icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 dinossauros que talvez nunca existiram

POR Toni Nascimento    EM Curiosidades      15/10/18 às 14h38
capa do post 7 dinossauros que talvez nunca existiram

Desde o século 19, quando começamos a descobrir e estudar sobre os dinossauros, somos fascinados pelo tema. Apesar de termos descoberto tantas coisas sobre esses "répteis gigantes", não podemos nos esquecer que eles passaram pela Terra há milhões de anos atrás. Ou seja, a percepção e idealização que fazemos sobre eles é bastante limitada, e a cada nova descoberta, tudo muda um pouco. Além disso, a alta exposição deles na cultura pop reforça ainda mais esteriótipos e visões irreais sobre esses antigos habitantes da terra.

Esse acúmulo de incertezas fez com que arqueólogos, em diversas situações e vezes, achassem ter descoberto uma nova espécie de dinossauro, só para depois comprovarem que estavam enganados e que aquela espécie já havia sido descoberta. Em algumas vezes, porém, a situação pode ter se mostrado um pouco mais complexa e surreal. Talvez alguns dinossauros descobertos nunca tenham nem ao menos existido. Muitos foram provados serem mais falsos do que um dinossauro de Jurassic Park. Mas sem mais enrolação, listamos 7 dinossauros que talvez nunca existiram.

1 - Dynamosaurus imperiosus

Tyrannosaurus Rex é, com certeza,o dinossauro mais famoso que existe. Mas poucas pessoas sabem de histórias envolvendo o dinossauro. Em 1900, o paleontologista, Henry Osborn, recebeu de Barnum Brown, os ossos do T. Rex descobertos pelo último. Sem perceber, Osborn misturou a ossada do Rex com a de outro dinossauro que havia descoberto e chamou de Dynamosaurus imperiosus. Dois anos depois, o prolífico Brown descobriu mais um dinossauro, que ganhou o nome Tyrannosaurus rex. Vários anos depois, no entanto, Osborn percebeu que ele tinha feito a burrada de misturar as ossadas anos antes, e que ambos os dinossauros eram, na verdade, o mesmo. No fim das contas, o Dynamosaurus imperiosus nunca existiu e todos eram o Rex.

2 - Archaeoraptor

Em 1999, um novo dinossauro foi supostamente descoberto na província de Liaoning, na China. Apelidado de Archaeoraptor liaoningensis, supostamente tinha braços como um pássaro e uma cauda como um dinossauro, tornando-se um achado sem precedentes. A descoberta prometia uma revolução, uma vez que poderia mudar o que acreditamos ser um dinossauro. Ele foi chamado de "Elo Perdido" pela imprensa científica da época. Mas a felicidade não durou muito e descobriram que a ossada não passava de uma falsificação feita por agricultores chineses.

3 - Amphicoelias fragillimus

O Amphicoelias fragillimus foi o maior dinossauro descoberto, com 190 metros de altura. Só tem um problema: não existe osso para provar que ele realmente existiu. A verdade é que essa história nunca foi explicada direita. Em 1800, a vértebra do dinossauro foi descoberto e mandado para um museu da Filadélfia. Porém, em 1921, mais de 100 anos, quando o presidente do museu foi analisar o catálogo, o osso não estava mais lá. Sem o osso, não dá para comprovar que o dinossauro existiu.

4 - Hadrossauros

Os hadrossauros foram descobertos no século 19. Ele fez muito sucesso por parecer um pato. O único problema é que eles não são reais. Dinossauros com bico de pato, pelo que sabemos, simplesmente não existiam. O que existia, no entanto, era de alguma forma ainda mais estranho. Quando os paleontologistas descobriram o hadrossauro, estavam convencidos de que se tratava de um dinossauro que comia plantas. Mas apesar da percepção popular ainda estar fixada em "pato", o mundo da paleontologia abandonou essa ideia décadas atrás. Graças a alguns esqueletos muito bem preservados, sabemos agora que o hadrossauro comia muito mais do que apenas plantas. Ele comia na verdade uma variedade de grãos.

5 - Diplodocus lacustris

Algumas espécies de diplodocus  realmente existiram. Porém, o Diplodocus lacustris não é um deles. Apesar de descoberto em 1884, só chegarão a conclusão que o dinossauro não existiu em 2013. Eles chegarão a conclusão que o dinossauro não era daquela espécie especifica, o Diplodocus lacustris, e sim um diplodocus qualquer.

6 - Nanotyrannus

O Nanotyrannus (significa tirano anão), era um dinossauro carnívoro com cerca de 5,2 metros de comprimento. Ele viveu nos finais do período Cretáceo. Na realidade, tratava-se de um Tyrannosaurus Rex juvenil, hipótese reforçada pela descoberta de um esqueleto em 2001, baptizado de Jane, de um tiranossauro jovem, que veio mostrar que o Nanotyrannus era também um jovem desta mesma espécie. Outro dinossauro descoberto que não passava de um Rex.

7 -  Mokele-mbembe

Esse é o caso mais bizarro dessa lista. Apesar de terem sido extintos há milhões de anos atrás, existe algumas pessoas que acreditam que dinossauros ainda existam. O mokele-mbembe é o melhor exemplo desse caso. O mokele-mbembe supostamente vive no Congo, onde se alimenta de crocodilos, hipopótamos e até elefantes. Ele pode comê-los porque aparentemente têm 12 metros de comprimento. Além disso, seria um anfíbio e carnívoro. Mas a questão é que a existência desse dinossauro não passa de conversa, uma vez que não existe nenhum tipo de prova ou evidencia. Ele é um mito.

E aí, curtiu essa lista? Comenta aqui com a gente e compartilha essa lista nas suas redes sociais. Para você que adora dinossauros, aquele abraço.


Próxima Matéria
Via   G     MA  
avatar Toni Nascimento
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest