icone menu logo logo-terror.png


7 contos medievais perturbadores sobre demônios

POR Isabela Ferreira    EM Terror & Sobrenatural      23/10/17 às 15h59
capa do post 7 contos medievais perturbadores sobre demônios

O questionamento sobre a existência de Deus e demônios é algo que se faz muito presente em nossa sociedade atual, no entanto, nem sempre foi assim. Durante a Idade Média principalmente, as pessoas viviam envoltas ao medo de perder suas almas para o diabo. Era muito comum escutar que o inferno era um possível destino pós-morte, algo que amedrontava até os mais santos.

Ao longo de nossa história, diversos contos envolvendo as forças malignas surgiram. Para que você tenha uma ideia, alguns deles envolvem até mesmo os santos, visto que o diabo não se dava por vencido. Bom, foi pensando justamente nisso que nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo 7 contos medievais sobre demônios. Dá uma olhada!

1 - Jack O'Kent

A ficção sempre nos mostra todos os lados ruins de fazer um pacto com demônios, por outro lado, também retrata alguns personagens que fizeram e tentaram enganar o próprio diabo. Jack O'Kent, supostamente era apenas mais um desses... Sempre pareceu estar por cima quando se tratava de suas negociações com o maligno. Aparentemente, ele fez inúmeros negócios diabólicos.

Certa vez, prometeu uma parcela de um rebanho de porcos para o diabo. O trato era que aqueles com o rabo encaracolado ficassem com O'Kent, enquanto o restante fosse presenteado. Quando chegou o dia de cumprir com o acordo, o homem teria levado todos os porcos para andar em um lago gelado, fazendo com que todos os animais ficassem com o rabo enrolado.

Outra história conta que o homem prometeu metade de sua plantação de trigo ao diabo. Ao pagar sua dívida, pegou todos os grãos para si, dando apenas o restante da planta que não vale para nada. Enfurecido, o diabo teria dito que a plantação de trigo do ano seguinte seria toda para ele, então O'Kent logo plantou nabos. Em seguida, o maligno jurou que a alma do homem iria para o inferno, seu corpo estando enterrado fora ou dentro de uma igreja. Reza a lenda que o corpo do homem foi enterrado metade sob uma igreja, e a outra metade de fora... Que coisa, hein?!

2 - Testando Gerard

Um homem conhecido como Cavaleiro Gerard era um grande devoto de São Tomás. Nunca recusaria nada para ninguém que chegasse em sua porta e usasse o nome do santo. Embora o homem mantivesse um caminho considerado sagrado, Deus teria dado permissão aos demônios para aplicarem um teste nele. Pode parecer algo perverso da parte do Todo Poderoso, no entanto, existe um conto semelhante na Bíblia.

O diabo teria chegado na porta de Gerard em forma de mendigo, pedindo uma capa em nome de São Tomé. O homem então, teria dado seu próprio manto para o demônio. Em questão de segundos, o ser maligno teria sumido com o manto e levou junto a mulher de Gerard, como forma de puni-lo por seus atos em nome do santo. Mas nem mesmo isso fez com que o cavaleiro abandonasse sua devoção pelo santo. Para ele, tudo ficaria bem e São Tomás recuperaria sua esposa.

3 - São Bento e a tentação de demônios

São Bento era de uma nobre família romana, que acabou abandonando toda sua vida de riquezas em prol de sua religiosidade. Se retirou de Roma em direção a uma caverna isolada. Assim como acontece em outras histórias, supostamente o diabo não teria deixado Bento escapar de suas garras tão fácil assim.

Uma de suas tentativas para tirá-lo do caminho de Deus foi bem frustrante, no entanto, em uma segunda vez ele quase conseguiu. O demônio teria tomado a forma de uma bela mulher pela qual Bento já teria se sentido atraído certa vez. Ele quase abandonou sua caverna para ceder às tentações da carne. Porém, ao invés disso, Bento decidiu que seria melhor se atirar em arbustos espinhosos para mortificar sua carne. Parece que funcionou melhor que um banho gelado! Ele passou então a ser considerado o pai do monasticismo ocidental.

4 - Santa Catarina de Sena

Santa Catarina é bastante reconhecida por ser fundamental para a formação da teologia no catolicismo. Para chegar até aí, ela precisou se converter e enfrentar um caminho de luta contra  os demônios do dia a dia. No entanto, mais uma vez o diabo não teria se contentado em simplesmente deixar mais uma pessoa abandonar as coisas mundanas em direção para a santidade.

Ele a atormentava durante o dia com alucinações carnais e sonhos realmente repugnantes. Durante esse tempo, Catarina não conseguia de comunicar com Deus, mas nunca desistiu de suas orações. Tais experiências a levaram a ditar muitos de seus diálogos com Deus enquanto estava em estado perturbado.

Em uma dessas conversas, a divindade teria explicado os motivos de deixar que demônios perturbem os humanos: "Eu o coloquei nesta vida para tentar e molestar minhas criaturas, mas não para conquistá-las. Apenas para provar suas virtudes e receber de mim a glória da vitória".

5 - Pontes do diabo

Existem muitos contos por toda a Europa, onde relatam que muitas das pontes construídas no local foram feitas pelo próprio diabo. Supostamente, em algumas fases da história europeia, os moradores precisavam atravessar um perigoso desfiladeiro ou rios imensos, mas não sabiam como fazer isso. Era aí que convocavam o diabo para ajudar.

Parece estranho que o ele topasse ajudar, não é mesmo? Bom, é claro que tinha um preço: Ele construía as pontes em troca da alma do primeiro que ousasse atravessá-las. No entanto, ao concordar com a proposta, a população fazia um animal atravessar primeiro, dessa forma, o diabo saía sem aquilo que pretendia mas deveria aceitar.

6 - São Wolfgang e a Igreja do Diabo

São Wolfgang havia decidido construir uma igreja, mas não sabia ao certo onde deveria fazer isso. Resolveu então que escalaria uma montanha e de lá. jogaria um martelo. O local em que ele caísse seria onde a igreja seria levantada. No entanto, percebeu que precisaria de ajuda para construir toda a estrutura. Foi aí que um dos demônios teria aparecido.

Mais uma vez, assim como em outros contos já mencionados aqui, o demônio teria pedido a primeira alma a entrar na igreja como moeda de troca por sua ajuda. Wolfgang, curiosamente aceitou a proposta. A igreja estava linda, mas os moradores desconfiavam que tivesse sido construída pelo diabo. Suas linhas não eram combinadas e nem regulares.

Wolfgang começou a ficar preocupado com a proposta que havia aceitado. Mas naquele dia, um caçador estava atrás de um lobo na região. O animal saiu correndo em direção à igreja, então o homem decidiu abrir as portas e prender o lobo lá dentro. O diabo então foi chamado para pegar sua primeira alma viva que entrou na igreja.

7 - São Dunstan

Ele foi conselheiro de reis anglo-saxões, no entanto, começou a se ver acusado de feitiçaria. Depois de muito lutar, decidiu viver uma vida mais simples em nome da santidade, dedicando-se a tocar harpa e viver como ferreiro. Novamente, o diabo decidiu que não permitiria alguém levar uma vida sagrada tão fácil assim. Certa vez, enquanto Dunstan trabalhava, um demônio tomou forma de uma bela mulher e dançou para ele na intenção de fazê-lo pecar.

Ele simplesmente ignorou e continuou a trabalhar. O demônio começou então a dançar de forma mais insinuante, e foi aí que Dunstan perdeu a paciência. Foi até o diabo e "torceu seu nariz" com uma das pinças quentes que usava para forjar algo. Desta forma, forçou o tal demônio a jurar que nunca mais o incomodaria.

E então pessoal, o que acharam? Já conheciam algum desses contos? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!


Próxima Matéria
avatar Isabela Ferreira
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest