• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 explicações não convencionais para gestos comuns ao redor do mundo

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      06/05/19 às 17h30

Engana-se quem pensa que a comunicação se resume apenas às palavras. Na verdade, a forma em que nos comunicamos engloba muitas outras coisas, como os gestos e também as expressões corporais, muitas vezes até involuntárias. Os gestos acabam sendo tão importantes que chega a ser quase insubstituível. E eles estão presentes em todas as ocasiões, desde conversas formais até situações casuais. Por exemplo, se você estiver em um restaurante lotado, o garçom provavelmente não será capaz de te escutar, mas um gesto pode resolver toda a situação.

Não é como se os gestos fossem apenas um substituto para as palavras ditas. Eles são como um complemento e que muitas vezes ajudam a entender com mais eficácia questões que nenhuma sequência de palavras seria capaz. Mas o mundo é um lugar enorme. E assim como a língua que muda de um lugar para outro, os significados dos gestos também. Sendo assim, algo corriqueiro que você faz aqui, pode ter um significado totalmente diferente em outro lugar. Estes são alguns dos gestos cotidianos com explicações bastante peculiares em diferentes lugares do mundo.

1 - Aperto de mãos

O aperto de mãos é um dos gestos mais universais do mundo. É uma forma de saudação conhecida na maior parte do ocidente. Seja como um cumprimento, uma apresentação ou a concretização de um negócio, o aperto de mão é algo bastante comum para nós. Na Rússia, no entanto, o ato de apertar as mãos tem uma explicação bastante supersticiosa, bem diferente da nossa. Para os russos, adentrar a casa de qualquer pessoa e apertar a mão dela é considerado um presságio de má sorte. Isso porque, segundo eles, a porta de entrada da residência é onde o fantasma da casa vive. Então, se você for à Rússia, sempre espere entrar em uma casa antes de oferecer um aperto de mão.

2 - Brindar

Em muitos lugares do mundo, numa roda de amigos é comum brindar antes de beber. E isso já se tornou uma tradição para muita gente, um gesto de comemoração. Esse ato simples de tocar os copos antes de beber, pode trazer outros significados bem mais complexos que uma simples comemoração.

Na Hungria, por exemplo, brindar antes de beber cerveja remete a algumas tristes lembranças do passado do país. A explicação para isso remota aos tempos em que a Hungria esteve sob o Império Austríaco e acabou sendo massacrada. Como forma de comemoração da vitória, os austríacos tinham o costume de brindar antes de executar os líderes húngaros. E esse detalhe permanece até os dias atuais na cultura da nação, tanto que o brinde chegou a ser proibido por 150 anos. Mesmo que hoje em dia não exista mais essa proibição, para os húngaros, um brinde não tem o mesmo significado que em outras partes do mundo.

3 - Tocar a cabeça

Geralmente, depois de alguma pequena realização, as pessoas tendem a tocar a cabeça das crianças. Para nós, isso é algo totalmente normal, tanto que quase ninguém realmente pensa sobre o que isso significa. Mas, em algumas partes da Ásia, o ato de tocar a cabeça de alguém é considerado extremamente rude. Isso porque, em vários países asiáticos, a cabeça é considerada a parte mais importante do corpo. Então, tocá-la sem consentimento é totalmente indevido.

4 - Chifre

Durante a infância, se você não fez ou não teve um amigo que fez em você um chifre em cima da sua cabeça, você é uma exceção. Para os roqueiros de plantão, o ato de manter o dedo indicador e o mindinho na posição vertical é um gesto universalmente aceito para relacionar com o gênero musical "metal". Na Itália, esse gesto tem um significado muito diferente disso. Fazer o gesto de "chifres do diabo" é visto como uma forma de dizer que a esposa de um homem é infiel, o chamado de "corno", como conhecemos aqui. Fazer isso em determinados lugares, pode ser visto com um terrível insulto e levar até a uma briga.

5 - Ok

O sinal de Ok, formado por um "O" com dedo indicador e o polegar e um "K" com os outros três dedos é um gesto bastante comum. Na maioria dos casos, embora possa variar de lugar para lugar, geralmente é entendido como estar tudo bem. Inclusive, como o próprio nome sugere. Aqui no Brasil, e também em outros países latino-americanos, o "OK" pode ser visto como uma forma educada de dizer "foda-se".

6 - Joinha

O gesto de fechar os dedos e manter o polegar levantado, é chamado por muitos de joinha, e é usado como uma forma de dizer que está tudo bem. Mas não no Iraque e em outros países do Oriente Médio. Para eles, o "joinha" tem um significado bem negativo. Isso porque o gesto remete à história romana, onde o polegar para cima era usado pelos generais para sinalizar "mate-os". Então, nesses países, fazer o joinha para alguém é entendido como um pedido para empurrá-lo.

7 - Saudação de três dedos

Fazer a saudação de três dedos pode ser apenas uma referência ao filme dos Jogos Vorazes ou simplesmente um comprimento. Mas na Tailândia o gesto é proibido. Lá, as pessoas começaram a usar a saudação de três dedos como forma de protesto ao regime militar. A atitude irritou o governo tailandês a ponto de um simples gesto se tornar ilegal. É bom saber, vai que você esteja conversando com alguém sobre o filme e faça o gesto, vai acabar sendo preso.

E você, o que achou dos significados desses gestos em vários lugares do mundo? Qual foi o mais diferente na sua opinião? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Via   List Verse  
Imagens List Verse
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+