icone menu logo logo-fatos-historicos.png


7 consequências históricas causadas por erros em mapas

POR Isabela Ferreira    EM História      06/07/17 às 18h04
capa do post 7 consequências históricas causadas por erros em mapas

O que acontece quando você precisa ir para determinado lugar, mas não faz nem ideia de como chegar lá? Provavelmente, a solução seria recorrer a um mapa. É bem provável que você já tenha utilizado pelo menos uma vez na vida. Hoje em dia é muito simples, basta ter um aplicativo como o Google Maps no celular, que certamente você conseguirá chegar ao seu destino.

Mas será que é mesmo confiável? Será que não existem chances de falha? Bom, pode ser que você se veja perdido por aí, mesmo tendo a ajuda de um mapa. Ao longo da história, muitas coisas aconteceram devido a falhas de mapeamento que ninguém se deu conta, até que as consequências vieram. Pensando nisso, separamos 7 erros em mapas que acabaram de uma forma no mínimo, trágica. Confere aí!

7 - Guerra Francesa e Indiana

Nessa época, ainda não existiam muitos mapas e os que já haviam sido desenhados, por diversas vezes não eram muito precisos. Muitos mapas foram feitos pelos próprios militares no campo de batalha mesmo, em meio ao fogo e tiros trocados, e as batalhas dependiam muito do quão certa era a demarcação do território.

Muitas vezes, os mapas ainda causavam as guerras. Aconteciam disputas por territórios de que não se sabia ao certo quem era o proprietário. Esse foi um dos motivos para a Guerra Francesa e Indiana. O mapa do território apresentava erros de topografia e de navegabilidade.

6 - Napoleão é derrotado na Batalha de Waterloo

No dia 18 de junho de 1815, Napoleão Bonaparte perdia a Batalha de Waterloo, e um erro de mapeamento teve sua parcela de culpa nisso, já que ele confiou em um mapa que não traçava muito bem o território inimigo para planejar suas estratégias. Segundo o documentarista Franck Ferrand, Napoleão direcionou suas artilharias para o lado errado, muito longe de onde estavam as tropas britânicas, holandesas e prussianas.

5 - O bombardeio fatal

No ano de 2006, militares israelenses praticaram um atentado que causou a morte, por engano, de 4 observadores internacionais, sendo eles da China, Áustria, Canadá e Finlândia. Tudo isso porque eles duplicaram um mapa para realizar o tal atentado no sul do Líbano, e a parte duplicada saiu com um erro. Os observadores foram mortos por bombas guiadas no dia 26 de julho, no mesmo ano.

4 - Motoristas perdidos

Confiando no aplicativo do Apple Maps, alguns motoristas australianos tinham como destino Mildura, mas acabaram sendo direcionados para o remoto Parque Nacional Murray-Sunset, que fica "apenas" a 72 km de distância. Mais tarde a polícia fez um comunicado, advertindo a todos que usavam o tal aplicativo. Afirmaram que ele poderia colocar vidas em risco.

Tempos depois uma organização oficial acabou assumindo a responsabilidade pelo erro, pois suas coordenadas no Apple Maps indicavam a existência de duas Milduras, o que acabou causando todo o transtorno.

3 - Animais em risco de extinção

Devido a um erro no mapeamento de determinados locais da República Democrática do Congo (África), a reserva ambiental Luama Katanga teve cerca de 50 km de sua extensão cortados. Plantas e animais correm risco de serem extintos, já que aproveitando-se disso, as ações de agricultura, mineração entre outros vem se intensificando e o desmatamento, onde era para ser uma área protegida, só vem aumentando.

2 - Posse de território internacional

Um erro nos mapeamentos do Canadá, incluíam de forma errada, parte do Polo Norte como seu próprio território. O país ainda reivindica posse sobre a área com o direito internacional. Este erro aumenta o território do Canadá em aproximadamente 200 mil km². Reivindicam desde 2013, posse de todo o território do Polo Norte, incluindo suas riquezas naturais. É um processo que ainda está sendo analisado e pode levar anos para ter um veredito final.

1 - Demolição de uma casa

No ano de 2016, uma casa foi demolida por engano no Texas (EUA). De acordo com a equipe responsável pelo acontecimento, foi tudo culpa do Google Maps. Afirmaram que ao digitar o endereço da casa que deveria ser demolida, o aplicativo indicou duas residências com o mesmo número, mas o restante do endereço coincidia com a desta casa. E assim fizeram!

O responsável pela demolição ainda mandou uma foto do Google Maps para o proprietário da casa, para provar que estava certo. O que acontece é que um professor de direito do Texas não está de acordo, pois o aplicativo deixa bem claro que os usuários são responsáveis por atitudes tomadas com base no que está disposto ali.

E então pessoal, o que acharam? Conhecem alguma outra consequência causada por um erro de mapeamento de área? Diz aí pra gente!


Próxima Matéria
avatar Isabela Ferreira
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest