• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas que poderiam evoluir nos seres humanos nos próximos milhares de anos

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      05/02/19 às 18h15

Passamos por milhões de anos de evolução para chegarmos até onde chegamos. Mas isso não quer dizer que devemos parar por aqui. Apesar de parecer que não estamos dando grandes passos evolutivos, a questão é que mudamos um pouco o foco e passamos a evoluir em outros sentidos.

Já começamos a explorar o espaço, temos modernos equipamentos eletrônicos e facilidades para nosso dia a dia como nunca antes. Porém, ainda existem algumas coisas que parecem ter parado no tempo, ainda faltam muitas outras coisas que facilitariam e muito a nossa vida. Pensando nisso, preparamos uma lista sobre algumas coisas que poderiam evoluir nos seres humanos nas próximas eras. Confira!

1 - Parto

A ciência e a medicina já evoluíram em muitas instâncias, mas o parto humano ainda requer muitas horas de dor, profissionais treinados e, por vezes, muita gritaria. Além da dificuldade, existem os riscos que podem surgir tanto para a mamãe, quanto para o bebê. Talvez no futuro, surjam novas técnicas que permitam mais segurança e praticidade para esse momento tão bonito.

2 - Multitarefas

Apesar de conseguirmos fazer diversas coisas ao mesmo tempo, ainda não somos tão bons quanto poderíamos ser. Segundo pesquisadores, em média, as pessoas em seus locais de trabalho tendem a trocar as tarefas a cada três minutos. Nossos cérebros não são projetados para lidarmos com essa abordagem instável do gerenciamento de tempo, o que faz  aumentar nossos níveis de estresse e acarretam numa diminuição da produtividade.

3 - Como fazemos cocô

Os humanos, e basicamente todos os outros mamíferos do planeta, foram "projetados" para se agacharem para defecar. Dessa forma, tudo se alinha, abre e relaxa para facilitar e fazer com que todo o processo seja mais suave. A posição encurvada, ao sentarmos no vaso sanitário, não só faz com que demoremos mais para evacuar, como aumenta riscos de problemas de saúde como constipação e hemorroidas.

Até o momento, ainda não criamos uma solução realmente eficaz para o problema além da solução primária criada pela própria natureza: ficarmos de cócoras na hora do "número 2".

4 - Monogamia

Apesar de acharmos muito bonito e romântico os casamentos, aparentemente, o ser humano parece ser muito ruim quanto à monogamia em geral. Entre 40-50% dos casamentos acabam em divórcio, e a infidelidade é uma das principais causas dos rompimentos. Estudos mostraram que o desejo sexual costuma desaparecer após algum tempo de monogamia, com as mulheres sendo muito mais rápidas e propensas a perderem o interesse do que os homens.

5 - Memória

Apesar da maioria das pessoas se gabarem de terem uma boa memória, a verdade é muitos animais possuem uma memória muito melhor do que a nossa. Como os elefantes, por exemplo. Os chimpanzés possuem a memória eidética, mais conhecida como memória fotográfica, que é extremamente poderosa. Eles conseguem se lembrar de uma imagem detalhada quase que perfeitamente, mesmo a tendo visto por apenas alguns segundos. 

6 - Estimativas

Os humanos médios são terríveis em estimar precisamente as coisas. Principalmente quanto ao tamanho, peso, distância e horários da maioria das coisas. A menos que tenha muita prática, com frequência, o palpite de uma pessoa será bem divergente. A questão é distorcemos nossas suposições com base naquilo que já sabemos apenas olhando.

Se sabemos que algo é muito alto, vamos superestimar aquilo pensando, 'eu jamais sobreviveria a uma queda de lá de cima'. Ou se uma tarefa é muito simples, vamos subestimar quanto tempo levaremos para completá-la. O cérebro tende a calcular as coisas com base nas nossas experiências físicas.

7 - Avaliação de risco

Os humanos são terríveis nas avaliações de risco. Nosso cérebro evoluiu para que pudéssemos agir de forma rápida e decisiva em situações de risco. Entretanto, os riscos mudaram. Nossa resposta ao perigo é essencialmente impulsionada por medos primitivos. Assim, somos muito mais propensos a reagir com medo e violência frente a uma aranha do que a estar viajando a 80 km/h em uma rodovia, por exemplo.

Reagimos de forma exagerada em determinados momentos e reagimos de forma tranquila em momentos errados. Por exemplo, as pessoas temem serem assaltadas em um cidade estrangeira, mesmo que ela seja tecnicamente mais segura do que a que vivem. Reagimos exageradamente a eventos incomuns, como quedas de aviões, mas reagimos com mais "naturalidade" a acidentes de trânsito, que ocorrem todos os dias.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+