• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas surreais que as mulheres são proibidas de fazer na Arábia Saudita

POR Isabela Araujo    EM Curiosidades      24/07/18 às 19h57

Todos os países têm suas regras e costumes. Algumas são consideradas bastante estranhas para nós, brasileiros, enquanto nossas leis podem ser bastante julgadas por outros países. A Arábia Saudita por exemplo, tem suas decisões tomadas por membros da família real, baseadas nas leis sagradas do Islã.

O país asiático localizado próximo ao continente africano, possui uma economia riquíssima, visto que a Arábia Saudita é considerado o maior país exportador de petróleo do mundo. Suas leis são altamente rigorosas, principalmente em relação às mulheres. Confira algumas leis islâmicas que todas as mulheres da Arábia Saudita devem seguir:

1 - Elas não podem ir a lugar algum desacompanhados de um Mahram

As mulheres na Arábia Saudita não têm o direito de ir a qualquer lugar sem a presença do marido ou um parente do sexo masculino. O homem que acompanha uma mulher é chamado de Mahram. Sem a sua aprovação, uma mulher não pode deixar o país, arrumar um emprego, se casar, entrar em uma universidade ou até mesmo fazer uma cirurgia.

Quando uma mulher deseja ir à polícia, um Mahram deve ser capaz de falar pela mulher, porque ela não pode tirar seu hijab (lenço das mulheres islâmicas). Fazer reclamações sobre um Mahram é inaceitável. Incrivelmente, as mulheres locais não veem problema nessa regra.

2 - Transporte público

Elas têm permissão para usar um trem, porém apenas um vagão separado localizado do veículo. Infelizmente, a maioria das empresas de ônibus se recusa a transportar as mulheres. Devido a isso, elas acabam se deslocando a pé, de táxi ou com um motorista particular.

3 - Vestimenta

Quando estão na rua, as mulheres da Arábia Saudita cobrem seus corpos inteiros, deixando apenas o oval do rosto, suas mãos e pés abertos. As únicas peças de roupas que elas podem usar é o abaya preto (um vestido longo com mangas) e o hijab. As roupas devem ser feitas de tecido grosso e não podem destacar suas curvas.

As regras podem ser mais ou menos rígidas. Elas dependem principalmente da região. Por exemplo, Jeddah é uma cidade mais liberal e a região de Najd, onde a Casa de Al Saud vive, é muito rigorosa e conservadora. Em algumas regiões, as mulheres ainda são obrigadas a usar um niqab - uma peça especial que cobre o rosto, deixando apenas os olhos abertos. Infelizmente, se uma mulher for estuprada, ela pode ser considerada culpada se suas roupas forem consideradas "provocantes" demais. Devido a isso, elas acabam se deslocando a pé, de táxi ou com um motorista particular.

4 - Ensino superior não é proibido, porém não é necessário

Embora as mulheres possam estudar, há muitas limitações. A porcentagem de mulheres na Arábia Saudita que têm um diploma universitário é na verdade maior do que os homens. No entanto, a qualidade da educação em faculdades para mulheres está longe de ser boa.

Caso o tutor de uma mulher lhe der permissão, ela pode estudar fora do país, porém é bem difícil para as mulheres obterem uma bolsa de estudos. A maioria delas não costumam trabalhar após a faculdade.

5 - Visitas em casa

As mulheres não podem receber visitas. Elas até podem se comunicar com amigas, mas apenas em sua "metade" da casa. Quando estão em suas residências, elas não precisam seguir as regras de vestimenta.

Os hóspedes só podem visitar a outra metade da casa onde as mulheres não são permitidas. Se uma mulher precisa dizer algo ao marido, ela pode chama-lo por telefone. A maioria das casas na Arábia Saudita tem duas entradas: uma para homens e outra para mulheres.

6 - Não possuem direitos iguais aos dos homens

O testemunho de uma mulher na Arábia Saudita vale duas vezes menos. Para entrar com uma ação, ela precisa de seis testemunhas do sexo masculino. Infelizmente, a sentença nem sempre é baseada nas leis, mas em tradições tribais.  Na Arábia Saudita, o homem recebe duas vezes a mais do que uma mulher no que diz respeito a herança. As mulheres são geralmente excluídas das listas de herdeiros em áreas rurais.

7 - Elas são punidas caso infrinjam as leis

Se uma mulher infringir uma lei ou uma tradição na Arábia Saudita, na maioria das vezes ela será punida de maneira bastante injusta. A polícia pode punir uma mulher por falar com um homem desconhecido ou por roupas que não são feitas de tecido grosso.

Há muitos casos em que as mulheres são mortas, mesmo as que não são cidadãs do país. Quando elas são presas, a liberação da prisão só é possível quando um guardião do sexo masculino solicitar. Caso ele peça por uma punição mais severa, a mulher ficará na prisão por muito tempo.

Pode parecer estranho, mas essas mulheres acham que a vida que levam é absolutamente normal e muitas delas não desejam mudar nada.

Próxima Matéria
Isabela Araujo
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+