icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 coisas para você fazer antes dos 25 anos para não se preocupar com dinheiro mais tarde

POR Magno Oliver EM Curiosidades 26/08/15 às 19h18

capa do post 7 coisas para você fazer antes dos 25 anos para não se preocupar com dinheiro mais tarde

Você ensina ou pretende ensinar educação financeira para os seus filhos? Pois saiba que isso é importante.
Aprender a administrar o seu dinheiro é importante no futuro e é bom começar já desde cedo. Dinheiro é uma complicação ou solução para a vida de muita gente. Aqui na Fatos Desconhecidos, nós mostramos para você um caso de um rapaz que quitou a casa de seus pais com o dinheiro que ganhou com app e fez uma surpresa emocionante (Clique aqui e confira a matéria).

Muita gente não sabe como economizar, administrar suas finanças ou pior, como é feito o dinheiro. Mas calma, veja aqui (Clique e acesse a matéria). E para você começar a ter uma juventude/vida adulta mais tranquila e com recursos financeiros disponíveis, a CNN Money preparou uma lista de sete passos para você conseguir alcançar este objetivo.
Confira:

7 - Procure definir suas metas de vida e o quanto em dinheiro você vai precisar para realizá-las

A dica é você começar com pequenas metas e depois vai subindo aos poucos. Como por exemplo um tênis novo, um celular que você tem observado.

Sabendo o que você quer e o quanto aquilo vai custar, o seu desempenho no trabalho para alcançar essa meta vai ser maior, sem contar que isso lhe trará mais motivação para atingir os objetivos que traçar.

6 - Comece a guardar 20% da sua renda

Segundo a planejadora financeira e autora do "The Graduate"s Guide to Money", Tana Gildea, metade do seu dinheiro deve ir para o que ela chama de "fundo de liberdade de curto prazo", seria mais ou menos separar um pouco para as despesas mais emergenciais e o restante para objetivos de longo prazo.

De acordo com Tana, esse fundo de liberdade vai deixar as despesas mais gerenciáveis. A dica é que se caso você ache muito a taxa de 20%, mude, comece com menos que isso e depois vá aumentando aos poucos. O importante é não regredir em momento algum.

 5 - Analise os gastos que faz hoje

É importante fiscalizar todo centavo que entra e sai(principalmente) do seu bolso. O primeiro passo é você somar a sua renda e subtrair pelas suas despesas. Se o resultado dos seus cálculos for positivo, o conselho é colocar a diferença em uma poupança. Segundo a planejadora, se caso você esteja gastando mais do que recebendo, procure fazer cortes.

Para as pessoas que não conseguem ter um certo controle de tudo o que gastam, uma boa alternativa é usar apenas os cartões de crédito e débito, pois eles oferecem uma relação dos seus gastos bem detalhados.

4 - Pensar na aposentadoria também é importante

Por mais que você seja jovem e ache que o momento da aposentadoria ainda esteja um pouco longe, o mais indicado é poupar enquanto é cedo. A justificativa é que você ainda tem muito tempo e investimento quanto mais cedo, mais rentável é o resultado final. Quantidades pequenas de dinheiro somadas mensalmente serão grandes quando você chegar na casa dos 60 anos.

Uma boa indicação, segundo a planejadora, uma possibilidade são os títulos do Tesouro Nacional, que você pode comprar pela plataforma Tesouro Direto ou até mesmo investir em uma conta poupança.

3 - Investir na saúde também é importante

Ela alerta que investir em plano de saúde não é um mal negócio, apesar de você ser jovem e jugar que não seja necessário quando você possui uma condição saudável nesse início de idade. A dica é escolher um plano com bastante atenção. Você precisa buscar os melhores pacotes e encontrar um que atenda suas necessidades.

Pagar um plano que possui uma cobertura com coberturas muito além do que você precisa não é muito útil.

2 - Controle suas despesas na faculdade

A atenção com a parte financeira deve estar em alta não sóna faculdade, mas sim na escola fundamental e, principalmente, nos ensinos médios e superior. Se você participa do programa de financiamento estudantil, aí que deve ter um olhar maior sobre sua planilha de gastos mensais.

Esse período pós-escola é um dos momentos que muita gente ultrapassa o controle financeiro e acaba extrapolando o dinheiro que ganha com gastos acima do planejado.

1 - Busque entender sua relação com o dinheiro

Essa dica vale para você que é tanto um gastador de mão cheia quanto um avarento mão de vaca. O mais importante na relação de despesas e ganhos financeiros é que você entenda o que impulsiona suas decisões financeiras. De acordo com Tana, a sua relação com o dinheiro é resultado de como você aprendeu por aí ou com os seus pais na infância.

Ainda segundo a planejadora financeira, "Você precisa saber quais suas âncoras emocionais e o que poderia dificultar sua capacidade de tomar boas decisões."


Próxima Matéria
avatar Magno Oliver
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest