• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 eventos astronômicos violentos que vão afetar nosso Sistema Solar

POR PH Mota    EM Ciência e Tecnologia      14/12/16 às 18h11

Em toda sua imensidão, o espaço pode parecer completamente tranquilo quando a gente observa da Terra. Planetas orbitam gigantes estrelas, que seguem seu rumo conforme as forças gravitacionais que agem nos corpos astronômicos.

Além disso, diferentes fenômenos estão sempre acontecendo pelas diferentes galáxias e sistemas que compõem o nosso universo conhecido. Alguns deles, já aguardados e previstos por cientistas e astrônomos, devem acontecer dentro de nosso próprio sistema solar, ameaçando a segurança de nosso planeta.

Confira alguns desses eventos aterrorizantes que já sabemos que podem acontecer a qualquer momento no espaço.

1 - Anéis de Marte

1

Pesquisas espaciais revelaram que Marte pode matar uma de suas luas, Phobos, a qualquer dia. A lua poderá ser destruída pelo estresse das marés causadas pelo planeta vermelho. A perda da lua vai fazer o planeta ter um satélite a menos, mas anéis ao seu redor, graças aos detritos da lua. O fenômeno não é urgente, e pode demorar até cerca de 40 milhões de anos.

2 - Desintegração da lua

2

Num futuro distante, nossa lua também pode acabar se tornando um anel ao redor do planeta Terra. O processo ainda pode demorar até 5 bilhões de anos, mas quando isso acontecer, será por conta de uma fase solar que vai provocar a destruição de nosso satélite. Atualmente, a lua está se afastando cerca de 4 centímetros por ano, mas durante a fase solar, a lua será empurrada para tão perto da Terra, que acabará sendo destruída.

3 - Nuvem assassina

3

Quanto pesquisadores realizaram simulações, descobriram que nosso Sistema Solar pode eventualmente se colidir com uma neblina mortal que pode acabar com a vida na Terra. Quando a nuvem de poeira e gases atingir o nosso planeta, vai provocar nuvens pelo menos mil vezes mais pesadas que qualquer coisa que a Terra está orbitando atualmente. Os efeitos podem eliminar o oxigênio de nossa atmosfera e acabar com todas as criaturas vivas.

4 - Estrelas da morte

4

Um gigante conjunto de cometas conhecido como Nuvem Oort forma uma espécie de bolha ao redor do nosso sol. Se uma estrela passar pela nuvem ou apenas se aproximar delas, os objetos deslocados poderiam cair dentro do sistema solar, afetando todos os planetas presentes, incluindo a Terra. Várias dessas estrelas já foram identificadas, incluindo uma com 90% de chance da arrastar objetos por meio da nuvem. A sua chegada, no entanto, só está prevista para daqui cerca de 24 mil anos.

5 - Explosão de anã-branca

5

A cerca de 3.260 anos-luz do nosso sistema solar, o que é considerado perto em termos espaciais, existe um sistema estelar chamado T-Puxidis, que contém uma anã branca que tem uma relação de parasita com uma estrela similar ao nosso sol. Ela consome gás rico em hidrogênio e entra em erupção com frequentes explosões termonucleares de 20 em 20 anos. As explosões não representam ameaça para a Terra, mas quando a anã-branca acumular massa suficiente para virar uma supernova, elas poderão colocar o nosso planeta em perigo com a energia liberada.

6 - Colisão entre planetas

6

As órbitas de planetas tem se tornado cada vez mais instáveis a medida que o tempo passa. Em simulações realizadas por cientistas para o futuro dos planetas, eles descobriram algumas coisas realmente assustadores. Em alguns bilhões de anos, existe uma pequena possibilidade de que planetas de nosso sistema solar entrem em colisão, incluindo Vênus e Mercúrio. O choque poderia levar Mercúrio em direção ao sol, para fora de nosso sistema ou até mesmo na direção da Terra.

7 - Estrela Wolf-Rayet

7

Dentro da constelação de Sagitário existe uma ameaça que pode destruir mais criaturas vivas na Terra do que o meteoro que acabou com os dinossauros. Se trata de uma espiral de fogo chamada WR 104 com duas estrelas em seu centro, que se orbitam, fadadas à destruição como supernovas. Uma delas, chamada de Wolf-Rayet, é considerada uma espécie de bomba-relógio especial, podendo explodir nos próximo 100 mil anos, enviando raios gama em direção à Terra, gerando um cenário de desastre para os poucos que conseguirem sobreviver.

O que nos tranquiliza é que a previsão para o tempo dos eventos está muito além da nossa expectativa de vida, mas ainda assim é assustador saber que na imensidão do universo existe tantos riscos e ameaças.

Próxima Matéria
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+