• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas sinistras que os nazistas fizeram com os presos em campos de concentração

POR Júlia Marreto    EM Curiosidades      25/07/16 às 19h47

Talvez você já tenham percebido que nós aqui da Fatos Desconhecidos, por vezes, já escrevemos algumas matérias sobre o Nazismo, Hitler, Guerras Mundiais, e afins. Se não, confira algumas delas: 9 legados que o nazismo deixou e você nem imagina7 armas secretas utilizadas pelos nazistas durante a Segunda Guerra MundialAs terríveis experiências médicas do Nazismo.

Apesar de ter sido uma época que muitos preferem não recordar ou simplesmente não se interessam em saber por conta de tamanhas crueldades, é importante que o assunto seja discutido, para que esses acontecimentos nunca sejam esquecidos.

É muito importante lembrarmos que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina àqueles que se identificarem com seu conteúdo.

Pensando na importância dos acontecimentos, por mais tristes e cruéis que tenham sido, foi que a redação da Fatos Desconhecidos selecionou uma lista com 7 coisas sinistras que os nazistas fizeram com os presos em campos de concetração. Apesar de a lista não ser grande, é suficiente para nos fazer arrepiar até a alma. Confira:

1 - Experiências humanas

01

Será praticamente impossível descobrir todas as crueldades verdadeiramente feitas nos campos de concentração nazistas mas, podemos ter algumas ideias através de relatos de sobreviventes e documentações, apesar de a maior parte ter sido destruída. Algumas dessas coisas sinistras que aconteciam era utilizar o ser humano como "ratinhos de laboratório". Não que os ratinhos mereçam, na verdade nenhuma vida merece ser usada como cobaia, para qualquer tipo de experimento. Mas, no caso dos campos de concentração, esses experimentos eram bastante encorajados. Algumas coisas que se sabe é que alguns desses experimentos incluíam submeter pessoas à horas dentro de banheiras com águas congelantes para que fosse possível observar os efeitos da hipotermia; injeções de produtos químicos para testar sua eficácia; eram vivissecados; operados sem anestesias; enter tantas outras coisas.

2 - Água do mar

02

Os experimentos com humanos não se restringiam aos laboratórios dos campos, por exemplo, os prisioneiros eram obrigados a beber água do mar para que os cientistas pudessem analisar os danos no corpo humano. Mais ou menos 90 prisioneiros foram obrigados pelo Dr. Hans Eppinger a beber apenas água marítima, com único objetivo de ver o que acontecia. De acordo com relatos, os presos teriam chegado a lamber o chão depois de terem sido levados, na tentativa de conseguir qualquer mililitro de água doce possível. Eles estavam com desidratação grave.

3 - Rações

03

É a palavra que define exatamente o que os prisioneiros comiam. As rações diárias eram bastante escassas, além de não terem um sabor nem perto do aceitável. Eram pães feitos de serragem, chá de ervas daninhas, salsicha de carne de cavalos sarnentos. Não era nada raro ver os prisioneiros pegarem comidas de pessoas e restos apodrecidos nas lixeiras. A fome era realidade de todos os prisioneiros e foi causa de morte de vários.

4 - Bloco 13

Portrai

Ficou bastante conhecido no campo de concetração de Auschwitz por ser um "fim certo". Tratava-se de quartos escuros nos quais alguns prisioneiros eram, literalmente, jogados para morrerem de fome e sede. Aqueles que conseguiam sobreviver a inanição era assassinados. Não apenas, também existiam as "celas escuras", hermeticamente fechadas não havia o que fazer, os prisioneiros que ali entravam lentamente morriam sufocados.

5 - Sabão

05

Existem muitos mitos sobre os nazistas terem feito sabão com gordura humana, apesar de terem realmente feito sabão utilizando restos mortais, não há evidências de que os prisioneiros foram obrigados a usá-los. O que não deixa de ser uma crueldade sem tamanho. De qualquer maneira, os nazistas contavam essas histórias aos prisioneiros para intimidá-los e aterrorizá-los. Era preciso que a morte estivesse presente a cada segundo do dia nos campos de concentração.

6 - Música

06

Se você acha que a música é um porto de acalanto para muitos, não pense que essa verdade cabia nos campos de concentração. Os nazistas foram mestres da tortura psicológica, tão "geniais" que conseguiram transformar música em arma de tortura. Sempre que um prisioneiro chegava a um campo de concentração uma orquestra era montada e os presos eram obrigados a cantar e marchar juntos, indo de encontro ao cruel destino. Não importavam os gritos, a música continuava enquanto as pessoas estivessem sendo mortas. Tanto as imagens, quanto a lembrança dos gritos junto as músicas (que geralmente eram otimistas) assombraram por décadas os sobreviventes que foram obrigados a tocá-las e cantá-las.

7 - Sonderkommando

07

Isso é o nome que a pessoa responsável por eliminar os mortos recebia. Essas pessoas tinham como função arrancar os dentes de ouro dos corpos e varrer as cinzas dos cadáveres incinerados. Se tratavam de outros presos. Para piorar um pouco, essas pessoas eram consideradas "Geheimnisträger", ou "mantedores de segredos" e, por isso mesmo, não podiam ser mantidos vivos por muito tempo. A substituição não tinha aviso prévio e eram mortos sem qualquer motivo. Normalmente o primeiro trabalho dessa pessoa era se livrar do corpo de seu antecessor.

Então pessoal, vocês já conheciam todos esses itens? Se lembram de mais algum que poderia fazer parte dessa lista? O que pensam sobre o assunto? Gostariam de deixar alguma sugestão, correção, dúvida? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Próxima Matéria
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+