• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas surreais que já foram prescritas por médicos

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      16/10/18 às 17h23

Existem alguns tipos de medicações, como alguns analgésicos e remédios para alergias e gripes, por exemplo, que não necessitam de prescrição médica para serem adquiridos. Por outro lado, algumas substâncias como ansiolíticos e antidepressivos, que necessitam tanto de serem prescritos por um médico, quanto de um receituário especial para sua comercialização.

Isso é feito para evitar que esses medicamentos sejam utilizados de maneira errônea e para tentar garantir o controle dessas substâncias que podem acabar se tornando nocivas. Entretanto, os médicos, em alguns lugares do mundo, já prescreveram algumas cosias que não eram necessariamente medicações. Pensando nisso, preparamos uma lista para vocês das coisas mais "estranhas" que os médicos já receitaram. Confira!

1 -  Camisinha

Em Ayala Alabang, nas Filipinas, você só pode comprar uma camisinha caso tenha sido receitada por um médico. Isso porque o país extremamente religioso proíbe a comercialização do item, pois para o catolicismo, métodos de controle de natalidade "artificiais" são proibidos. Por sorte, o requisito da prescrição médica não é rigorosamente aplicado.

2 - Gomas de mascar

Em 1992, Singapura proibiu os chicletes. Entretanto, num acordo realizado com os Estados Unidos foi liberada a importação e venda do que foi chamado de "goma terapêutica". Alguns desses tipos de chicletes especiais são usados para combater o tabagismo. Elas somente são comercializadas em farmácias, sob prescrição médica. Farmacêuticos que façam a venda do produto fora das normas impostas pelo governo podem pegar até 2 anos de prisão e multa.

3 - Álcool

Em 1920, a comercialização e a produção de bebidas alcoólicas foi proibido nos EUA. Devido a isso surgiu o "álcool medicinal". Não havia diferença entre as substâncias, a não ser o fato que a prescrição médica era obrigatória para comprar o produto. Os médicos receitavam a bebida para tratar o câncer e a depressão, por exemplo.

As prescrições rapidamente se tornaram um "negócio", com os pacientes pagando entre 6 e 7 dólares por prescrição. A receitas valiam por cerca de 10 dias e sempre que acabavam as doses compradas pelos pacientes, eles acabavam voltando para uma nova prescrição.

4 - Cigarettes

Há um tempo atrás, cigarros eram receitados por médicos para pacientes asmáticos. Mas não era qualquer tipo de cigarro. Nas prescrições eram indicados cigarros que não continham nicotina e possuíam compostos que ajudavam no tratamento da asma, como o stramonium.

Entretanto, as pessoas começaram a ter noção dos riscos atrelados ao tabagismo, e as campanhas antifumo começaram a acontecer. Porém, somente após a Segunda Guerra Mundial é que os cigarros para asmáticos desapareceram.

5 - Chocolate

O chocolate é utilizado para tratar doenças há muitos séculos. Os astecas usavam o chocolate para tratar todos os tipos de doenças e enfermidades, em misturas que acompanhavam ervas, raízes e cascas. Na Europa, os médicos misturavam o alimento com outras substâncias para que seus pacientes pudessem consumi-los.

6 - Brinquedos Sexuais

Em Sandy Springs, nos Estados Unidos, uma lei municipal proibia a venda de artigos e brinquedos sexuais ou que pudessem estimular os órgãos genitais humanos. Entretanto, caso tais objetivos tivessem propósitos médicos, científicos ou jurídicos (oi?), a venda era então permitida. Para que as pessoas pudessem ter acesso a estes produtos eles precisavam receber uma receita médica. Em 2017, a proibição foi revogada.

7 - Cigarros Eletrônicos

Uma agência britânica de saúde e assistência social propôs que os cigarros eletrônicos só devessem ser vendidos a partir de prescrições médicas. Isso para tentar minimizar os riscos de que as pessoas que não fumam passem a fumar, uma vez que esses produtos contêm aromatizantes e podem influenciar o hábito. Em 2016, a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde liberou uma licença para comercialização de um cigarro eletrônico mediante apresentação de receita médica.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+