• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas que GTA 6 pode aprender com Red Dead Redemption 2

POR Toni Nascimento    EM Fatos Nerd      08/11/18 às 13h56

A Rockstar Games quase nunca decepciona na hora de lançar os seus grandes jogos, e não seria diferente com Red Dead Redemption 2. Lançado em 26 de outubro, toda a imprensa especializada em jogos destilou elogios ao produto, que apesar de tão recente, já parece ter se tornado um clássico do meio. Mas apesar de que, provavelmente, você ainda deva estar mergulhado na narrativa deste faroeste, e a produtora de jogos eletrônicos já está trabalhando duro em um dos seus próximos grandes sucessos: Grand Theft Auto 6, ou simplesmente GTA 6.

É justo lembrar que, provavelmente, GTA 6 não será lançado antes da próxima geração de consoles - o que deve acontecer depois de 2020, talvez 2022, uma vez que já saíram rumores sobre isso - mas ainda assim os fãs não se cansam de imaginar como o jogo será. Tudo bem que GTA e Red Dead Redemption são jogos distintos, porém, alimenta semelhanças básicas, como serem os maiores jogos de mundo aberto da atualidade. Ciente de tudo isso que eu lhe disse, talvez Red Dead Redemption 2 tenha algumas coisas a ensinar ao futuro GTA 6, e nós listamos 7 delas.

1 - Jogadores no seu próprio ritmo

Um dos pontos altos de Red Dead Remdeption 2 é o seu ritmo. O jogo não tem pressa alguma na hora de mostrar o seu universo ao jogador e deixá-lo bem à vontade para explorar e fazer suas próprias escolhas. Essa decisão te dá a sensação de que você realmente está em uma jornada no velho oeste, vivendo nele ao invés de apenas trocar tiros de 5 em 5 minutos.

Esse aspecto faria muito bem ao GTA 6. Embora seu cenário inevitavelmente metropolitano garanta um jogo mais rápido, deveria ser uma escolha do jogador acelerar ou desacelerar. O timing certo pode elevar as emoções do jogador muito mais do que simplesmente altas injeções de adrenalina por segundo.

2 - Apenas um protagonista

Os jogadores de Red Dead Redemption 2 esperavam que ele seguisse os mesmos moldes de GTA 5 e tivesse vários protagonistas, porém o game decidiu por manter apenas um personagem central. Apesar de muita gente ter ficado decepcionada, a escolha se mostrou acertada. Isso porque, com apenas um protagonista, é possível que exista um identificação emocional, que não acontece quando existem muitos personagens centrais. Provavelmente, se isso acontecer com GTA 6, os jogadores ganharão muito na relação com o protagonista, e assim, com a trama.

3 - Bem gore

Red Dead Redemption já foi um jogo bem sangrento e violento, porém, sua sequência subiu um degrau a mais no gore. E acredite em mim, isso fez muito bem para o jogo. Quem jogou GTA 5 também esperava um nível acima na "nojeira", porém, ficou decepcionado com o que foi entregue. As mecânicas complexas de desmembramento, assassinato e esquisitices, além da brutalidade desenfreada é marca desses jogos.

GTA 6 absolutamente precisa manter esse nível de violência feroz comum em alguns jogos da Rockstar, especialmente dado o detalhe visceral que os consoles da próxima geração devem permitir ver.

4 - Personagens femininas fortes

Sadie é muito mais que a parceira do personagem principal, Arthur Morgan, possuindo uma narrativa própria para lá de interessante. Além de não construírem o clichê romântico entre os dois, ela consegue existir sem o protagonista, vivendo sua própria vida. Ela também não precisa ser salva nunca, uma vez que luta e atira muito bem e consegue se salvar sozinha.

Apesar de que dificilmente teremos uma protagonista feminina em GTA 6 - apesar de que iriamos gostar muito disso -, eles podem construir personagens femininas tão fortes quantos os homens, além de independentes e interessantes.

5 - Detalhes importantes

Red Dead Redeption 2 tem uma quantidade absurda de detalhes. Isso é o resultado de mais de uma década de trabalho e dedicação da Rockstar em cima da sequência. Não poderia ser diferente, uma vez que não seria possível haver tantos detalhes se não houvesse tempo para ficar debruçado sobre eles. Se a produtora focou tanto em detalhes nesse jogo, não podemos esperar diferente do GTA 6, que deverá mostrar todos os detalhes da metrópole.

6 - Profunda personalização

Existe muitas personificações disponíveis em Red Dead Redeption 2. Especialmente no que se refere à sua roupa - e como você a usa - e também a sua escolha de pelos faciais , além de crescerem em "tempo real" à medida que avança no jogo. Também é possível adaptar o campo e as armas. Se o GTA for menos personalizável do que o Red Dead Redeption 2, será extremamente decepcionante.

7 - Tiro em câmera lenta

A mecânica de tiro em câmera lenta de Red Dead Redeption 2 é exagerada, porém, uma grande marca do jogo. O uso dela pode elevar até o mais genérico tiroteio, ao mesmo tempo em que torna-o mais fácil de lidar. Apesar de algumas pessoas acharem que essa é uma marca exclusiva desse jogo, a Rockstar poderia muito bem emprestar essa função a GTA 6 e dar um brilho e charme a mais para o jogo.

E aí, o que você achou dessa lista? Concorda comigo ou acha que essas regras não valem para GTA? Comenta aqui comigo e compartilha nas suas redes sociais. Para você que abandonou sua vida social para jogar Red Dead Redemption 2, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   WC  
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+