icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 desastres ligados a cometas

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      13/11/19 às 11h07
capa do post 7 desastres ligados a cometas

Sem sombra de dúvidas, os cometas estão entre os principais objetos celestes, e um dos mais interessantes e curiosos. Alguns cometas são visíveis a olho nu, outros acabam passando despercebidos até pelos olhos mais atentos. Hoje, com toda a tecnologia disponível, podemos identificá-los ainda distantes, quando estão em suas órbitas previsíveis, basta saber onde e quando procurar por um cometa. Porém, as civilizações do passado não tinham tanto conhecimento ou ferramentas para saber disso. Tanto que os cometas eram considerados objetos misteriosos, que eram frequentemente considerados bons ou maus presságios. Diga-se de passagem, quase sempre maus presságios.

E até hoje, há os que acreditam nisso. Até porque não foram apenas os povos antigos, que relacionaram cometas com desastres terrestres. Pesquisadores, historiadores, astrônomos e até pessoas comuns já culparam esses objetos extraterrestres por algum evento drástico, que aconteceu por aqui. Como se pode imaginar, a maioria dessas conexões não passa de superstições, quando muito, são mais sugestões do que fatos. Enfim, confira a seguir, 7 desastres ligados a cometas.

1 - A morte de Mark Twain

Um dos mais famosos cometas de todos, com certeza, é o cometa Halley. Ele é avistado em intervalos de aproximadamente 75 anos. Inclusive, há vários relatos históricos de seus avistamentos. Porém, ninguém percebeu isso, até Edmund Halley concluir que os cometas, vistos em 1531, 1607 e 1682, eram o mesmo. Ele previu que o cometa seria avistado novamente em 1758, o que de fato aconteceu, mas ele não estava mais vivo para ver isso. De toda forma, o tal cometa recebeu o seu nome. O cometa apareceu novamente em 1835, mesmo ano em que nasceu o famoso escritor Mark Twain. Ele morreu em 21 de abril de 1910, quando o cometa Halley passou novamente pela Terra. Contudo, para os antigos, esse detalhe não era apenas um coincidência, tanto que Twain previu a sua morte e a vinculou com a passagem do cometa.

2 - A morte do Papa Urbano IV

Outro grande cometa foi avistado na Terra em 1264. Hoje conhecido como o Grande Cometa de 1264, era muito brilhante e permaneceu visível por cerca de quatro meses. Naquela época, as pessoas já tinham algumas superstições a respeito dos cometas, e o avistamento de um, era considerado um aviso de que algo ruim estava prestes a acontecer. Dessa vez, foi a morte do Papa Urbano IV. Segundo a história, ele teria ficado doente, imediatamente depois que o cometa foi avistado pela primeira vez em julho. Ele morreu quatro meses depois, supostamente, no último dia em que o cometa foi visto.

3 - A Batalha de Hastings

Em outubro de 1066, as tropas reais do rei Harold II da Inglaterra enfrentaram o exército normando, liderado por Guilherme, o Conquistador, na Batalha de Hastings. Aquela batalha foi um divisor de águas, e acabou com o rei Harold morto, e Guilherme, o Conquistador, assumindo o trono e se tornando o governante da Inglaterra.

Novamente, o cometa Halley que, dessa vez, apareceu em abril daquele ano e que, de alguma forma, para aquele povo, estava ligado à batalha. Para os astrólogos da Inglaterra, o cometa tinha algo relacionado com a próxima batalha contra os normandos. Porém, eles não sabiam dizer se era um presságio bom ou ruim. Por fim, acabou sendo um mau presságio, já que o rei Harold acabou morto durante a batalha. Em contrapartida, Guilherme, o Conquistador, que também havia visto o tal cometa, na França, teve uma história diferente. Para ele, o cometa foi "um sinal maravilhoso do céu" e que era uma evidência de que ele venceria a guerra. O que, no final, acabou se tornando realidade.

4 - O terremoto de 1811

No dia 20 de outubro de 1811, os americanos viram com grande admiração um cometa brilhante se aproximar da Terra. Este era o Grande Cometa de 1811. Muitos americanos ficaram paranoicos e sugeriram que esse era um presságio de algum desastre iminente. E de fato, um desastre aconteceu em dezembro daquele ano, quando um grande terremoto abalou o Centro-Oeste e o Sul dos Estados Unidos. O terremoto foi tão forte, que o rio Mississippi fluiu temporariamente para trás. Contudo, era de se esperar, as pessoas logo ligaram o terremoto ao cometa avistado em outubro. E mais do que isso, eles ainda o culparam novamente quando os Estados Unidos e a Inglaterra entraram em guerra, no ano seguinte.

5 - O Grande Dilúvio Bíblico

Em 1680, um cometa brilhante passou pela Terra. Anos depois, o matemático William Whiston resolveu estudar o Grande Cometa de 1680 e concluiu que ele já havia passado pela Terra milhares de anos antes. Ele afirmou que o cometa passou tão perto da Terra, que a água da cauda caiu na superfície. E ele foi além, e disse ainda que a força gravitacional do cometa também expulsou a água da crosta terrestre. Por fim, Whiston concluiu que as chuvas maciças da cauda do cometa e as grandes quantidades de água, que atingiam a superfície da Terra por baixo, é que causaram o grande dilúvio citado na Bíblia. Aquele em que Noé construiu uma enorme arca, para sobreviver.

6 - A conquista espanhola do Império Inca

Para quem não sabe, o Império Inca foi o maior a surgir na América pré-colombiana. Ele teve milhões de pessoas e cobriu uma grande área de terra. Por muito tempo, eles foram soberanos, até que os espanhóis chegassem e derrubassem o imperador inca. Huayna Capac era o líder inca, na época em que os espanhóis chegaram. Ele sabia que eles iriam derrubar o seu império. E ele chegou a essa conclusão, baseado em vários sinais, e um deles foi um grande cometa verde, que voou pelo céu anos antes.

7 - O grande incêndio de Chicago

O grande incêndio de Chicago, ocorrido em 1871, foi e continua sendo um dos maiores mistérios do século XIX. O incêndio durou apenas dois dias, mas foi o suficiente para destruir um terço de toda a cidade de Chicago. Várias especulações foram criadas para tentar explicar a origem do fogo, e uma delas inclui um cometa. Em 1883, Inácio Donnelly afirmou que o gás da cauda do cometa, que passou pela Terra na época, é que provocou a faísca que deu início ao incêndio. E essa alegação foi corroborada por Mel Waskin, que culpou um cometa por ter começado um incêndio em seu livro de 1985. Tanto Donnelly, quanto Waskin, assim como todos aqueles que culparam o cometa pelo incêndio, se basearam nas teorias de algumas pessoas, que afirmavam ter visto o fogo cair dos céus, justamente no momento em que começou o incêndio em Chicago.

Enfim, o que você acha dessas alegações e superstições envolvendo cometas? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.


Próxima Matéria
avatar Cristyele Oliveira
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest