• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas que você não sabia sobre a Família Real Brasileira

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      03/10/19 às 16h33

O Brasil já não é mais uma monarquia há muito tempo. Mas isso não quer dizer que não tenhamos uma família real. Como diz o ditado: "quem é rei nunca perde a majestade". Mas será que esse é realmente o caso?

A Família Real ainda vive no nosso país, mesmo que nós não sejamos mais uma monarquia. Pode ser um susto para muita gente, afinal, não é todo mundo que sabe que o Brasil ainda abriga descendentes da monarquia. São descendentes da Princesa Isabel e até de Dom Pedro II. Entre eles, podemos encontrar bisnetos e trinetos, algo que nem soa tão comum assim para nós. Mas, além disso, existem outros fatos que muitos não sabem a respeito da Família Real Brasileira. Mostramos aqui alguns deles que você pode não saber.

1 - Primeiro da linha de sucessão

Muitas pessoas podem achar que Dom Pedro I era o primeiro na linha de sucessão ao trono. Mas não! O trono de Dom João VI era para ser do seu filho mais velho, D. Francisco Antônio. Mas o primogênito morreu, de causas desconhecidas, quando tinha apenas seis anos de idade. Do mesmo modo, D. Pedro também não era o segundo, mas ele também faleceu bem jovem, antes de ser coroado.

O monarca brasileiro perdeu seus dois irmãos mais velhos, no Rio de Janeiro, antes que eles completassem dois anos. Então, Pedro virou o herdeiro ao trono, quando seu pai abdicou.

2 - Horários

A maioria de nós pensa que as pessoas que fazem parte da Família Real têm uma vida fácil. E isso é bem verídico, pelo menos quando se tratava da família real brasileira. Seus membros não gostavam de acordar cedo. Eles começavam a almoçar por volta das nove horas da manhã e jantavam às 16 horas. Com esses horários, os membros reais estavam preparados para dormir às 19 horas.

3 - Troca de maridos

As relações, em tempos antigos, eram mais do que estranhas e complicadas se vistas com o olhar atual. E uma dessas coisas estranhas, envolveu as princesas Isabel e Leopoldina. As duas iam se casar no mesmo dia. A primeira, com o Duque de Sachsen, e a segunda com o Conde D"Eu.

Mas, às vésperas da cerimônia acontecer, uma se apaixonou pelo pretendente da outra. E então, elas decidiram trocar de maridos. Por fim, Isabel se casou com Conde D'Eu e Leopoldina com Sachsen.

4 - Moradias

Se você faz parte de uma família real, é esperado que você tenha várias casas em lugares diferentes. A família real brasileira tinha duas cidades. Petrópolis era o lugar onde a família de Dom Pedro II passava os verões. Ele, Teresa Cristina e suas filhas passavam seis meses no palácio de Petrópolis. E os outros seis meses do ano, no Palácio Real na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro.

5 - Banheiro

Cada pessoa da família real tinha, no palácio, o seu próprio banheiro. Cada um tinha a sua própria bacia e o seu lavatório. Como na época não existia água encanada, ela era carregada em baldes. E a higiene não era uma coisa muito importante na época. Assim, os monarcas tomavam banho a cada três dias.

6 - Higiene bucal

Logicamente, na época, não existiam pastas dentais ou enxaguantes bucais. O comum, no Palácio Real, era o consumo de folhas de fumo, para fazer essa proteção bucal. Essas folhas eram mascadas e cuspidas na escarradeira. Na época, isso era considerado bastante elegante.

Como os nobres não escovavam os dentes, essa era a melhor maneira de cuidar da saúde bucal.

7 -Lugar preferido

Se nós temos, em nossas casas, o lugar que mais gostamos de ficar, imagine em um palácio? Dom Pedro II tinha o seu lugar preferido. Esse lugar era o seu gabinete de estudos. Segundo os relatos da época, ele passava a maior parte de seu tempo nesse cômodo. E nele, tinha até mesmo uma cama.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+