icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


7 coisas que você precisa fazer para evitar o ataque de um hacker

POR Rafael Miranda EM Ciência e Tecnologia 19/10/15 às 16h04

capa do post 7 coisas que você precisa fazer para evitar o ataque de um hacker

Tecnicamente, tudo o que se conecta à Internet pode ser hackeado. Mas há várias coisas que você pode fazer para proteger seus dados de um ataque. Segurança na Internet envolve a proteção de contas na internet, de um computador e arquivos de possíveis intrusões por um usuário externo.

Usuários de Internet estão muito familiarizados com empresas que lhes fornecem produtos de segurança de internet para se proteger contra vírus de computador, bem como para fornecer firewalls seguros e proteção contra spyware. Organizações como o Center for Internet Security (CIS) fornecem às empresas recursos para medir o estado de segurança da informação na rede.

Saiba agora 7 coisas que você precisa ter em mente para evitar o ataque de um hacker:

1. Desconfie de e-mails

Um monte de ataques cibernéticos são lançados através de e-mails maliciosos simples. Email é uma maravilhosa plataforma de comunicação, porque você pode enviar qualquer coisa a qualquer um, mas isso significa que ele pode ser um enorme risco de segurança. Phishing, por exemplo, envia e-mails para vítimas que as levam a sites falsos pedindo para atualizar suas informações pessoais.

A melhor maneira de evitar ser enganado por e-mails falsos é apenas certificar-se de que o remetente é quem você pensa que é. Verifique o endereço de email antes de abrir qualquer mensagem. Para ser mais cauteloso você pode verificar o endereço IP do remetente.

2. Verificar os links

Mensagens desconhecidas contém links que podem ser perigosos. Navegar em algum site misterioso pode trazer consequências não intencionais. Por um lado, ele poderia imitar um site que você conhece e confia e ajudá-lo a ser vítima de um esquema de phishing. Ou, você pode ser infectado com software malicioso.

Se você está tentado clicar em um desses links, é melhor você saber exatamente onde ele está levando você. A melhor forma é copiar e colar o link no local um navegador para ver o site que está do outro lado. Se for um link encurtado, você pode usar ferramentas para descobrir o destino real antes de você clicar nele.

3. Nunca abra anexos (a menos que você saiba quem mandou)

Uma boa regra a seguir é nunca abrir anexos, a menos que você esteja 100% certo de onde elas vieram. Uma das maneiras mais fáceis para hackers adicionarem códigos maliciosos nos computadores das vítimas é através do envio de e-mails com arquivos com vírus.

Uma maneira frequente que empresas são hackeadas é quando um funcionário desavisado faz download de softwares maliciosos que se infiltram em toda a rede. Os tipos de arquivos mais perigosos são Word, PDFs, e .EXEs.

4. Use autenticação de duas etapas

Como as empresas são os maiores alvos de hackers, a probabilidade de que a sua senha vaze é grande. Uma vez que hackers obtém senhas, eles tentam descobrir quais contas pessoais eles podem acessar com os dados que eles roubaram. A autenticação de duas etapas exige que os usuários não só digitem uma senha, mas também confirmem a entrada com outro item como um código enviado por SMS ou um telefonena.

5. Utilize senhas avançadas

Uma senha forte inclui letras maiúsculas, minúsculas, números e pontuação. Não faça uma referência pessoal e não armazene a senha em um arquivo no computador. Mais importante: não use a mesma senha para várias contas. Há algumas grandes ferramentas como o LastPass e 1Password que armazenam senhas de forma segura. Além disso, é crucial alterar as senhas com freqüência - especialmente para contas vulneráveis, como e-mail e bancos.

6. Tenha cuidado com a nuvem

Aqui está uma boa regra de ouro - se você não quer que as pessoas tenham acesso as suas coisas, não compartilhe-as. Isso inclui o armazenamento em nuvem. Não importa o quão seguro uma plataforma diz que é, você deve manter em mente que você está dando seus dados para alguém para vigiar. Muitos especialistas em privacidade sustentam que qualquer coisa que você colocar on-line tem chance de ser publicado sem sua autorização.

7. Wi-Fi pública? Não compartilhe dados pessoais

Pensando em comprar uma passagem de avião ou verificar sua conta bancária enquanto está sentado no café? Você pode querer pensar duas vezes sobre isso, já que você não tem ideia de como essa conexão é segura. O mesmo vale para locais como hotéis e centros de conferência.

Se você precisa acessar informações privadas enquanto está nessas redes, seria bom usar ferramentas como redes virtuais privadas (VPNs), que criptografam o tráfego, assim a rede Wi-Fi não pode ver onde você está navegando. Ou, melhor ainda, basta configurar um hotspot usando seus dados móveis.


Próxima Matéria
avatar Rafael Miranda
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest