• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 crimes de guerra terríveis que a América nem se lembra direito

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      09/12/19 às 14h48

A todo instante, está acontecendo milhares de coisas em todos os lugares do mundo. Seria impossível saber ou se lembrar de tudo o que acontece. Obviamente, o que está mais próximo e afeta mais pessoas, será mais lembrado por quem viveu isso de perto. Por outro outro lado, fatos com menor grau de envolvidos, terá outro efeito. E isso vale para tudo, desde eventos bons, até os ruins, como crimes de guerra, que muitas vezes são até encobertos, para que menos pessoas fiquem sabendo a respeito.

Por exemplo, eventos como o Massacre de My Lai, durante a Guerra do Vietnã ou a Rodovia da Morte na Guerra do Golfo, são bastante conhecidos, pela população americana. Já em outros países, essas lembranças não são tão vívidas, e muitas pessoas nem sabem a respeito disso. O que é totalmente entendível, já que esses eventos não fazem parte da vida dessas pessoas. Confira a seguir, 7 crimes de guerra terríveis que a América nem se lembra direito.

1 - Assassinatos no distrito de Maywand

Em 2009, uma equipe de soldados, conhecida como "Equipe de Matança" formulou um plano para cometer um crime de guerra. A ideia era matar civis desarmados aleatórios. Revoltados com a falta de avanço na guerra contra o Taliban, os soldados encontraram um garoto de quinze anos que passa sozinho por eles. Depois de ver que não havia nenhuma testemunha, eles assassinaram o garoto. Pelo menos, três civis foram mortos da mesma maneira, durante a missão dos solados. E para ficar pior, eles ainda tiraram fotos com os corpos e até cortaram partes para servirem como "troféus". Esses assassinatos foram uma parte ignorada da Operação Liberdade Dourada.

2 - Massacre de Thanh Phong

Na noite de 25 de fevereiro de 1969, uma região do sul do Vietnã, conhecida como Delta do Mekong, ocorreu um crime de guerra, dessa vez, um massacre na vila camponesa de Thanh Phong. Tudo aconteceu quando um grupo de soldados americanos, sob o comando de Bob Kerrey, invadiu a vila por volta de meia-noite. A missão era sequestrar o secretário da vila Thanh Phong ou matá-lo, mas ao invés disso, os homens mataram várias pessoas, que estavam no edifício. Eles mataram todas as pessoas que estavam lá e ainda todas as outras, que tentaram fugir do local.

3 - Tortura Bagram

Os vários atos cometidos no local de detenção de Bagram, hoje conhecido como Centro de Detenção de Parwan foram realmente terríveis. Controlado pelos Estados Unidos até 2014, o centro de detenção tem uma história sangrenta de abuso de prisioneiros. Lá a tortura nesse lugar era diária. Segundo relatos, um homem palestino chamado Hussain Mustafa teria sido sodomizado com um graveto. Outro, Wesam Al Deemawi, foi pendurado por um gancho e ameaçado por um cachorro.

4 - Ataques aéreos de Tokhar

Em julho de 2016, devido a vários conflitos militares entre forças americanas e insurgentes do estado islâmico resultaram um terrível ataque aéreo na cidade síria de Manbij. Os solados americanos orquestraram um ataque aéreo que tinha o intuito de erradicar os combatentes terroristas. No entanto, como a vila de Tokhar também abrigava vários civis, muitos deles acabaram morrendo, em meio ao combate. Segundo relatórios, pelo menos 56 civis foram mortos, depois desse ataque.

5 - Massacre de Kandahar

Não se sabe ao certo o que levou o sargento-mor, Robert Bales, a entrar em algumas vilas, na província de Kandahar, no Afeganistão, e matar 16 pessoas. Talvez, agindo assim influenciado por TEPT ou pela sede de vingança por um atentado bomba, que feriu um soldado dias antes. Mas o fato é que Bales entrou e matou, sem piedade, 16 civis inocentes.

6 - Massacre no Gun Ri

O massacre no Gun Ri aconteceu no começo da Guerra da Coreia, em 1950. Ele permaneceu desconhecido por quase 50 anos. Localizada a cerca de 160 quilômetros a sudeste de Seul, a vila de Gun Ri foi o local do assassinato de centenas de civis inocentes, sendo a maioria deles, crianças.

7 - Operação Speedy Express

A Operação Speedy Express foi realizada pelas forças armadas dos Estados Unidos, durante a segunda metade da Guerra do Vietnã. Ela tinha o intuito apenas de limitar as habilidades de comunicação dos Viet Cong. Mas depois que o ataque de seis meses terminou, quase 11 mil vietnamitas foram assassinados. E apenas 267 soldados americanos chegaram ao fim, estando vivos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+