• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 detalhes que você não percebeu nas roupas de Game of Thrones

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      19/08/19 às 17h52

O cinema é uma arte coletiva. Isso significa que todos, todos, sem nenhuma exceção, departamentos têm a devida importância. Apesar de o diretor ser a pessoa na cabeça do projeto, o trabalho não sairia sem o roteirista, ou o diretor de fotografia, ou o cinegrafista, dublês, direção de arte, montador, equipe de som, compositor. Outro departamento importante, mas nem sempre tão reconhecido pelo público geral é o figurino. Importante lembrar que todas essas áreas valem tanto para o cinema quanto para a televisão. E as roupas de Game of Thrones sempre chamaram atenção.

A série da HBO contou com vários departamentos para chegar no aconchego dos lares ao redor do mundo. Polêmicas sobre o final à parte, a produção do programa em si foi incrível. Salvo alguns episódios, claro. A seguir, discutiremos mais a respeito das roupas de Game of Thrones. Como elas ajudaram a construir os personagens e como as vestimentas evoluíram com eles. Michele Clapton foi a chefe do departamento de figurino. Em diversas entrevistas, ao longo dos anos, a artista revelou detalhes sobre eles e como as roupas refletiam a personalidade de cada personagem.

1 - Deanerys Targaryen

A figurinista Michele Clapton revelou, no começo, as roupas de Daenerys remetiam as escravas e prostitutas, que habitavam Westeros. A escolha foi feita para representar a submissão da personagem. A princípio, ela estava sob os comandos do irmão, que a transformou numa mercadoria. Quando se casou com o Khal Drogo e, principalmente, quando se apaixonou por ele, as vestimentas tendem para a tonalidade marrom e suas variações. Após a morte do marido e o nascimento dos dragões, aos poucos, a tonalidade assume cores mais escuras. Indicando a mudança da personagem.

2 - Sansa Stark

As roupas de Sansa evoluíram junto com a personagem. De acordo com Clapton, no começo, "ela se expressava através de sua capacidade para bordar e costurar. Nós sempre usamos isso como meio de Sansa expressar seus sentimentos. Os bordados e representações de suas roupas, com sombras e cores". Essas escolhas de vestiários representam seus sentimentos para com certas famílias. As mudanças continuaram após as fugas de Sansa, principalmente de Mindinho. Segundo Clapton, suas vestimentas passaram a representar a reconquista de seu corpo. Por isso, as roupas ficaram mais apertadas, sem qualquer renda, difíceis de remover.

3 - Arya Stark

Arya sempre teve o estilo mais tomby, adotando vestimentas mais masculinas. Por boa parte da série seus trajes não foram marcantes pelo motivo de sua jornada, "uma menina sem nome". Ela se espelhava as pessoas a sua volta para vestir. Uma espécie de camuflagem, a fim de se misturar na multidão. "Diferente de Sansa, que escolhe mudar e se expressar, Arya adora figurinos para a situação ou lugar em que está. Não é sobre Arya, é sobre a pessoa que ela está interpretando", revelou Clapton.

4 - Jaime Lannister

Durante a série, as roupas de Jaime refletiram seu status e sua casa. Sendo assim, elas eram sempre elegantes e voltadas para o dourado e vermelho, como as cores da Casa Lannister. Para Michele Clapton, o destaque do personagem foi a mão. Segundo a figurinista, ela foi projetada por Cersei. O acessório deveria ser "ornamentado o suficiente para ser acariciada e forte o suficiente para segurar uma espada". Clapton explica que a delicadeza do corte dos trajes não representa apenas o "tipo de homem brutal, sarcástico e insensível. Na verdade, ele tem um lado realmente sensível e bastante interessante".

5 - Jon Snow

No começo da série, quando Jon Snow servia à Patrulha da Noite, sua roupa era constantemente preta. Depois ser traído pela Patrulha, sua roupa adota tonalidades mais acastanhadas. Elas voltam a mudar após sua vitória na Batalha dos Bastardos. Quando Jon recupera Winterfell, seu traje se aproxima mais ao de Ned Stark.

6 - Cersei Lannister

Assim com Jaime, o figurino de Cersei no início era reflexo do seu status e família. Seus vestidos tendiam ao vermelho e ao dourado, porém, as roupas acompanham as mudanças em sua vida. A partir do momento que seus filhos começam a morrer, aos poucos, Cersei opta pelo cinza e preto. As cores representam seu tristeza, luto e fúria. Por fim, seus trajes passam a remeter ao pai, que lhe ensinou tudo o que sabia sobre governar. "Eu queria o couro cortado espelhado em Tywin. Era tudo o que ela sempre dizia a seu pai que podia fazer e, agora, finalmente pode. Então tinha de ter essa força. Tinha que ser preta, porque ela estava de luto. Mas eu queria o tipo de rusticidade por trás disso. A força interior", explicou Clapton.

7 - Margaery Tyrell

As roupas de Margarey eram ricas em detalhes. Elas eram coloridas e seguiam padrões na estampa. A escolha retratava a ambição da personagem, em não apenas resgatar a glória da Casa Tyrell, como também se tornar rainha. A roupa mais especial de Margaery foi o vestido do seu casamento, um dos mais trabalhosos do seu personagem. "Eu queria que fosse bonito, mas em uma análise mais próxima, forte e que contasse a história de sua ambição", revelou Clapton.

Próxima Matéria
Via   Looper  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+