• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas surreais que você não sabia sobre recém-nascidos

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      04/07/19 às 16h33

Bebês definitivamente estão entre as coisas mais fofas de todo o universo. Quem consegue resistir a toda aquela fofura? São as mãozinhas e pezinhos fofinhos, todas aquelas dobrinhas e o cheirinho mais gostoso do mundo. E além de tudo isso, os bebês recém-nascidos também são um fenômeno científico incrível. Eles são bem mais do que versões em miniatura dos adultos. Os bebês, especialmente os recém-nascidos, reagem ao mundo de uma forma completamente diferente do que aqueles mais crescidinhos ou mesmo que as crianças.

Isso porque eles acabaram de chegar a esse mundo louco, deixando o aconchego seguro da barriga da sua mãe. Sendo assim, eles precisam se adaptar a essa nova realidade e, para isso, contam com alguns mecanismos adaptativos realmente incríveis. Confira a seguir algumas coisas espetaculares que você não sabia sobre recém-nascidos.

1 - Bebês crescem bigode ainda na barriga

Um estudo, publicado em 1998, descobriu que 7 em cada 3 mil bebês desenvolviam uma espécie de "bigode" ainda no ventre da sua mãe. Isso foi constatado por meio de ultrassons feitos entre as semanas 14 e 16 de gestação. É claro que não estamos falando de um bigode como se vê no rosto de um homem adulto, mas sim de uma "estrutura em forma de bastonete no lábio superior fetal". Os 7 fetos que apresentaram o tal bigodinho foram monitorados e, por fim, a estrutura desapareceu no nascimento.

2 - O paladar

Os bebês já nascem com papilas gustativas, embora eles não consigam detectar o sal até os cinco meses de idade. Isso porque o sal não é uma exigência dietética para bebês recém-nascidos. Os cientistas descobriram que o que a mãe come durante a gestação influencia as preferências alimentares do bebê mais adiante. De qualquer forma, com o tempo, as papilas gustativas do recém-nascido mudam e diminuem a sensibilidade. Assim, alguns podem tomar aversão aos gostos que gostavam inicialmente.

3 - Bebês nascem com cerca de 300 ossos

Dá para imaginar que um bebezinho tão pequeno tem mais ossos no corpo do que uma pessoa adulta? Isso mesmo, um humano médio tem 206 ossos no corpo. Um bebê nasce com cerca de 300 ossos. Algo que, ao logo do crescimento, muda. Isso porque eles se fundem para formar o esqueleto humano como o conhecemos. Sem contar que o esqueleto de um bebê recém-nascido também é mais cartilaginoso do que o de um adulto. Com o tempo e ingestão de cálcio, os ossos se ossificam e fortalecem até se formarem um esqueleto sólido.

4 - A cor dos olhos de um bebê pode mudar após o nascimento

Assim como a cor da pele e do cabelo, a cor dos olhos também é influenciada pela melanina. Da mesma forma como a luz do sol pode escurecer a nossa pele ou clarear o cabelo, ela também pode mudar a cor dos olhos. É muito comum que bebês recém-nascidos caucasianos tenham olhos azuis ou cinzentos no nascimento. Mas quando abrem os olhos pela primeira vez e entram em contato com a luz, começa-se a produção de melanina dentro da íris dos olhos. Esse processo pode ocasionar a mudança da cor dos olhos do bebê.

5 - Bebês não conseguem sorrir nos primeiros meses de vida

O primeiro sorriso de um bebê é tão marcante quanto os primeiros passos ou a primeira palavra. Mas acontece que os primeiros sorrisos de um bebê não são exatamente intencionais e nem mesmo uma resposta ao sentimento de felicidade. Esses primeiros sorrisos são equivalentes aos chutes nas pernas e balanços de braço que os bebês fazem quando descobrem sua capacidade de movimento. O que se vê nos primeiros meses é o chamado sorriso reflexo, que geralmente some aos dois meses de idade. O primeiro sorriso real de um bebê ocorre geralmente a partir de um ano e meio de idade.

6 - Recém-nascidos não produzem lágrimas

Eles podem chorar, espernear e gritar, mas bebês recém-nascidos não produzem lágrimas. Isso acontece porque os seus canais lacrimais ainda estão se desenvolvendo após o nascimento. Os ductos lacrimais só começaram a funcionar de verdade entre duas semanas e dois meses de vida. Eles choram, e choram muito, embora seus olhos até produzam água, não é o suficiente para realmente derramar lágrimas.

7 - Recém-nascidos sabem o gosto musical da mãe

Já foi comprovado cientificamente que os bebês se recordam das coisas que viveram ainda dentro do útero da mãe. Alguns estudos já mostraram que os bebês realmente se lembram do tipo de música que a mãe ouvia durante a gestação. E ainda que eles desenvolvem uma certa preferência pela música que ouviam ainda no útero. O mais curioso é que, além de reconhecer o estilo de música que foi tocado enquanto estavam na barriga da mãe, eles podem se lembrar de músicas específicas. Olha que legal, você tem a oportunidade de moldar o gosto musical do seu filho ainda durante a gravidez.

E você, já sabia de alguma dessas coisas sobre os bebês? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos com filhos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+