icone menu logo logo-seriesesagas.png


7 coisas que descobrimos com o novo livro da saga Crepúsculo

POR Letícia Dias EM Séries e Sagas 18/08/20 às 17h18

capa do post 7 coisas que descobrimos com o novo livro da saga Crepúsculo

Recentemente, Sol da Meia-Noite chegou até nós. O quinto livro da saga Crepúsculo apresenta todos os eventos do primeiro exemplar sob a perspectiva de Edward Cullen, o interesse romântico de Bella Swan, a protagonista da série. Apesar de ter dito que não escreveria mais nenhum livro do universo de vampiros, Stephenie Meyer acabou presenteando os fãs da franquia com essa publicação. Surpreendentemente, em menos de uma semana, Sol da Meia-Noite se tornou um best-seller. Como resultado disso, a autora até compartilhou que tem mais dois livros do universo de Crepúsculo em mente. Contudo, enquanto esses exemplares pertencem à um futuro imprevisível, contamos com bastante material inédito oferecido pela narrativa de Edward. Pensando nisso, selecionamos algumas revelações apresentadas pelo novo livro da saga Crepúsculo.

1 - A razão da fascinação de Edward por Bella

Crepúsculo apresentou a insegurança de Bella. Além de não saber se seria morta pelo crush, a protagonista não entendia o que ele via nela. Pois bem, em Sol da Meia-Noite temos a oportunidade de enxergar tudo sob a perspectiva de Edward e descobrir o motivo de sua fascinação pela garota. Assim, gradativamente vamos descobrindo que ele realmente é atraído por sua personalidade e se apaixona pela forma única com que ela lida com as pessoas. Apesar de clichê, não se deixe enganar. Ao longo de décadas, Edward Cullen teve acesso a diversas mentes colegiais. Contudo, sua incapacidade de acessar os pensamentos de Bella o deixam perplexo. Como resultado disso, ele tem que conhecê-la da forma que estamos acostumados, aos poucos.

Sem o hack da leitura de mentes, o vampiro é obrigado a prestar atenção nas ações de Bella. Dessa forma ele passa a respeitar seu altruísmo, senso de humor ácido e tenacidade. Assim ele se dá conta de que ela foge completamente do padrão adolescente que ele veio estudando por décadas. Embora pareçam bobos, esses detalhes são essenciais para a construção do relacionamento entre eles. Pois dessa forma vimos alguém que sempre sabe de tudo, confiar cegamente em uma pessoa sob a qual ele não tinha controle.

2 - Edward realmente não gosta nadinha de Mike Newton

Toda narrativa tem aquele personagem que o público considera inconveniente. No caso de Crepúsculo, se tivéssemos que selecionar alguém, certamente Mike Newton contaria com uma unanimidade de votos. Surpreendentemente, além de Bella achá-lo chato, Edward o considerava insuportável. Em Sol da Meia-Noite nos deparamos com uma grande aversão do vampiro por Newton. Embora Eric, Tyler e Jacob também tenham tentado conquistar a garota, nenhum deles irritou o vampiro tanto quanto Mike. Só para ilustrar, há trechos inteiros detalhando a vontade de Edward de quebrar os ossos do garoto. Bom, se isso o deixou bravo, imagine o que ele sentiu quando, alguns livros mais tarde, Jacob beijou Bella. Poderíamos facilmente inserir aqui aquele meme "corre que o corno tá puto".

3 - Desde o começo os Cullen sabiam que Bella se tornaria uma vampira

Um dos problemas de acompanhar a narrativa pela perspectiva de Bella é que não fazíamos ideia do que os Cullen pensavam sobre ela. Felizmente, Sol da Meia-Noite nos apresentou uma luz. Surpreendentemente, todos já sabiam da chegada dela e aguardavam ansiosamente para conhecê-la. Logo no início do livro, Alice compartilha uma visão que ela teve de Bella. Nessa premonição, a garota já havia sido transformada em vampira e toda família - exceto Rosalie - prontamente abraçou a ideia de tê-la no clã. Além disso, acabamos descobrindo que é muito fofo a forma como eles confiam em Edward e apoiam seu relacionamento com Bella, mesmo diante de seus receios relacionados à situação. Inclusive, Esme é apresentada de uma forma mais maternal que nunca.

4 - As visões de Alice guiaram o desenrolar da trama

É indiscutível que Alice é a melhor personagem da saga. Se você discorda, pode discordar aí na sua casa. Sendo assim, foi incrível poder conhecê-la um pouco mais em Sol da Meia-Noite. Além de partilhar de seu carinho pelas pessoas que a cercam, descobrimos que suas visões influenciaram fortemente a trama. Assim como dissemos acima, ela já havia informado a família sobre a chegada de Bella. Contudo, ao longo do livro ela tem outras visões que guiam as decisões de Edward. Por exemplo, em certo momento ela informa o irmão que tem algumas visões conflitantes sobre ele e Bella. Enquanto uma delas mostra ele assassinando a garota na clareira, outra mostra uma versão adulta de Bella ao lado de Edward. Por isso ele decide levar Bella até a clareira e o resto da história já sabemos.

5 - Edward era muito mais stalker do que imaginávamos

Tanto nos livros quanto nos filmes vimos que Edward tinha o estranho hábito de ficar observando Bella dormir. Bom, acabamos descobrindo que ele era bem mais stalker do que isso. Ele não só escuta os pensamentos de cada pessoa com quem ela entra em contato, como também adora observar os padrões de sono da garota. Apesar dessa espionagem estar relacionada a preocupação que ele sente por ela após o acidente de carro, não deixa de ser estranho. Privacidade é importante! Contudo, um detalhe engraçado é que foi revelado que ele passava tanto tempo no quarto de Bella que vivia matando aranhas e chegou a consertar sua janela, para que ela pudesse abrir e fechar com mais facilidade.

6 - Ao longo do livro, Edward também deu uma de cupido

Eis aqui outra revelação inesperada. Como dissemos acima, Edward vivia lendo as mentes das pessoas com quem Bella interagia. Isso significava que nenhum dos amigos da garota tinham segredos com o vampiro. Contudo, enquanto Jessica tinha muitos pensamentos tóxicos, pois só pensava em ciúmes e fofoca; a mente de Angela era um lugar calmo para Edward. Ela não se preocupava com o drama adolescente costumeiro e era gentil com Bella e Edward. Como forma de retribui-la, o vampiro orquestra uma conversa com Emmett para deixar Ben ciente de que Angela gosta dele. Dessa forma ele acaba a convidando para o baile e, como pudemos ver em Crepúsculo, ela fica muito feliz. Fofo, né? No filme, Ben foi substituído por Eric.

7 - Edward tinha dificuldades para ler a mente de Charlie

É sabido que Bella era muito mais parecida com seu pai Charlie do que com sua mãe, Renee. Enquanto a última era extrovertida e extremamente energética, os outros dois eram introvertidos e sistemáticos. Surpreendentemente, Bella e Charlie tem muito mais em comum do que sabemos. Um grande exemplo disso foi a revelação de que Edward não consegue ler a mente do sogro com facilidade. Na verdade, ele só pode sentir o tom do seus pensamentos, mas não decifrá-lo com palavras específicas. Aparentemente os poderes de escudo de Bella são hereditários.


Próxima Matéria
Via   Cinema Blend  
avatar Letícia Dias
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest