não acontecesse, o mundo poderia entrar em guerra novamente. Além disso, ele também indicava grandes desastres naturais e que por muitos, são entendidos como parte das mudanças climáticas. Por fim, ele também falou do contato de extraterrestres com a humanidade e que eles poderiam nos ajudar a evoluir.

7 - Cartas usadas para absolver réus

Em 1976, o médium psicografou o depoimento de Henrique Emmanuel Gregoris, assassinado por João Batista França, durante uma brincadeira russa. Depois disso, no mesmo ano, o líder espírita psicografou a carta de Mauricio Garcez Henriques, morto acidentalmente por José Divino Gomes. Dessa forma, nos dois casos, o juiz Orimar Pontes aceitou o depoimento póstumo das vítimas. Em seguida, os jurados absolveram os réus.

Em 1980, em Campo Grande, outro escrito de Chico Xavier esteve nos tribunais. Dessa vez para provar a inocência de José Francisco Marcondes, acusado de matar sua esposa. Contudo, o médium recebeu o espírito de Cleide. Assim, por meio do depoimento, Francisco pôde ser absolvido.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest