icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 coisas que você sempre entendeu errado sobre a igreja católica

POR Natália Pereira EM Curiosidades 08/02/18 às 18h03

capa do post 7 coisas que você sempre entendeu errado sobre a igreja católica

A igreja católica se envolveu em muitas polêmicas desde o seu surgimento. Registros históricos relatam a intolerância aplicada por eles em certo momento, o que fez com que alguns os vissem de forma negativa. Apesar de existir apenas uma Bíblia, existem várias interpretações possíveis para ela e seus mandamentos. O que fez com que muitas ramificações religiosas surgissem a partir disso. Mantendo várias igrejas, de religiões diferentes, embasadas no mesmo Deus e nos princípios cristãos.

Apesar de existirem diversas crenças religiosas voltadas para o cristianismo, como os protestantes, evangélicos e espíritas, iremos tratar do catolicismo. Dados de 2013 apontam que o mundo seja composto por um total de 1,1 bilhão de católicos. Sendo que a América Latina possuí cerca de 425 milhões deles. O número alto de fieis mostra como ela ainda é influente nos dias de hoje, mesmo que algumas questões controversas ainda a persigam pela história. Essa matéria foi feita na intensão de restabelece-los e mostrar a vocês algumas coisas que muitos entenderam errado sobre ela a vida toda.

1 - A Igreja Católica se opõe ao desenvolvimento cientifico e a evolução

Por mais que em certos momentos a Igreja Católica tenha se mostrado contra alguns pensamentos evolucionistas, quando acreditam que esses vão contra passagens bíblicas, isso nem sempre é verdade. Como dito anteriormente, existem várias formas diferentes de se interpretar as passagens bíblicas. O que abre uma brecha para que alguns a lerem de forma errônea. Uma das provas de que os fieis católicos também se envolvem na ciência é de que Georges Lemaître, homem que propôs a teoria do BigBang, era membro da igreja.

2 - Confessar te absolverá dos seus pecados

A ideia de que uma confissão trará a absolvição completa do pecador ronda a cabeça de muitas pessoas, inclusive fieis. A indulgência, perdão dos pecados, não é dada simplesmente por confessar o que se fez de errado. Mesmo que se faça isso constantemente os castigos temporais aplicados na Terra ainda se mantem. Para que eles sejam retirados é preciso que se faça boas ore e faça boas ações. No passado, e em alguns lugares ainda hoje, cartas de indulgência foram erroneamente vendidas com a promessa da absolvição.

Pensar que uma simples confissão faria com que você se livrasse das consequências já fez com que muitos vissem a Igreja Católica com maus olhos, além de banalizar o pecado. Mas, na verdade, é preciso muito mais do que isso.

3 - O Imperador Constantino criou a Igreja Católica

Apesar da sua grande importância para os católicos, Constantino não criou a igreja. O famoso imperador permitiu, em 313 d.C, que as pessoas pudessem proferir os seus pensamentos cristãos livremente. Antes que isso acontecesse existia uma forte intolerância quanto a eles, o que fez com que muitos associassem Constantino ao surgimento da Igreja. O molde já existia, ele apenas permitiu que ela fosse aplicada de forma livre.

4 - Sacerdotes Católicos não podem se casar de nenhuma maneira

É verdade que muitos deles realmente não se casam, e que é preciso muita dedicação e devoção para se tornar um, mas isso não é bem verdade. Existem dois principais moldes católicos, dentre eles a Igreja Católica Romana e a Igreja Católica Oriental. Ambas seguem a mesma doutrina aplicada pela jurisdição do Papa. O casamento é permitido entre os sacerdotes do oriente, apesar de existirem algumas restrições. Enquanto isso, os de descendência romana aceitam sacerdotes casados que venham de outras regiões.

5 - A Igreja Católica acrescentou passagens a Bíblia

Na versão católica do Antigo Testamento existem 7 livros a mais do que na usada pelos protestantes. Muitos acreditam que os católicos teriam acrescentado passagens ao livro sagrado mas na verdade essas partes pertencem ao cânone oficial grego. Durante o passar dos anos algumas passagens foram retiradas dos outros livros, incluindo a dos protestantes, fazendo com que a teoria de que eles fossem falsos se disseminasse. Na verdade o que aconteceu é que muitos se perderam em outras versões.

6 - A Igreja desencoraja a leitura da Bíblia

Muitos acreditam que a Igreja Católica desencoraje a leitura da Bíblia para que os princípios estabelecidos por eles não sejam contestados por fieis informados. Apesar dessa afirmação da atualidade foram os católicos que tornaram a Bíblia acessível. Assim como desenvolveram uma formação religiosa com esse fim, a catequese. Se tratando mais do cotidiano dos fieis, durante uma missa alguns versículos são sitados em voz alta pelo padre e eles também são disponibilizados.

7 - O Papa é infalível e não pode ser contestado

Muitos fieis acreditam que a palavra do Papa é a palavra de Deus. Contestar qualquer uma de suas afirmações seria como profanar a deus e, portanto, cometer um grande pecado. Apesar disso, principalmente nos dias de hoje, o Papa tem se envolvido mais em questões gerais e não apenas religiosas (de caráter pessoal). Estás, portanto, não compelem a todo o papado ou mesmo a Igreja Católica. Para isso os católicos estabeleceram 3 situações em que ele é solene.

1. O Papa deve fazer um decreto sobre assuntos de fé ou moral
2. A declaração deve ser vinculativa para toda a Igreja
3. O Papa deve estar falando com toda a autoridade do Papado, e não em caráter pessoal.

Essas são as restrições que ele tem que seguir como Papa ao se pronunciar em nome da igreja. Assim como muitos outros pontos apresentados, em alguns momentos acabamos interpretando certas coisas de forma negativa e erronia. Essa é a verdade sobre alguns desses pontos. Qual a sua opinião sobre isso?


Próxima Matéria
avatar Natália Pereira
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest